Guia Foundr para modelos de negócios

Confira a série de artigos sobre como escolher o melhor modelo para o seu negócio aumentar a competitividade e fazer mais dinheiro online

modelos negócio

Você já se perguntou como seu site de diversão favorito ganha dinheiro? E aquele programa gratuito de compartilhamento de arquivos que você usa todo dia? Ou ainda o RPG no qual você passa praticamente todo seu tempo livre – e o nem tão livre assim também?

Enquanto algumas empresas ganham dinheiro de forma óbvia – colocam seus produtos nas prateleiras, as pessoas compram, o dinheiro entra – outras geram receita de formas mais misteriosas. É o caso dos praticamente onipresentes negócios online gratuitos, que fornecem dados, informações e serviços a custos zero ou perto disso, e cujas estratégias para se manterem funcionando, pagando servidores e folha de pagamento de funcionários, não são tão diretas.

Embora a internet tenha aberto um mundo de possibilidades de empreendedorismo para todos, ela também tornou a informação um bem extremamente barato, ao mesmo tempo em que aumentou a concorrência. Muitas empresas online que comercializam mídias, dados e softwares têm que enfrentar hoje uma competição simplesmente impensável até algum tempo atrás: pessoas e corporações fornecendo coisas de graça.

Como resultado, surgiu uma série de modelos de negócios criativos que permitem que essas empresas aumentem sua competitividade no ambiente online. Esses modelos não estão passando despercebidos, e, de fato, esse próprio artigo foi inspirado por esta lista crowdsourced no GitHub, a qual, por sua vez, foi inspirada em uma lista elaborada pelo Y Combinator.

Mas por que você, empreendedor, deveria se importar com modelos de negócio?

Conhecendo melhor esses modelos de negócios ficará mais fácil compreender como ganhar dinheiro com seu negócio ou com sua ideia de negócio. Esse artigo é voltado para você, que captou uma boa base de pessoas para seu serviço ou produto mas ainda está tentando descobrir como ganhar dinheiro com ele. Mesmo que você já tenha uma ideia de como gerar rentabilidade, esses modelos podem fazê-lo repensar as possibilidades. E, se você não começou ainda, o ideal é pensar no modelo antes de investir recursos e elaborar estratégias de marketing para a sa ideia, por exemplo.

De um modo geral, é interessante compreender as abordagens criativas que alimentam e incrementam as startups mais bem sucedidas hoje. Afinal, na era digital o mundo dos negócios tornou-se um exuberante ecossistema de abordagens, pessoas e produtos, limitado apenas pela imaginação, desejos e necessidades do público.

Daqui em diante, nos próximos artigos da série “Guia Foundr para modelos de negócios”, nós vamos mostrar formas inovadoras de rentabilizar sua empresa ou projeto através de diversos modelos de negócios: propaganda; modelos comerciais e assinatura; P2P e modelos de negócios cooperativos; e código aberto, dados e transações.

Quer saber mais sobre modelos de negócio? Inscreva-se no curso Modelagem e Validação da Proposta de Valor.

*Artigo traduzido originalmente da autora Assya Barrette e pode ser consultado na íntegra aqui.

Fonte da imagem: Freepik