Quando o fracasso é que faz de você um vencedor

Entenda porque só se aprende com os erros e aprenda a usar o fracasso para fazer seu negócio crescer

Quantas vezes você já desanimou diante de um fracasso, esperado ou não? Essa é uma situação que todo mundo já passou – ou vai passar – algumas vezes na vida. Afinal, ninguém consegue simplesmente acertar o tempo todo. E quando o fracasso chega depois de muito esforço para que tudo dê certo, o baque parece ser maior ainda, claro. Mas é justamente nessas horas que ele pode fazer toda a diferença para o futuro.

Sim, o fracasso causa dor. Dor física mesmo: dói o peito, dói a cabeça, os ombros, as costas e até as pernas, em algumas pessoas. Mas associar o fracasso apenas à dor é o grande erro da maioria dos empreendedores, que passam a evitá-lo a qualquer preço. Só que, muitas vezes é essa fuga desarvorada do fracasso que tolhe seu próprio crescimento.

Como empreendedor você já deve ter ouvido falar que é nos momentos de crise que surgem as melhores ideias e as grandes oportunidades de crescimento. Praticamente toda gigante já passou por isso – e costumam ser histórias inspiradoras, cases contados e recontados em palestras, livros e artigos. Mas se você prestar atenção, quase sempre há um fracasso inicial por trás delas, justamente o que serviu de motivação para a mudança.

Isso porque o fracasso é um agente de aprendizado. Ele não deve ser encarado como “uma única oportunidade que foi perdida”, mas sim a experiência de um caminho que você não deve pegar novamente. É a hora de pensar em escolhas diferentes, de ver suas perspectivas com outros olhos, porque aquela visão você já sabe que não deu certo – mas há outras. E agora que você já sabe que ela não funciona, não repetirá mais o mesmo erro.

Por isso é que se diz que ninguém aprende com os acertos, apenas com os erros. E o empreendedorismo requer um aprendizado constante, uma reinvenção diária. Quando você erra, na verdade está aprendendo o que funciona e o que não – e eliminando aquela possibilidade de erro no futuro. Na verdade o sucesso está mais próximo do que estava antes.

O fracasso, portanto, é a oportunidade de aprender com seu erro. Ele deve ser analisado para que os componentes que não funcionaram sejam retirados da equação na próxima tentativa e substituídos por outros até que tenham o resultado esperado – ou até melhor, em muitos casos. É o fracasso que faz o empreendedor parar e perceber os verdadeiros obstáculos, e o ajuda a reformular sua estratégia para superá-los ou contorná-los.

Essa pausa, por sua vez, é fundamental para uma análise realística da sua estratégia. Como ela pode ser melhorada? O empreendimento tem chances reais de sucesso ou deve ser adaptado? Quais os outros caminhos a seguir? Uma parceria supriria o problema? É necessária nova capacitação? Lembre-se que muitas vezes o fracasso pode estar simplesmente mostrando que a sua expertise e/ou vocação pode estar sendo direcionada para o foco errado.

Agora é mais fácil perceber como o fracasso, na verdade, pode ser libertador. Sem medo de fracassar, você fica mais livre para tentar, errar, tentar de novo e de novo até acertar, aprendendo com os erros, dando atenção aos feedbacks e mantendo o foco sempre em inovações.

Quem sabe, no futuro, o seu não será um desses cases de sucesso usados como referência para empreendedores de todo o mundo. Pense nisso!?

Este artigo é inspirado no texto CHRIS W. DUNN Fundador e CEO da Skill Incubator