Startups InovAtiva conquistaram colocações importantes no Programa FedEx

Estante Mágica e Ecotag foram aceleradas pelo InovAtiva Brasil e conquistaram a primeira e segunda colocação

Foi divulgado na última semana, os vencedores da segunda edição do programa FedEx para pequenas empresas, realizado pela maior empresa de transporte expresso no mundo. E entre as selecionadas, estão a Estante Mágica, uma plataforma focada em projetos pedagógicos para escolas e a empresa Ecotag, que trabalha na produção de lacres feitos para ajudar na proteção de produtos contra a pirataria de marcas. As duas startups, que já foram aceleradas pelo InovAtiva Brasil, obtiveram ótimo desempenho ocupando a primeira e segunda colocação. As empresas receberam uma premiação em dinheiro e materiais de capacitação.

A primeira colocada foi a Estante Mágica. Para Pedro Concy, CEO da empresa, passar pelo programa FedEx foi desafiador, pois foi a primeira vez que participou de uma seleção que envolvesse o voto popular. “Isso gerou um grande movimento de todos nossa equipe. Todo mundo votou, pediu para amigos, amigos dos amigos e familiares votarem, foi bonito e comovente de ver essa corrente e união dentro da Estante Mágica. Nunca participamos de algo assim. Isso só fortaleceu um dos valores mais importantes pra gente, que é a família” comenta.

Além disso, Concy revela que um dos momentos mais importantes foi o de elaboração do Pitch. “Após a nossa seleção entre os 15 finalistas, outro ponto muito legal e de nervosismo, foi a dica da Endeavor sobre o pitch perfeito. Tínhamos um grande desafio: falar da nossa trajetória em apenas um minuto. Conseguimos! Ficamos muito felizes com o resultado do Programa FedEx e agora estamos ansiosos para os ensinamentos e aprendizados que estão por vir com a premiação e mentoria”.

Para Junior Souza, CEO da Ecotag, segunda colocada no programa, o FedEx foi um forte incentivador para internacionalização da empresa. “Participar do projeto foi extremamente importante para entender o mercado no exterior. Migrar para o internacional já era nossa meta para 2017 e agora estamos em processo de abertura de mercado no Mercosul e nos Estados Unidos”, comenta Souza.

Os lacres de autenticidade são produzidos por uma máquina chinesa e é a única no Brasil. Souza destaca que a participação no programa InovAtiva Brasil, no ciclo 2016.2, serviu como uma preparação para encarar as novas oportunidades que a startup vem conquistando. “O InovAtiva Brasil foi uma máquina de ensinamentos. Tivemos uma visão ampla de negócio e gestão de mercado. Poder colocar em prática no FedEx nos recorda do quanto a experiência valeu a pena’’, finaliza Junior Souza.

Compartilhar