Esta sessão é destinada para publicação de artigos escritos pela comunidade InovAtiva

TrazFavela: Delivery para a periferia cresce 500% durante a pandemia

O programa InovAtiva Brasil está sempre em busca de ideias disruptivas que ajudam a solucionar dores da sociedade. No ciclo 2020.1, encontrou isso no TrazFavela, delivery sem preconceito que tem como objetivo buscar e entregar produtos em regiões periféricas da cidade de Salvador.  A startup, que está operando desde setembro de 2019, viu seus negócios expandirem 500% no terceiro trimestre deste ano devido à pandemia do novo coronavírus.

Para saber mais sobre esse processo de crescimento e consolidação no mercado, conversamos com Iago Santos, CEO e cofundador da empresa:

1. O que faz o TrazFavela?
A proposta do TrazFavela é levar produtos da periferia para fora e de fora para a periferia, fazendo a ponte entre esses dois mundos. Nosso intuito é quebrar o preconceito de que quem é da periferia sempre é bandido. Tem muita gente boa dentro da periferia e nós tentamos reforçar sempre isso.

2. Como surgiu a startup?
A ideia surgiu em 2016, quando houve o boom dos deliveries. Na época, percebi que onde eu moro, apesar de ter uma economia muito forte, não fazia parte da rota dos aplicativos. Identificando esse problema e sabendo da potencialidade do meu bairro, vi o atendimento a comerciantes da região como uma oportunidade de negócio. Em agosto de 2018, eu e os outros cofundadores, Marcos Silva e Ana Luiza Sena, validamos a ideia no Startup Weekend Salvador, mas foi apenas em setembro de 2019 que iniciamos efetivamente a operação.

3. Atualmente, em que estágio está o TrazFavela?
Estamos na fase de MVP/Operacional e voltados para o público B2B. Por ainda não termos o nosso aplicativo, atuamos por meio do WhatsApp intermediando o contato do comerciante com o entregador. O processo de retirada do produto no estabelecimento e entrega ao comprador costuma durar de 20 minutos a 1 hora.

4. Qual é a abrangência do negócio?
Atendemos 51 estabelecimentos de todas as regiões. A maioria dos comerciantes cadastrados são de áreas periféricas e boa parte das nossas entregas são locais que já têm algum tipo de serviço de delivery, mas não pegam de periferias.

5. Por causa da pandemia a demanda por delivery aumentou no Brasil. Como o TrazFavela está passando por esse momento?
Foi totalmente favorável para a gente. Como não há nenhum tipo de delivery que atua com empreendedores, ganhamos muita visibilidade e assim conseguimos crescer 500% só no segundo trimestre desse ano. De março a junho realizamos mil entregas, enquanto no primeiro trimestre estávamos chegando a 100. Para se ter uma ideia, em fevereiro fizemos 19 entregas. Em março, esse número subiu para 45. Em abril já foi para 119. Com isso, conseguimos totalizar em seis meses 2 mil entregas.

6. O que foi preciso fazer para que o crescimento exponencial não prejudicasse a qualidade do serviço?
Esse processo foi realizado de forma gradual, conforme o aumento da demanda. Nós adquirimos um sistema de multi-atendimento pelo WhatsApp e expandimos o quadro de entregadores, passando de 10 no início do ano para 38 em setembro. Assim, estamos crescendo tanto na nossa operação quanto no desenvolvimento do negócio para que possamos entregar os produtos o mais rápido possível.

7. Como se dá o vínculo entre o entregador e o TrazFavela?
Com a chegada da pandemia, as pessoas que ficaram desempregadas e não estavam conseguindo renda nos procuraram e começaram a empreender prestando esse tipo de serviço para nós. No modelo que usamos hoje, os entregadores não ficam presos a nós, então utilizam o TrazFavela como uma renda complementar, recebendo o valor total do frete, que é calculado por quilometragem.

8. Existe um plano de expansão para outras cidades do Brasil?
Estamos nos estruturando para expandir para cidades vizinhas, mas nosso objetivo também é ir para São Paulo – que tem uma das maiores favelas da América Latina -, Rio de Janeiro, Recife. Assim que conseguirmos atuar bem nessas capitais, queremos atingir o Norte também, pois recebemos bastante procura de pessoas que querem levar o TrazFavela para lá.

