Esta sessão é destinada para publicação de artigos escritos pela comunidade InovAtiva

Glossário de termos utilizados durante o processo de investimento em uma startup

Chegou a hora de pedir investimento para a sua startup! Já está com o pitch pronto? Qual é o Hurdle Rate do investidor? Almeja Series A, B ou C Funding Round? Deseja atingir Private Equity, Venture Capital ou outro tipo de investimento? Atualmente, qual o Valuation da sua empresa?

Se você não entendeu algum desses termos, não se preocupe! Nós vamos esclarecer estes e outros conceitos ligados a investimento para você chegar na reunião de aporte sem dúvidas.

Investimento:

  • Angels: Também conhecidos como Investidores-Anjos, os Angels são pessoas físicas que investem em startups com grande potencial de crescimento, em troca de participação societária ou retorno financeiro;
  • Aporte: Investimento ou aplicação realizada em startups;
  • Bootstrap: Desenvolvimento de uma startup utilizando apenas o capital dos sócios do negócio;
  • Capital Social: Quantia que determinado acionista investiu na startup;
  • Captação de Recursos: Momento em que o empreendedor recebe um investimento após “vender seu projeto”;
  • Co-investimento: Quando um investimento é realizado de uma parceria entre diferentes fundos, como a associação de Venture Capital com Investidor Anjo;
  • Contrato de Vesting: Garantia de que o investidor terá participação nos lucros da empresa que recebeu o investimento;
  • Corporate Venture: Investimento realizado por grandes corporações em startups da mesma área de atuação;
  • Crowdfunding: Captação de recursos por meio da ligação entre pessoas e projetos com uma meta pré-definida;
  • Due Diligence: Processo em que o investidor averigua os riscos de transação da operação;
  • Early Stage Financing: O financiamento em estágio inicial, como o termo pode ser traduzido para o português, se refere ao investimento recebido por uma empresa que ainda não possui clientes;
  • Elevator pitch: Discurso rápido de apresentação da startup;
  • Funding: Também conhecido como financiamento de capital, esse conceito diz respeito ao investimento de credores e detentores de capital em uma empresa, em troca de títulos de dívida (obrigações) ou ativos (ações);
  • Growth Capital: Investimento feito em uma startup mais amadurecida, em estágio de escala, para contribuir com o crescimento da empresa;
  • Hurdle Rate: Taxa mínima de retorno esperada pelo investidor;
  • IPO: Abertura do capital de uma empresa e ingresso desta na bolsa de valores;
  • Joint Venture: União de duas ou mais empresas por prazo pré-determinado com o intuito de explorar determinada atividade econômica que gere lucro;
  • NDA (Non-Disclosure Agreement): Acordo de confidencialidade entre startups e investidores sobre a negociação em andamento;
  • Pitch: Apresentação da startup para os principais players do ecossistema de empreendedorismo com o objetivo de captar investimento ou conquistar clientes e parceiros;
  • Pitch-deck: Material gráfico utilizado para ilustrar a apresentação de pitch;
  • Private Equity: Investimento realizado por fundos em empresas de capital fechado;
  • ROI: Traduzido como “Retorno Sobre o Investimento”, o conceito se refere a uma métrica que calcula em porcentagem o rendimento do valor investido;
  • Round: Rodada de investimento. Ela pode gerar:
  • Investimento Série A: Com valor superior a 1 milhão;
  • Investimento Série B: Com valor superior a 5 milhões;
  • Investimento Série C: Com valor superior a 10 milhões.
  • Seed Capital: Investimento recebido por uma startup durante sua criação;
  • Smart Money: Capital investido que está associado a uma rede de mentores e parceiros que ajudam no desenvolvimento do negócio;
  • Valor de Mercado: Valor que os investidores atribuem a startup;
  • Valuation: Processo em que se determina o valor de uma startup;
  • Venture Capital: Também conhecido como “Capital de Risco”, é o investimento em empresas que têm faturamento expressivo e alto potencial de crescimento.

