Startup lança sistema de bicicletas compartilhadas que não precisam de estações

Scipopulis é uma startup que desenvolve tecnologias para mobilidade urbana e agora lança também um sistema de bicicletas compartilhadas.

Startup bicicleta

O alto custo de um sistema de bicicletas com estações é o principal obstáculo para instituições que querem adquirir esse tipo de serviço. Pensando em resolver essa questão, a startup Scipopulis, em parceria com a TC Urbes, desenvolveu um modelo de compartilhamento de bicicletas onde os usuários podem pegar e deixar a bike no local mais próximo do seu destino. O diferencial deste sistema é que a inteligência está na bicicleta, e não mais nas estações.

Inicialmente, o projeto está voltado para espaços fechados, como plantas industriais, condomínios e câmpus universitários, e deve atender também pequenas e médias cidades. Já há modelos parecidos em outras cidades nos Estados Unidos na Europa, porém na América Latina e no Brasil é uma novidade As bicicletas inteligentes têm custos de implantação e manutenção até 30% menor se comparado ao sistema de entrega nas estações.

Para operar, as bicicletas têm GPS, painel de energia solar e uma trava controlada por senha. Pelo celular, o usuário pode ver o posicionamento das bicicletas e selecionar qualquer uma no mapa, reservar a que tiver interesse, e gerar uma senha para destravar a bicicleta em um painel de interação. Quando a corrida é fechada, a bike trava as rodas até que o próximo usuário a libere, voltando a ficar disponível no mapa.

O console de interação da bicicleta foi desenvolvido juntamente com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – SENAI, por meio do Edital Sesi Senai de Inovação. A seleção para o Edital aconteceu após a participação da Scipopulis no InovAtiva Brasil, que concedeu pontos extras na seleção do SENAI. De acordo com os dados da empresa, 50 unidades da Chica (nome dado à primeira geração do projeto) já foram vendidas para a Universidade Federal do Acre, que vai receber as bicicletas ainda no primeiro semestre de 2017.

O sistema não para de evoluir e a Scipopulis já está trabalhando na segunda geração de bikes com travas menores e mais segura. Além de desenvolver, a partir da experiência com a Chica, uma nova linha de sistemas autônomos de monitoramento.

A Scipopulis trabalha com mobilidade urbana desde 2014, ao desenvolver tecnologias de análise de dados para monitoramento de ônibus. A atual aposta nos sistemas de bicicletas compartilhadas, permite ampliar o leque de modelos de inovação e coleta de dados.

Compartilhar