9. O TrazFavela participou do ciclo 2020.1 do programa InovAtiva Brasil. O que você destaca dessa experiência?
Foi uma experiência muito boa pela possibilidade de construção e fortalecimento da estrutura da nossa startup. O InovAtiva Brasil nos ajudou muito com a parte humana do negócio e com a conexão com investidores. Por ser um grande programa aceleração de startups, vimos nele uma oportunidade de adquirir experiência em âmbito nacional.

10. Recentemente vocês começaram a fazer parte do Black Founders Fund. Como está sendo esse processo?
Na verdade, por a gente já ter passado pelo Startup Zone, um processo de aceleração do Google, a gente já tinha essa relação com a empresa, por isso conseguimos participar do fundo, que está sendo uma experiência muito boa. Estamos rodando Bootstrap há um ano e nossos recursos estavam acabando. Com este investimento, pudemos evoluir alguns processos, na parte operacional e conseguiremos finalizar nosso aplicativo e nos consolidar na capital baiana.

Conheça outras startups que participaram do programa de aceleração InovAtiva Brasil.

Mold.Me recebe investimento da Anjos do Brasil e desponta no mercado têxtil brasileiro

A Molde.me é uma solução em modelagem digital e encaixe automático para empresas do setor têxtil. Em 2019, a startup foi uma das 108 aceleradas pelo programa InovAtiva Brasil. No ano de 2020, a startup teve mais uma conquista: recebeu investimento da Anjos do Brasil de Santa Catarina.

“O processo começou em novembro do ano passado, quando inscrevi a Molde.me para avaliação na plataforma do Anjos do Brasil. Em abril, mesmo em meio a pandemia da COVID-19, apresentei nosso pitch em uma reunião do grupo de Santa Cataria e logo em seguida começamos os contatos e negociação. Foram três meses de reuniões, revisões de contrato, apresentações e projeções”, comenta Tyara Nascimento, Fundadora e CEO da startup.

Segundo ela, o InovAtiva Brasil teve grande contribuição para a obtenção deste aporte, visto que foi com a ajuda do programa que a empreendedora desenvolveu uma projeção sólida, um planejamento financeiro conciso e um valuation preciso, gerando confiabilidade para os investidores.

“É uma honra ser uma das selecionadas para participar de um programa tão concorrido. Nas mentorias coletivas aprendemos muito e todas as semanas recebemos insights que colocamos em prática. Isso fez com que a empresa melhorasse a cada dia. Além disso, um dos nossos mentores tornou-se nosso conselheiro e hoje trabalha em uma área que antes era vista internamente como frágil”, afirma Tyara.

Atualmente, o objetivo da empresa é crescer significativamente a ponto de dominar o mercado brasileiro no seu segmento de atuação, depois partir para a internacionalização, seja na América Latina ou Europa. Para isso, o valor recebido será destinado a gerar leads e fortalecer a marca. Hoje em dia, a marca possui centenas de clientes, dentre eles J Hess Camisaria Sob Medida, Estúdio Minah, Lunelli Têxtil, Unochapecó e Zanotti Elásticos.

“Investiremos também na área de desenvolvimento de produto e vendas, que vai nos trazer mais clientes e receita, para que possamos oferecer sempre uma solução surpreendente para os nossos clientes. Temos expectativas muito boas e animadoras”, completa a empreendedora.

Sobre a Molde.me

A startup surgiu quando Tyara decidiu juntar seu conhecimento na área têxtil com a experiência de seu marido Luiz (Fundador e CTO) em engenharia de software para solucionar uma demanda de mercado: soluções acessíveis para micro, pequenas e médias empresas. Assim, o casal desenvolveu um produto inovador, com interface amigável, fácil de aprender e operar, ajudando a empoderar modelistas para que estes economizem tempo e dinheiro, e tornem-se ainda mais competitivos no mercado.

“A Molde.me nasceu e cresceu em Santa Catarina, onde o setor têxtil é muito forte. Porém, o nicho que atendemos é muito carente em soluções tecnológicas e nosso atendimento diferenciado conquista os clientes a longo prazo, o que me deixa muito animada e realizada”, finaliza a empreendedora.

Em nosso site, você encontra conteúdos completos sobre captação de investimentos. Acesse a página Academy e saiba mais.

Conheça 4 fintechs que têm mais de um setor de atuação

O mercado de fintechs vem crescendo ano após ano. Segundo a Associação Brasileira de Startups (Abstartups), este é o segundo setor com mais soluções tecnológicas inovadoras, ficando atrás apenas da área educacional. Além disso, de 2015 a 2019 apresentou um aumento de 28,3%.