Entenda todos os benefícios que um programa de aceleração pode trazer para a sua startup

Se o seu objetivo é alavancar a empresa com suporte de profissionais do mercado qualificados e experientes, um programa de aceleração de startups é a melhor opção. Isso porque uma aceleradora faz a conexão entre o empreendedor e outros agentes do ecossistema.

O objetivo desse tipo de programa é fomentar atividades tecnológicas inovadoras, proporcionando acesso a conteúdos importantes para o desenvolvimento da empresa e a especialistas do setor, como mentores, investidores, executivos de grandes empresas, potenciais clientes e parceiros, além do networking com os demais participantes.

Normalmente, as startups escolhidas por uma aceleradora passam previamente por uma rigorosa triagem, onde é analisado seu potencial de crescimento, o que o negócio oferece, quais problemas ele resolve e o seu diferencial em relação aos demais serviços/produtos já presentes no mercado.

Mentoria

As aceleradoras contam com uma rede de mentores formada por especialistas em áreas como Propriedade Intelectual, Modelagem Financeira, Recursos Humanos, Tecnologia, Legislação, entre outros. Esses profissionais atuam de forma dinâmica, questionando, guiando, orientando e aconselhando os empreendedores, ao mesmo tempo em que compartilham suas expertises e dão direcionamentos sobre melhorias que podem ser realizadas em seu negócio.

Atividades proporcionadas

Esses programas costumam oferecer atividades online, capacitações e a possibilidade de participar de eventos presenciais apresentando o pitch da empresa para players importantes para o seu negócio. Assim, ganham visibilidade e possibilidade de gerar o interesse de grandes corporações e outros agentes importantes para alavancar as vendas da startup.

Investimento

Em alguns processos de aceleração, a própria aceleradora investe na startup que está sendo acelerada por ela, em troca de parte da empresa. O InovAtiva, no entanto, atua de maneira diferente, proporcionando aos empreendedores a oportunidade de apresentar suas soluções para a maior banca de investidores do Brasil, formada por Investidores-Anjo, Fundos de Investimento e outras aceleradoras.

Outros benefícios

Esses programas ajudam os empreendedores a desenvolver apresentações ao público que desejam conquistar, contribui com a formação dos líderes dos negócios, amparam na elaboração de um plano financeiro, dão suporte com processos burocráticos e auxiliam na identificação de possíveis falhas do negócio.

Inscreva-se para o próximo ciclo do programa InovAtiva Brasil, que ficam abertas de 17 de junho a 21 de julho, e alavanque sua startup!

 

Inovativa Brasil une empreendedores com uma ampla rede de conexões

Com o InovAtiva Brasil, as startups aceleradas têm acesso a uma ampla rede de conexões formada pelos principais players do ecossistema, ou seja, pessoas de destaque no mercado empreendedor e entidades estratégicas para o programa, que residam fora da cidade sede de cada evento. Para ampliar o contato e a participação dos convidados, buscamos fazer uma rotatividade de profissionais qualificados para ajudar no desenvolvimento das empresas.

Veja abaixo os parceiros do programa que podem ajudar a alavancar e agregar valor ao seu negócio:

Parceiros institucionais

O maior programa de aceleração de startups da América Latina conta com parcerias estrategicamente estabelecidas para gerar oportunidade às empresas. Em cada edição, eles participam dos eventos presenciais, atuam como mentores, e apoiam as ações do InovAtiva.

São eles:

 

 

Empresas que oferecem benefício às startups aceleradas

Para ajudar às startups mesmo após a conclusão do ciclo de aceleração, o InovAtiva fez parcerias com grandes empresas para que elas proporcionassem benefícios exclusivos, como descontos em taxas de associação, cursos, participação em eventos, mensalidade, etc. Elas também ofertam mais de R$ 450 mil em cloud, gestão de vendas, conteúdos e processos a qualquer startup que já tenha participado do programa.

Voluntários

Também contamos com diversos voluntários para nos ajudar a executar cada edição do programa com maestria. Eles exercem as funções de Mentores, Agentes do Programa e Líderes de Comunidade, ficando responsáveis por divulgar o InovAtiva Brasil em todas as regiões do país, instruir e capacitar os empreendedores por meio de mentorias, workshops, webinars e eventos presenciais.

