12 startups inovadoras se destacam no demoday InovAtiva

Em três dias, mais de 80 empresas de todo o país tiveram a oportunidade de preparar um pitch e apresentar para investidores em São Paulo

Com o objetivo de fomentar o ecossistema brasileiro de startups, o InovAtiva Brasil, programa gratuito de aceleração para negócios inovadores de qualquer setor e região do país, realizou o Bootcamp Nacional e o Demoday InovAtiva 2018.2 durante os dias 08 e 10 de dezembro. Nesta edição, estiveram presentes mais de 300 pessoas. Destas, cerca de 100 eram investidores e 110 mentores de organizações como GvAngels, Harvard Angels, Anjos do Brasil, Derraik & Menezes, Mentores do Brasil e Redpoint eventures.

Nos dois primeiros dias, as startups puderam receber mentorias para prepararem um pitch do seu negócio, que foi apresentado durante a Conferência Nacional de Investimento Anjo, no dia 10, para uma banca qualificada de investidores e/ou potenciais clientes.

“Nessa edição, fizemos uma parceria com a Câmara dos Deputados. Eles estão fazendo um projeto para atender algumas startups que ofereçam soluções para a nossa comunidade, então tivemos três startups que se apresentaram aqui no chamado InovAtiva Cívico. Foi um projeto piloto e a intenção é dar continuidade a ele nos próximos Demodays”, comenta Rafael Wandrey, Coordenador de Empreendedorismo Inovador do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços.

Diante das mais de 80 empresas, as startups que se destacaram foram:

Banca 1: Tecnologia da Informação e Comunicação: Big Data e Soluções B2B – Niduu, solução para nivelar e incrementar o desempenho organizacional de forma automática e personalizada e Polen, marketplace B2B que conecta geradores de resíduos com empresas que utilizam estes resíduos como matéria-prima;

Banca 2: Produtos e soluções B2C, Serviços e Games – Gamer Trials, startup que alia os esforços e interesses dos diferentes pólos de desenvolvimento de games no país e We Fix, primeira plataforma do Brasil a conectar técnicos de smatphone, clientes e fornecedores;

Banca 3: Varejo, Comércio Eletrônico, Bens de consumo não duráveis e Serviços – O Polen, estratégia de aumento de conversão de vendas e Vida Pet, criadora de um sapato para cães de pequeno porte que vivem dentro de casa;

Banca 4: Educação, Saúde e Setor Financeiro – EasyThings, monitora e avisa o usuário de uma possível crise de hipoglicemia e SaveLivez, serviço de captação de doadores de sangue sob demanda;

Banca 5: Soluções para a Indústria, Infraestrutura e Construção Civil, Telecomunicações, Energia, Mineração e metalurgia – Nanogreen, desenvolve nanopartículas customizadas para os diversos segmentos do mercado e Sociente Inteligência Geográfica, auxilia nos estudos geológicos para o avanço da metalogenia;

Banca 6: Negócios de Impacto Sócio Ambiental – OLIPLANET, oferece um dispositivo para a separação do óleo de cozinha usado e SaveLivez, serviço de captação de doadores de sangue sob demanda.

“Em 2019 nós estamos planejando muita coisa diferente que vai servir para empreendedores. A intenção é gerar muito mais conexão com o mercado e criar oportunidades para as startups continuarem fazendo esse networking que a gente proporcionou durante esse final de semana. Em fevereiro do ano que vem, vamos abrir as inscrições para o próximo ciclo. A ideia é que agora, não só quem estiver naquele ciclo de aceleração seja beneficiado, mas também quem participou anteriormente”, finaliza Natália Bertussi, coordenadora de startups no Sebrae Nacional.

Compartilhar