Neste cenário competitivo, Confira 4 startups aceleradas pelo programa InovAtiva Brasil que adotaram esse modelo e conheça seus diferenciais:

Construção Civil

O OrçaFascio é um software de orçamento de obras focado na facilidade de uso. Desenvolvido para seguir rigorosamente todos os padrões e as normas do Tribunal de Contas da União (TCU), com uma detalhada assertividade e precisão nos cálculos, é considerado por especialistas um dos melhores softwares para concorrer a licitações públicas no Brasil. O sistema conta com 19 bases de composição, incluindo SINAPI, SICRO e SBC, todas atualizadas de forma automática e sem custo adicional para o usuário. A startup também fornece medição, diário de obra e módulo compras.

Cultura

A CREBIT desenvolveu um cartão digital que promove a inclusão do público jovem que não tem acesso a crédito tradicional, mas quer e precisa comprar serviços e produtos online. Tudo isso com uma experiência financeira diferente, simples e completa, com taxas revertidas em bônus no celular, games, cinema, entre outros. E o melhor: sem chances de dívidas.

Educação

O Juros Baixos é um comparador de serviços financeiros e canal de educação financeira. Sua missão é facilitar e guiar decisões monetárias conscientes e inteligentes com base nos valores de transparência, objetividade, liberdade, autonomia e foco no usuário. A startup também oferece crédito, investimentos, seguros, serviços bancários, meios de pagamento, câmbio, gestão de recursos e assessoria financeira.

Reciclagem

A Coletando é a primeira Green Fintech do mundo a disponibilizar pontos móveis, que promove uma economia circular ecológica, trocando lixo por dinheiro em comunidades. A startup oferece oportunidade para pessoas em situação de vulnerabilidade social de renda imediata, bancarização para acesso a oferta de serviços diversos, bem como a melhoria da qualidade ambiental. Isso porque o usuário que entrega os resíduos recebe uma conta digital com ou sem cartão físico, na qual é depositado um valor monetário referente ao que ele entregou.

Quer conhecer outras fintechs que participaram dos programas de aceleração InovAtiva Brasil e InovAtiva de Impacto? Acesse a lista completa de aceleradas.

O que você vai encontrar no Ecossistema InovAtiva?

A rede InovAtiva Brasil proporciona a todos os seus stakeholders as melhores oportunidades de crescimento, desenvolvimento e networking. No pilar Ecossistema, existe uma extensa malha de conexões estratégicas formada por mais de mil mentores, diversos fundos de investimento e investidores, grandes empresas, 29 líderes de comunidade, 18 líderes veteranos, 35 agentes e mais de 155 disseminadores.

Beneficiando desde startups em estágio de ideação até aquelas já estruturadas e operantes, este pilar está dividido em quatro frentes de atuação:

Comunidade InovAtiva

Empreender não é fácil. O caminho a ser percorrido é árduo e com muitos obstáculos. Porém, para tornar essa jornada um pouco mais fácil, o InovAtiva Brasil conecta as comunidades de startups do país, dando apoio e suporte a fim de estimular a vontade de inovar nos empreendedores. Levando conhecimento e promovendo momentos de integração aos startupeiros, temos atuação nacional para ajudar a fortalecer o ecossistema de todo o país.

InovAtiva Conecta

Criado da necessidade de juntar as startups nos locais certos e com as pessoas certas, o InovAtiva Conecta é um mecanismo de estímulo à inovação aberta que promove rodadas de negócios entre empreendedores e seus públicos alvos. Atualmente, contamos com mais de 30 grandes empresas parceiras e já auxiliamos na concretização de mais de 200 rodadas de negócios.

Powered By InovAtiva

Visando a dar suporte a novas ações, fortalecer relações com comunidades regionais e incentivar atuações locais, essenciais na manutenção do empreendedorismo, o Powered By InovAtiva utiliza todo o know how adquirido durante os sete anos de existência do InovAtiva Brasil para apoiar eventos voltados à construção de um Brasil mais inovador.

Eventos 

Para aumentarmos o alcance do impacto gerado pelo InovAtiva Brasil, fornecer conteúdo altamente qualificado e promover networking entre os agentes do ecossistema de empreendedorismo, criamos parcerias com diversos eventos, como Rio2C, HOJE, CASE, Startup Summit, Rec’n Play, Hackathon, entre outros. Também promovemos o InovAtiva Day, um dia em que diversos estados realizam treinamentos, palestras e treinamento de pitch para startups.