Para mais informações sobre a rede de conexão que você encontrará durante sua participação no programa, acesse: https://www.inovativabrasil.com.br/parcerias/

Inovativa Brasil abre inscrições para Ciclo 2019.2

Startups em estágio de operação ou tração que desenvolvam soluções inovadoras e tecnológicas podem se inscrever, até o dia 22 de julho, para a segunda edição do InovAtiva Brasil de 2019. O maior programa de aceleração de startups da América Latina irá selecionar até 130 negócios formalizados, com as primeiras vendas já realizadas ou com base crescente de usuários.

O resultado será anunciado em 28 de agosto e as selecionadas irão receber mentorias e fazer networking com outros empreendedores. O objetivo é ajudar as empresas a aprimorarem seus negócios e se conectarem com os principais players do ecossistema.

De forma totalmente gratuita e durante quatro meses, startups do Brasil inteiro de diversos setores, participarão de atividades online, capacitações e eventos presenciais. Para encerrar o ciclo, os empreendedores terão a chance de apresentar seus negócios para a maior banca de investidores do Brasil, no Demoday InovAtiva que ocorre em São Paulo.

Além disso, as empresas que chegam à etapa final do ciclo de aceleração continuam recebendo suporte do programa e de parceiros estratégicos, mesmo após o término do InovAtiva Brasil. O programa também coloca as suas aceleradas no radar das principais aceleradoras privadas do país, fundos de investimentos e grandes empresas, dando oportunidade para que essas empresas consigam captar potenciais clientes e parceiros, e até mesmo receber um aporte.

Para saber mais e se inscrever para o InovAtiva Brasil 2019.2, acesse: https://www.inovativabrasil.com.br/.

Inovativa de Impacto 2019 tem número de inscrições 137% maior do que no ano anterior

As inscrições para o InovAtiva de Impacto já se encerraram. Ao todo, foram 261 startups inscritas, de 22 estados brasileiros, número 137% superior ao de empresas que demonstraram interesse em 2018. Esses dados revelam o crescimento do programa, bem como a visibilidade e credibilidade que este vem conquistando com o passar dos anos.

Agora as startups passarão por uma triagem e as 40 melhores colocadas serão selecionadas para participar do programa. O resultado foi divulgado no dia 17 de junho no site https://www.inovativabrasil.com.br/inovativa-de-impacto/.

Inscritas

Dentre as startups interessadas em participar do programa InovAtiva de Impacto, a maioria está localizada, respectivamente, em São Paulo, Santa Catarina, Rio de Janeiro e Minas Gerais. Formalizadas como empresas (78%), as startups estão em estágio de operação (37%) ou validação (33%).

Além disso, 48% delas utilizam métricas de impacto social ou ambiental, como controle informal do número de beneficiários diretos e indiretos (43%), controle formal do número de beneficiários diretos e indiretos (22%), controle formal do número de beneficiários e toda sua cadeia produtiva (12%) ou relatório de impacto socioambiental/sustentabilidade (23%).

Essas empresas foram criadas entre 2017 e 2019 (70%), têm o impacto como negócio principal da sua empresa (94%), sendo que sua área de atuação é crescimento econômico: trabalho decente e geração de emprego e renda (19%). O modelo de negócios utilizado por elas é B2B (36%) e B2B2C (31%).

Atualmente, as inscritas faturam até R$50 mil (71%), ainda não receberam investimento (79%) e este será seu primeiro programa de aceleração de startups (77%).

Dia dos Namorados: encontre o presente perfeito pelo menor preço!

O Dia dos Namorados chegou e você ainda não garantiu o presente do seu amor? Então essa matéria é para você! Preparamos uma lista de startups aceleradas pelo programa InovAtiva Brasil que oferecem produtos e serviços que podem te ajudar a escolher o que dar ao seu(sua) parceiro(a) e, claro, por um valor que cabe no seu bolso.

