Inovativa Brasil quer capacitar mais mulheres empreendedoras em 2017

O maior programa de aceleração do Brasil apoia a estruturação de startups do segmento do empreendedorismo feminino, que cresceu 16% Mais de 5 milhões, com 72,9% no comando de micro e pequenas empresas é o contingente de mulheres empreendedoras no Brasil, segundo levantamento divulgado em 2015 pela Serasa Experian. O InovAtiva Brasil reconhece o potencial […]

O maior programa de aceleração do Brasil apoia a estruturação de startups do segmento do empreendedorismo feminino, que cresceu 16%

Mais de 5 milhões, com 72,9% no comando de micro e pequenas empresas é o contingente de mulheres empreendedoras no Brasil, segundo levantamento divulgado em 2015 pela Serasa Experian. O InovAtiva Brasil reconhece o potencial do empreendedorismo feminino para o crescimento do País e, por isso, pretende aumentar o número de startups compostas por mulheres a serem aceleradas em 2017.

Um estudo conduzido pelo Banco Mundial, revelou que, nos últimos 10 anos, o empreendedorismo feminino cresceu 16% (contra 7% dos homens). 84% das profissionais eram assalariadas antes de empreender no negócio atual e 71,5% delas está nos ramos de comércio e serviço. Em 2015, dobrou o número de páginas de negócios criadas por mulheres no Facebook e no Instagram, assim como as mensagens enviadas a elas.

Para Marcos Vinícius de Souza, secretário de Inovação e Novos Negócios do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), startups compostas por mulheres revelam características interessantes ao trazer maturidade e potencial para conquistarem mercados. “Notamos que, entre os empreendedores, o público feminino tem, cada vez mais, buscado apoio e melhores meios para estruturar e formalizar seus negócios, contribuindo substancialmente com a movimentação da economia do País”, reforça o secretário.

INOVATIVA 2017 – As inscrições para o próximo Ciclo de aceleração do InovAtiva começam no dia 23 de janeiro. Clique aqui e participe!

Nos exemplos de mulheres que compõem o time, encontramos a empresa Espichamos.com, uma empresa com perfil digital, idealizado e conduzido por mulheres. A plataforma é colaborativa e pretende promover o consumo consciente e a economia colaborativa entre famílias. Finalistas do Ciclo 2016.2, a startup se enquadra no segmento do empreendedorismo feminino. “Todo o treinamento e apoio que recebemos dos mentores ao logo dos meses de aceleração foram importantíssimos para estruturarmos melhor o nosso negócio. A preparação, especialmente para a apresentação à banca de investidores durante o Bootcamp Final, foi vital”, afirmou Vanessa Delpy, sócia e cofundadora da Espichamos.com. “Estamos muito orgulhosas por termos chegado até a reta final e, principalmente, por termos atraído a atenção dos executivos, que nos abordaram com tantas ideias e dicas interessantes. Essa conexão com investidores será essencial para acelerar a nossa evolução”.

Já Fernanda Davidovici, gestora da Caravel Corporate Finance e mentora do programa no ciclo 2016.1, comenta que é preciso ser hábil para mostrar o impacto que as mulheres têm para apoiar. ‘‘A qualidade das empresas participantes do InovAtiva cresce a cada ano e as mulheres são fortes. Todas possuem propostas incríveis e são capazes de competir de forma igual com os homens. É um futuro promissor para o público feminino’’, reforça.  

Uma recente pesquisa divulgada pela Rede Mulher Empreendedora (RME) apontou que 79% das profissionais tem formação superior completa (ou mais) e que 39,1 anos é a média de idade. A maioria é casada, com filhos e apresenta um grau de escolaridade um pouco maior do que as que planejam empreender (que tem média 36,5 anos), sendo que 30% pertence a Classe C, enquanto 35% das mais velhas pertencem a classe A.O Sebrae aponta que 8 milhões dessas trabalhadoras são formais, mas a RME indica que o contingente de informais ultrapassa 22 milhões no Brasil.

E mesmo com todo o discurso negativo da crise atual do País, os negócios de mais da metade (63%) das empreendedoras está melhor do que há três anos, com fortes perspectivas de melhoria para os próximos três (dados RME).

As inscrições para o próximo ciclo iniciam em 23 de janeiro. Clique aqui e faça seu cadastro na plataforma inovativa, você será informado em primeira mão sobre as inscrições para o próximo ciclo.

Texto* Espichamos.com com informações InovAtiva