Quer saber mais sobre o Ecossistema InovAtiva? Então entre em: https://www.inovativabrasil.com.br/ecossistema/

Saiba o que é Taxtech e como elas estão mudando o Brasil

O termo TaxTech surgiu da junção das palavras em inglês Tax (que significa imposto) e Tech (de tecnologia). Assim sendo, o conceito designa startups que oferecem soluções tecnológicas para o setor tributário, que envolvem o pagamento de impostos, taxas, encargos e tarifas para o poder público.

Essas empresas têm como função ajudar na gestão das contribuições financeiras da sociedade, evitando que as pessoas recebam multas por atrasos no pagamento de contas ou que sofram processos criminais por sonegação de impostos. Inseridas neste conceito, também existem empresas que apresentam alternativas para a destinação do Imposto de Renda, como é o caso da Incentiv.me.

Trabalhando com projetos financiados via leis de incentivo fiscal, a startup oferece produtos e serviços que ajudam na escolha da destinação de impostos. “Dessa forma, torna-se uma ferramenta de desburocratização e democratização do acesso às leis de incentivo fiscal, dando à sociedade a oportunidade de gerenciar parte de seus impostos na solução de problemas coletivos”, comenta Douglas Lopes, CEO da Incentiv.me.

Outra empresa que se destaca nesta área é a Porthal Sistemas. Seu objetivo é desenvolver soluções web, desktop e mobile para automação comercial e do agronegócio, visando  a facilitar as operações. Com o iCode ERP, software web para gestão empresarial e um dos principais produtos do empreendimento, a startup ajuda o comércio varejista e atacadista de pequeno e médio porte com a emissão de DFe (Documentos Fiscais Eletrônicos).

“Nosso diferencial é automatizar os processos tributários, permitindo assim que qualquer pessoa, mesmo com pouco conhecimento na área, consiga operar o sistema com facilidade e assim reduzir custos e tempo nas operações da empresa”, afirma Alex Malmann Becker, sócio da Porthal Sistemas.

Por fim, a Eficiência Fiscal, startup de outsourcing em gestão tributária com foco nas operações de compra, manutenção de itens e venda de mercadorias, também se destaca neste segmento. Ela busca resolver o problema da falta de conhecimento para lidar com a complexidade da legislação tributária brasileira.

“Nós possibilitamos que pequenas, médias ou grandes empresas varejistas tenham acesso à conhecimento qualificado em matéria tributária por meio de uma plataforma (SaaS), baseada em inteligência artificial, acessível e com um custo de investimento compatível com a realidade financeira de cada negócio. Em resumo, prestamos consultoria tributária nas operações de compra e revenda de mercadorias”, complementa Edgar Kaiser, Diretor Executivo da Eficiência Fiscal.

Entenda o InovAtiva Academy e veja o que ele oferece

Desde 2013, o InovAtiva Brasil fomenta o empreendedorismo inovador em todas as regiões brasileiras, dialogando com as comunidades e ajudando na criação de bases sólidas para os diversos atores do nosso ecossistema de inovação. Com isso, se tornou uma das principais referências em inovação do país.

E para continuar contribuindo com a educação empreendedora, o InovAtiva conta com o pilar Academy, que oferece conteúdos abertos sobre o ecossistema brasileiro de soluções tecnológicas.

Abaixo listamos as atividades disponíveis nesta plataforma:

Cursos 

Módulos, com vídeos curtos e objetivos, oferecidos gratuitamente para ajudar startups em diferentes estágios a se capacitar e aprofundar o conhecimento em temas relevantes sobre empreendedorismo:

Talk To Me

A série especial convida as startups participantes do programa de aceleração a participar das mentorias coletivas dos programas de aceleração InovAtiva Brasil e InovAtiva de Impacto. Essas apresentações são realizadas ao vivo com um especialista no tema. Ele tem 30 minutos para expor o conteúdo e 1h para responder as dúvidas dos participantes.

Entre os assuntos já abordados estão: Vendas Complexas B2B, Internacionalização, Gestão Ágil, Vesting, Equipe e Liderança, Modelagem Financeira, Investimentos, Marketing Digital, entre outros. Para acessar a lista completa, clique aqui.