Sugestões de Presentes

Para esportistas

Seu parceiro(a) é ativo, gosta de praticar esportes e está preocupado com a sustentabilidade? Então a Astan Bike é o presente perfeito para ele(a)! A bicicleta é uma das mais leves e resistentes do mercado, oferece conforto para percorrer grandes distâncias e tem o conceito de sustentabilidade intrínseco, desde sua concepção até o descarte.

Para amantes de bebidas

Se o(a) seu(sua) companheiro(a) curte um happy hour e gosta de experimentar diferentes bebidas, nossa dica é usar o UMABIRA na hora de escolher o presente. O aplicativo permite que o usuário compartilhe as promoções de cerveja.

Agora, se a ideia é dar uma cerveja artesanal, o marketplace Bebedores de Cerveja é a melhor alternativa. Ele conecta cervejarias artesanais com os apreciadores de uma boa cerveja.

Porém, se o seu(sua) amado(a) prefere um vinho, o Eu Sommelier deve ser a sua fonte de busca. O aplicativo faz indicações de rótulos com ótimo custo-benefício em estabelecimentos como restaurantes, lojas e supermercados.

Para viajantes

Quer surpreender e dar uma viagem de presente de Dia dos Namorados? Comece pelo buscador de passagens aéreas Mevow, que apresenta os destinos possíveis, organizados por preço, de acordo com a origem do usuário.

Com a passagem comprada, é preciso reservar hospedagem. Nesse momento, o TripRadar é essencial. Nele, são oferecidas opções de pacotes, possibilitando que o comprador encontre um preço justo com vantagens exclusivas para se hospedar em lugares incríveis.

Para homens que querem ter novas experiências

A sua intenção é sair do comum e dar um presente inovador para o seu namorado? Então veja as opções que o Original Men possui. Você pode escolher entre aula de drinks com café, um workshop de caipirinhas, dirigir uma Ferrari, pilotar um avião, levar seu amado até um parque de diversões com 22 máquinas de Pinball e arcades clássicos, curso de mecânica de bikes, sessão de flutuação e muito mais!

Para quem gosta de cosméticos

Contudo, se maquiagem ou cuidar da aparência for uma paixão do(a) seu(sua) parceiro(a), você não pode deixar de consultar o Cosmético Já. O marketplace online conecta as empresas produtoras de cosméticos com os consumidores.

Por fim, não deixe de economizar!

Agora que você já tem uma ideia do que vai dar de presente, chegou a hora de comparar os preços. Afinal não é preciso gastar muito para dar um bom presente, não é? Conheça as ferramentas que você pode utilizar para isso:

  • Reduza – plataforma que automatiza o processo da busca por descontos na internet de modo a facilitar a vida dos consumidores online, economizando tempo e dinheiro;
  • ComOferta.com – aplicativo que disponibiliza ofertas mostrando fotos e prazo de validade;
  • WeWaant.com – plataforma para negocia com o fornecedor pelo cliente, garantindo o menor preço com a mesma segurança.

Com todas essas dicas, não tem como não agradar seu amor!

O que o InovAtiva tem de diferente dos demais programas de aceleração?

O maior programa de aceleração de startups da América Latina oferece, gratuitamente, mentoria para empreendedores de todo Brasil que atuam com tecnologias inovadoras para qualquer segmento. Além disso, no InovAtiva Brasil, as startups têm a oportunidade de se conectar com investidores, grandes empresas, aceleradoras e participar de programas e eventos de empreendedorismo. Mas não é só isso que torna o programa especial.

Visibilidade

De acordo com Elber Fabrício Laranja e Thiago Critter Chiliatto, fundadores da Antecipa Fácil, que já participaram de outros programas de aceleração, o InovAtiva é o que mais gerou visibilidade para a startup. “No quesito alcance de mercado, sem dúvida, esse programa é diferenciado. Por ele circulam pessoas influentes e com conexões que podem mudar os rumos de uma empresa que está iniciando suas atividades, como a nossa. O fato de ficarmos entre as 12 empresas destaque do programa também contribuiu muito, dado que isso gerou para nós um grande espaço na mídia espontânea”, afirma Laranja.

