Sugestões Contato
Olá, Visitante

Inovativa - Painel

Formulário de pesquisa

Sobre o Curso

  • Inovativa de Impacto

    Cursos online, no modelo InovAtiva Brasil, que servem tanto para instrumentalizar empreendedores de impacto social quanto sensibilizar potenciais empreendedores. Esses cursos estão disponíveis para o grande público na plataforma desde a primeira fase.


  • Período do curso

    Inicia em 17 de abril de 2017

    Termina em 01 de junho de 2017



O que você vai aprender neste curso?

O que você vai aprender neste curso?

As Finanças Sociais e os Negócios de Impacto são temas recentes demandados por um movimento mundial de empreendedores que acredita que modelos de negócios podem ajudar os governos e as instituições filantrópicas a resolverem os problemas sociais. O movimento inspira-se na experiência vencedora do Nobel da paz do Grameen Bank, proposto por Muhammed Yunus, pai do microcrédito e dos negócios sociais.

O tema Finanças Sociais surge no Reino Unido em 2000, no Canadá em 2010, no G8 (França, Alemanha, Austrália, Itália, Japão, Inglaterra e Estados Unidos) em 2013 e, em 2014, é lançada Força-Tarefa Brasileira, com a qual o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) assina um Acordo de Cooperação Técnica em 2016 que prevê, entre outras, a realização do InovAtiva de Impacto.

Nestes cursos, são trabalhados os conceitos de:

Finanças Sociais: Direcionamento de capital público ou privado a Negócios de Impacto ou a ações que utilizam mecanismos financeiros com o compromisso de gerar impacto social ou ambiental com sustentabilidade financeira. Se diferencia da filantropia e das finanças tradicionais por combinar as seguintes características:

1) Compromisso do capital com o impacto social: Governos, indivíduos e setor privado movidos a doar, investir ou contratar com a intenção de promover melhoria da qualidade de vida da população – garantindo ainda um retorno financeiro, no caso dos investidores.
2) Mecanismos financeiros de impacto: Instrumentos e modalidades financeiras que possibilitam a contratação e circulação do capital para ações ou Negócios de Impacto.
3) Monitoramento e mensuração do impacto: As ações implementadas precisam comprovar periodicamente o seu impacto nos indicadores sociais e o seu resultado financeiro (que pode ser reinvestido no negócio de impacto ou devolvido aos investidores)

Negócios de Impacto: São empreendimentos que têm a missão explícita de gerar impacto socioambiental ao mesmo tempo em que geram resultado financeiro positivo de forma sustentável. Independente da constituição jurídica da organização, se diferenciam das ONGs e dos negócios tradicionais por seguirem os seguintes princípios:

1) Propósito de gerar impacto socioambiental positivo explicito na sua missão;
2) Conhecem, mensuram e avaliam o seu impacto periodicamente;
3) Têm uma lógica econômica que permite gerar algum tipo de receita própria;
4) Possuem uma governança que leva em consideração os interesses de investidores, clientes e a comunidade.

Ecossistema de Finanças Sociais:

Envolve todos os atores, instituições e processos das Finanças Sociais, incluídos aí os ofertantes de capital (Governo, Organismos Nacionais de Fomento, Organismos Multilaterais de Crédito, Pessoas Jurídicas, Instituições de Finanças Comunitárias, Fundações e Associações, Pessoas Físicas), que alocam recursos por meio de mecanismos diversos(filantropia, fundos patrimoniais, crowdfunding, contrato de performance “Social Impact Bonds – SIB”, Comercialização de Bens e Serviços, Mobile Giving, Empréstimos e Fundos Sociais, Microcrédito, Empréstimos, Investimentos com objetivo de retorno financeiro/impacto social) utilizando Instituições Intermediárias que conectam, facilitam e certificam (Recursos e Serviços Financeiros, Gestão e acesso à investidores, Monitoramento, Avaliação e Certificação, Conhecimento e Informação) os Negócios de Impacto (demandantes de capital), que são Organizações da Sociedade Civil, Negócios Sociais, Negócios Inclusivos ou Cooperativas que oferecem serviços nas áreas de moradia, saúde, educação, emprego, justiça criminal, esportes, desenvolvimento social, energia, agricultura, renda, crianças, etc.

Para quem é este curso?
O curso é voltado para empreendedores que possuem ou desejam possuir seu próprio negócio de impacto. Os vídeos servem também para todos aqueles que desejam conhecer e aprofundar o conhecimento sobre Negócios de Impacto e Finanças Sociais.
Empreendedores, Investidores, Aceleradores, Professores e membros do ecossistema de negócios de impacto.

As estrelas desse curso:

1) Célia Cruz: Diretora-Executiva do Instituto de Cidadania Empresarial;
2) Leonardo Letelier: CEO da Sitawi, Finanças do Bem;
3) Rodrigo Brito: Co-fundador da WTT;
4) Celso Athayde: Fundador da CUFA;
5) Luciana Aguiar: Assessora Sênior PNUD;
6) Marcel Fukayama: Co-fundador da Din4amo;
7) Fernando Assad: Co-fundador Vivenda;
8) Ronaldo Tenório: Co-fundador Hand Talk;
9) Graziella Comini: Coordenadora do Centro de Empreendedorismo Social da USP;
10) Daniel Izzo: Co-fundador Vox Capital

 

Como é a metodologia:

Vídeos curtos, acessíveis pelo celular e que se encaixam na sua rotina apertada. Nos vídeos é passada uma visão geral dos assuntos, com as informações básicas e indispensáveis. Junto aos vídeos, colocamos materiais complementares para você se aprofundar naquilo que julgar importante. Damos a você as ferramentas e lançamos desafios práticos. No entanto, se você não aplicar o conhecimento, não vai aprender. Colaborar, colaborar, colaborar: Na plataforma do InovAtiva você é o aluno e o professor, todas as atividades práticas são feitas para voltarem para a plataforma e receberem feedback da própria comunidade. Ajude as outras pessoas e você será ajudado, você pode fazer perguntas no fórum, indicar novos materiais e mandar mensagens privadas para outros empreendedores. A equipe do InovAtiva também fica por aqui, CONECTE-SE. Ao final do curso, você estará preparado para começar a vender de forma mais agressiva e começar a sentir segurança para decolar a empresa.

Cases

Vivenda: O sócio-fundador da Vivenda, Fernando Assad, apresenta a experiência da empresa e seu modelo de receitas e de impacto social.
Hand Talk: O sócio-fundador da Hand Talk, Ronaldo Tenório, apresenta a experiência da empresa e seu modelo de receitas e de impacto social.