Don’t Panic

Criado para ser o seu guia da jornada empreendedora, o canal apresenta reflexões e esclarece dúvidas sobre o Vale do Silício, fala sobre a diferença entre mentoria e consultoria, LGPD, modelo de negócios, vantagens e oportunidades do hardware e muito mais. Confira neste link.

COVID-19

Durante a pandemia, o InovAtiva Brasil disponibilizou uma série de webinars para ajudar startups a enfrentarem o período de crise ocasionado pelo novo coronavírus. Entre os temas abordados, é possível destacar o processo de vendas no isolamento, a gestão de equipes home office e a negociação com fornecedores. Caso queira saber mais sobre como fazer para a sua startup não ser atingida pela crise, acesse aqui.

Papo de Comunidade

Com o intuito de compartilhar experiências e fomentar a colaboração entre as comunidades, tornando o ecossistema de empreendedorismo do Brasil mais justo, competitivo e conectado, o Academy realizou bate-papos com Líderes de Comunidade, Agentes e Disseminadores do InovAtiva Brasil:

Ebooks

Estes materiais foram elaborados para ajudar as startups que estão em estágio de validação, operação e tração a elaborar o pitch e a desenvolver o modelo de negócio. Para os mentores, também existe um conteúdo exclusivo para auxiliar com o processo de orientação dos empreendedores:

 

 

Blog

Semanalmente são publicados dois textos no blog do programa sobre assuntos relevantes para o ecossistema de inovação, como cases de startups aceleradas e a definição de termos bastante utilizados neste universo.

Capacitação

Durante eventos como Startup Day SEBRAE, Campus Party e CASE, o InovAtiva Brasil oferece mentorias online e presenciais com treinamento de pitch.

Podcast

Quinzenalmente, o Estação InovAtiva traz novos episódios que tratam de temas relevantes sobre o empreendedorismo brasileiro. Para ouvir, basta clicar aqui.

Para saber mais, entre em: https://www.inovativabrasil.com.br/academy/

A contínua interação das comunidades durante a pandemia

*Por Donjorge Almeida

Há algum tempo, tenho ouvido sobre uma retomada da atuação das comunidades de startups. Mas, para mim, elas nunca pararam. Algumas esperaram mais tempo para agir, outras diminuíram suas ações, contudo nenhuma delas cessou definitivamente suas atividades e sempre agregaram novos atores.

O que tenho percebido, na verdade, é que a relação de interação entre os agentes do ecossistema de startups oriundos de diferentes regiões se intensificou. Elas têm se aproximado, cada vez mais, para se fortalecerem e encontrarem soluções criativas e eficientes para superar os problemas ocasionados pela pandemia da COVID-19. 

De acordo com Brad Feld, cofundador de quatro fundos de investimentos norte-americanos (Foundry Group, Techstars, Intensity Ventures e Mobius Venture Capital): “Comunidades de startups são sistemas adaptativos complexos que emergem da interação dos participantes”. 

Prova disso foi a realização do evento Start Amazônia, fruto da união das comunidades do Norte do Brasil, como Aquiri Valley, Açai Valley, Tucuju Valley, Chambary Valley, 153 Valley, dentre outras. Mas este não é um caso isolado. Outro exemplo é o StartupOn que, após a execução de edições no Centro-Oeste e Sul do país, contou com a Carnaúba Valley, SururuValley, Caju Valley e Potiguaras Valley para propiciar uma experiência enriquecedora para a região Nordeste.

Durante o período de reclusão domiciliar voluntária, se tornou evidente o aumento no número de eventos promovidos para o ecossistema de startups, até porque muitos desses se tornaram digitais. Podemos destacar também o UnSummit, da Techstars Brasil, que contou com a participação das comunidades Manguezal, ZeroOnze, Jaraqui Valley, Comunidade SC.

Outro evento que não pode ser esquecido é o InovAtiva Experience, que encerrou o ciclo 2020.1 do InovAtiva Brasil, maior programa de aceleração de startups da América Latina. Neste, houve um dia inteiro dedicado para as agentes de inovação discutirem sobre as oportunidades e desafios das cinco regiões do país. Entre as participantes, estavam Tambaqui Valley, All Saints Bay, Jerimum Valley, Comunidade RS e Startup MT. Para completar, Feld participou de uma live realizada pela Origem by Darwin que juntou muitos líderes ativos do ecossistema brasileiro.