Esse também foi o aspecto que mais chamou a atenção de Egmar Rocha, CEO da EasyThings. Para ele, o alcance e divulgação alcançados foram elementos que só o InovAtiva lhe proporcionou. Contudo, outra característica do programa também foi de extrema importância para ele: as sessões de mentoria.

Aprendizado

“Me inscrevi no InovAtiva com o objetivo principal de obter mais conhecimento e expor a solução para um maior número de pessoas. Não foi difícil atingi-lo e superá-lo. Nos foram apresentados mentores de altíssima qualidade e com uma ampla experiência. As informações que recebi estão sendo fundamentais para a atualização do modelo de negócio”, comenta Rocha.

“Participamos do InovAtiva em 2017 e foi um programa muito interessante para a abertura de novos contatos, fazer o networking e conhecer possíveis investidores para quando estivéssemos maduros o suficiente com a solução.  Toda a parte de mentoria e know-how que foi prestado para que pudéssemos nos desenvolver como profissionais, gestores da empresa e conseguir tocar o nosso negócio também foi fundamental”, reitera Caroline Dellacorte, cofundadora da PackID, startup acelerada pelo programa.

Experiência

Com intensas atividades online e presenciais, os empreendedores aprendem a elaborar pitchs e apresentam seus projetos aos maiores investidores e mentores do país. Essa empreitada já proporcionou bons resultados para diversas startups que foram aceleradas pelo programa.

Quer fazer parte dessa história?

E também agregar valor à sua startup, se conectar com os principais players do ecossistema e trocar experiência com outros empreendedores? Fique atento ao nosso site e redes sociais.

As inscrições para o próximo ciclo InovAtiva Brasil começam em breve!

24 das 100 startups mais promissoras do Brasil passaram pelo InovAtiva Brasil, InovAtiva de Impacto ou Startout Brasil

No início do mês, a revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios divulgou a lista das 100 Startups para ficar de olho em 2019, com a pretensão de contribuir para um ecossistema cada dia mais competitivo. Elas foram escolhidas dentre 2.200 empresas por um grupo de 80 consultores, especialistas e investidores das consultorias EloGroup e Corp.vc e dos veículos PEGN e Época NEGÓCIOS.

Quesitos usados na avaliação

  1. Potencial para transformar mercados e impactar consumidores;
  2. Dificuldade para que concorrentes repliquem a solução;
  3. Tamanho do mercado, aderência e tendências de consumo, acesso a público-alvo e facilidade de entrada no mercado;
  4. Capacidade de expandir a operação com velocidade, ganhar capilaridade e acessar recursos financeiros;
  5. Experiência prévia dos fundadores na área de atuação da empresa;
  6. Qualificação técnica da equipe;
  7. Relação entre a maturidade da operação e os resultados alcançados (protótipo, validação, MVP, tração e escala).

As startups que se destacaram entre as milhares de empresas nascentes no país demonstram potencial para transformar mercados, impactar consumidores e revirar indústrias. Além disso, seus produtos e serviços têm capacidade de escala e de atrair os investimentos corretos para o seu crescimento.

Desses negócios, quase ¼ passou pelo programa InovAtiva Brasil, InovAtiva de Impacto e/ou StartOut Brasil. Confira abaixo essas startups que se destacaram na segunda edição do “100 Startups to Watch”:

  • Agronegócio: Grão Direto (InovAtiva Brasil 2017.1); Jetbov (InovAtiva Brasil 2015); Olho do Dono (InovAtiva Brasil 2016.2); e Safetrace (InovAtiva Brasil 2017.1)
  • Educação: Redação Online (InovAtiva Brasil 2017.1)
  • Gestão: Biz.u (InovAtiva Brasil 2016.2); Checklist Fácil (StartOut Lisboa e Santiago); Niduu (InovAtiva Brasil 2018.2); e Rocket.Chat (StartOut Berlim e Lisboa)
  • Impacto: Biosolvit (InovAtiva 2018.1, InovAtiva de Impacto 2018.2 e StartOut Paris, Lisboa e Santiago); Sumá (InovAtiva de Impacto 2016.2), key2enable (StartOut Santiago e Toronto); e O Polen (InovAtiva Brasil 2018.2)
  • Indústria: BirminD (InovAtiva Brasil 2017.1 e StartOut Paris e Berlim); e I.Systems (StartOut Miami e Santiago)
  • Marketing e Vendas: Lett (InovAtiva Brasil 2014 e StartOut Buenos Aires); Postmetria (InovAtiva Brasil 2015); Shelfpix (InovAtiva Brasil 2018.1 e StartOut Berlim, Lisboa e Toronto); Squid (InovAtiva Brasil 2013); e Standout (InovAtiva Brasil 2017.1)
  • Saúde e Bem-Estar: Ephealth (InovAtiva Brasil 2016.1)
  • Serviços: Justto (InovAtiva Brasil 2016.2); e Midhaz (InovAtiva Brasil 2018.2)
  • Tecnologia da Informação: Nama (InovAtiva Brasil 2016.1)

Como realizar vendas complexas para sua startup?

Um dos maiores desafios de qualquer novo negócio é a venda. Processos comerciais bem desenhados são fundamentais para o sucesso e a perenização de qualquer projeto. Tão importante quanto outras frentes como o desenvolvimento de produtos, gestão financeira e o marketing, as vendas carregam consigo o oxigênio das empresas, o fluxo de caixa.

Vendas complexas trazem um desafio maior ainda para startups e pequenos negócios que desejam colocar no mercado produtos e serviços de altíssimo valor agregado. Tanto pelo valor que geram quanto pela dificuldade em se desenvolvê-los, esses produtos e serviços acabam sendo mais caros do que a média, o que, por si só, já transforma a venda em algo desafiador. A missão cresce de escopo quando pensamos nos clientes que prospectamos: empresas de médio e grande porte.

Convencer uma empresa a comprar um produto ou serviço é complexo, lento e muito trabalhoso. Talvez por isso seja tão comum ver empresas fracassarem. Muitos desistem de construir e executar processos comerciais por conta da morosidade e do trabalho que eles dão. Vender exige paciência, esforço e muito preparo.

Mas não se engane: um bom processo comercial não apaga ou esconde um produto ou serviço ruim. Ele pode até sustentá-lo por algum tempo. O mercado, porém, é implacável. Com o tempo, as características negativas percebidas por quem comprou acabam destruindo qualquer operação comercial de sucesso.

Nesse texto, vamos falar de 05 dicas fundamentais para quem quer realizar vendas complexas para sua startup:

1. Entenda o valor que você gera

Muitos empreendedores se esquecem que clientes compram valor acima de qualquer especificação técnica de produto ou serviço. A grande preocupação de quem está do outro lado da mesa é entender qual o real benefício daquela aquisição. Vai me permitir dedicar mais tempo a algo estratégico para meu negócio? Vai me dar mais segurança em relação a como estou alocando os recursos de minha empresa? Vai dar mais produtividade à minha equipe me gerando mais retornos financeiros no final do mês?

Parece óbvio mas, até hoje, muita gente se esquece de compreender e relacionar os reais atributos de valor e foca, apenas, nos atributos técnicos como velocidade de processamento, tempo de resposta, entre outros ítens que são relevantes para a equipe técnica de uma empresa mas, geralmente, são pouquíssimo relevantes para os reais tomadores de decisão de uma compra de alto valor dentro de uma empresa.

2. Lembre-se que você negocia com pessoas, não com entidades.

O tomador de decisões de qualquer processo de compra, por mais burocrático que seja, é uma pessoa. Não podemos nos esquecer de que existem agendas individuais que compõem os processos de compras de toda empresa. Quanto mais você conseguir compreender o mindset das pessoas com as quais voc6e interage durante a venda, maior a chance de sucesso da sua empreitada.