Mas não para por aí. Em outubro ocorre um evento online que juntará o Summit e o CASE (Conferência Anual de Startups e Empreendedorismo), e eu aposto todas as minhas fichas que vai ter algum painel sobre comunidades. Além de unir dois grandes acontecimentos para o ecossistema de startups, a versão se torna mais inclusiva e diversa por estar disponível gratuitamente para todo o Brasil. 

Agora não existem mais barreiras. A pandemia e a aceleração do avanço tecnológico tornaram todas as interações digitais e isso proporcionou que desde o comecinho de junho, por influência da Isadora Azzalin, Community Manager da Associação Brasileira de Startups, comunidades de todo o país se reunissem semanalmente para aprender, articular e pensar em ações de fortalecimento para todo o ecossistema do país. 

Dessa reunião, decidiu-se criar um grupo no Telegram com o objetivo de aumentar o número de pessoas envolvidas. Se você quiser participar desta conversa e conhecer boas práticas com dinâmicas adaptadas para sua localidade/cidade, inscreva-se neste documento.

As comunidades espalhadas por todo o Brasil estão realizando muitas ações nos últimos meses. Achou que faltou alguma coisa ou tem alguma experiência legal que você queira compartilhar? Mande para nós!

*Cofundador e Gestor de Inovação da República Interativa, Donjorge Almeida é Líder de Comunidade do InovAtiva Brasil, Gestor de Comunidade na Associação Baiana de Startups – ABAS, Embaixador da Darwin Startups e Colaborador Local da World Creativity Day.

 

InovAtiva Brasil divulga a lista das startups pré-aprovadas para o ciclo 2020.2

Dentre 473 inscrições, o InovAtiva Brasil selecionou 127 startups para participar da segunda etapa de triagem para escolha das soluções que passarão pelo processo de aceleração do programa. De 04 a 14 de agosto, cada uma das empresas inscritas foi analisada por três avaliadores com base nos seguintes critérios:

    1. Estágio de operação:  A startup possui registro CNPJ, desenvolve soluções inovadoras em produtos ou serviços e tem as primeiras vendas já realizadas ou uma base crescente de usuários?
    2. Faturamento: A empresa teve faturamento inferior a R$ 4,8 milhões no último ano contábil?
    3. Formulário de inscrição: As informações disponibilizadas apresentavam aspectos gerais do negócio proposto e da equipe participante? Estavam em português?
    4. Grau de Inovação: A solução e/ou modelo de negócios é disruptiva, altamente inovadora ou difícil de ser copiada?
    5. Potencial de Mercado: A empresa possui gestão profissionalizada e base crescente de clientes pagantes, com previsibilidade de vendas futuras?
    6. Maturidade da Solução: O modelo de negócios está consolidado? Há quanto tempo está no mercado?
    7. Equipe: Por quem a empresa é formada? Quais são suas expertises?

Agora, as 127 pré-selecionadas passarão, até o dia 11 de setembro, por mais um processo de avaliação que será composto pela etapa de entrevistas onlines com um gestor de relacionamento. Depois disso, o Comitê Gestor (composto por integrantes das entidades realizadoras e executora do programa) terá até o dia 14 de setembro para divulgar a lista final das startups aprovadas para participarem do Ciclo 2020.2.

Para saber quais foram as startups aprovadas na primeira parte da triagem, acesse: https://www.inovativabrasil.com.br/startups-pre-aprovadas-ciclo-2020-2/

Gomining é destaque na categoria saúde e educação do InovAtiva Brasil 2020.1

A Gomining, localizada em Caxias do Sul (RS), é uma startup focada na análise e avaliação automática de textos. Em julho de 2020, ela apresentou seu pitch para a maior banca de investidores do país durante o InovAtiva Experience, onde conquistou público e foi eleita como destaque na categoria Saúde e Educação.

Segundo Daniel Epstein, CTO da empresa, o Experience, evento de conclusão do ciclo de aceleração, foi uma excelente oportunidade para realizar networking e aprimorar seu pitch, com base nos feedbacks recebidos dos mentores e investidores que assistiram sua apresentação no Demolation.

“Nos inscrevemos no InovAtiva para tentar entender melhor o mundo empresarial e podermos tomar decisões relacionadas aos produtos e à empresa com mais embasamento. O programa estava muito bem organizado e executado. Todo o suporte foi excelente”, comenta Epstein.

Sobre a Gomining

A ideia surgiu durante o estudo para o doutorado. Ao final de cada semestre, Epstein e seus sócios (assim como praticamente todos os professores EaD do país) se viam diante de uma quantidade gigantesca de redações para corrigir. Essa atividade se tornou um fardo, visto que era impossível fornecer comentários personalizados quando se tinha milhares de textos para revisar em poucos dias.

“Pensamos que deveria ter uma forma de avaliar os estudantes de maneira automática, para de fato fornecer um feedback personalizado e ajudar aqueles que precisavam. Com isso, surgiu a pesquisa inicial na área de mineração de textos e análise de conteúdo, o que futuramente foi desenvolvido como uma solução de negócio escalável e fácil de integrar em qualquer ambiente virtual de aprendizagem”, relembra o empreendedor.

Após identificar o problema, um time interdisciplinar altamente qualificado desenvolveu algoritmos de mineração de texto e inteligência artificial. Esses especialistas, dois Doutores na área de Informática na Educação pela UFRGS e uma Mestra em Marketing, tornaram-se os sócios fundadores da Gomining, startup que analisa redações de estudantes e fornece feedback personalizado, ao mesmo tempo que disponibiliza dados e métricas para sinalizar às instituições de ensino e professores quais são os alunos que apresentam maiores dificuldades.

As possibilidades de aplicações da tecnologia são inúmeras, desde correção de vestibulares e ENEM até internacionalização do produto. Porém, como a nossa equipe ainda tem uma forte raiz de pesquisa e docência e pouca experiência na área de gestão e financeira, não sabíamos ao certo como proceder ou escolher a melhor forma para a empresa crescer. O InovAtiva nos ajudou a dar uma direção para a startup”, finaliza o CTO.

Startups aceleradas pelo InovAtiva Brasil crescem mesmo em meio à pandemia

A pandemia da COVID-19 teve um alto impacto na economia mundial, fazendo com que muitas empresas fechassem as portas. Apesar disso, há startups que, em meio ao caos, conseguiram enxergar uma oportunidadepara prosperar, conquistando novos clientes, aumentando seu faturamento, criando produtos inovadores e até mesmo obtendo investimentos.

Esse é o caso de quatro startups aceleradas pelo InovAtiva Brasil. A Suiteshare, por exemplo, está crescendo 25% ao mês. A empresa, que passou pelo programa de aceleração do Sebrae do Rio Grande do Sul e foi destaque no InovAtiva 2018.2, é a desenvolvedora de soluções para atrair clientes, organizar a demanda do time, facilitar o atendimento e aumentar as conversões de vendas.

Graças à aposta em inovação, desde 2019 ela vem apresentando crescimento não só no faturamento, mas também na geração de empregos, com a contratação de 15 novos funcionários. Atualmente, a Suiteshare atende, além do Brasil, clientes na Argentina e marcas internacionais. 

Da mesma forma, a Congresse.me, primeira e maior plataforma de eventos e congressos online do Brasil, registrou aumento expressivo com a necessidade de migrar eventos e congressos para o ambiente online. Com uma projeção de crescimento superior a 700% até o final do ano e a expectativa de realizar mais de 200 eventos online, a startup despertou a atenção dos fundos Investidores.vc, pioneiro na formação de investidores anjos do Brasil, e da Gávea Angels, um dos maiores e mais tradicionais grupos de investimento anjo do país.

Todo o processo de recebimento do aporte foi intermediado pela DiliMatch, consultoria estratégica que busca dar o suporte ideal para que investidores aportem em iniciativas brasileiras e para startups que buscam por investimento. O valor arrecadado será utilizado para a ampliação do time e aprimoramento do negócio.

Outro campo que tem ganhado destaque durante o período de reclusão domiciliar voluntária é o de cuidado psicológico. Na plataforma de psicoterapia online Telavita, o número de empresas interessadas em promover o acesso à saúde mental para seus colaboradores cresceu mais de 500% desde o início da pandemia.

Por fim, a Aya Tech, startup de nanotecnologia, enfrentou a crise com a venda de mais de duas mil unidades do spray desinfetante Microbac, o que representou  aumento de 140% de janeiro a julho deste ano. Durante esse período, a empresa também desenvolveu o GY, um antisséptico sem álcool para as mãos que possui 99,9% de eficácia contra fungos, bactérias, vírus e demais micro-organismos, dentre eles: coronavírus, H1N1, HIV, Herpes, Citolomegavírus, Influenza A, Hepatite B, Pólio e Adenovírus.

inovativa@inovativabrasil.com.br