Há pessoas que tem como pensamento a ideia de que quanto mais desconto conseguir em uma compra complexa, melhor. Acredita que isso vai mostrar aos seus chefes o quão durona a pessoa é ou como ela se preocupa com o fluxo de caixa da empresa. Outros tendem a conduzir a negociação de forma muito mais fácil e tranquila quando criam algum vínculo emocional com o vendedor, seja porque dá crédito ao que ele diz, seja porque foi criada uma relação de amizade entre comprador e vendedor durante essa jornada.

Entender o perfil dos compradores e o que de fato gera valor para eles pode te colocar em situações muito mais favoráveis durante uma venda.

3. Escolha bem seus alvos.

É conhecida a frase que diz que quem quer tudo, não quer nada. Escolher de forma clara e objetiva quem são os seus principais alvos de mercado te ajuda a ter foco e direcionar esforços nas coisas certas. Você pode fazer isso definindo, em primeira instância, quais setores você pode atender com seu produto ou serviço. Entendendo o setor, você pode determinar que discursos utilizar, quais os jargões mais comuns entre os profissionais dessa área, que grandes eventos são promovidos nele e por aí vai.

Definidos os setores, sugiro a criação de um ranking das principais empresas que sua startup gostaria de atender dentro de cada setor. Saber quais as suas empresas alvo te ajuda a criar pitches dedicados e orientados a gerar valor para cada empresa que você deseja impactar e os profissionais que trabalham lá dentro. Lembre-se que é muito difícil escalar vendas complexas por meio de discursos padronizados e não customizados.

4. Tenha paciência.

Vendas complexas não são rápidas. Entenda que jornadas de compra podem levar um mês ou um ano. Isso vai variar muito de acordo com o seu modelo de negócio, os custos envolvidos e a burocracia da própria organização. Já vi casos onde um mesmo serviço foi vendido em cinco dias dentro de um cliente e, em outra situação, levou quase oito meses para que a venda fosse concretizada. Quanto maior a complexidade do serviço e da burocracia de aprovações do cliente, maior tende a ser o tempo médio de uma venda.

Além disso, é importante frisar que o trabalho de vendas é pautado na construção de pontes e relacionamentos. Muitas vezes, vamos errar no timing de abordagem à empresas, mas isso não quer dizer que fracassamos. São comuns os casos onde um ou dois anos depois do primeiro contato, empresas celebram contratos entre si. Principalmente quando falamos de contratos de serviços, como os de SAAS, temos prazos a serem cumpridos. São comuns vínculos de doze ou vinte e quatro meses de duração que dificilmente serão quebrados por conta da sua prospecção.

5. Tenha um processo bem desenhado.

São várias as metodologias sobre processos de vendas que você pode adotar. Seja qual for a de sua preferência, estude-a de ponta a ponta e adapte-a ao seu modelo de negócios. Depois disso, transforme isso em uma rotina comum à todos os envolvidos nos processos comerciais no seu time e metrifique a performance e a efetividade das pessoas e dos processos.

Vendas não são loteria. Se você não tiver controle sobre os processos e as pessoas, provavelmente vai ficar a mercê do mercado, ao invés de criar passos e estruturas necessárias para que os resultados sejam concretos e claros.

Mescle etapas de approach por e-mail, telefone e reuniões presenciais durante o estágio inciial de sua abordagem para que consiga abrir portas dentro dos clientes. Depois disso, tenha na manga estratégias para se manter na memória do seu prospect, seja por meio de e-mails específicos trazendo cases da empresa e tendências de mercado ou mandando mensagens pessoais eventualmente, como em datas comemorativas.

Com essas 05 dicas, com certeza, você terá mais clareza de como está caminhando sua operação comercial e como você pode operar de forma mais efetiva dentro de sua startup.

Confira o conteúdo completo em nossa mentoria aberta: Talk To Me.

Maio Amarelo: como startup acelerada pelo InovAtiva incentiva a segurança no trânsito

Em 11 de maio de 2011, a ONU decretou a Década de Ação para Segurança no Trânsito. Com isso, o mês de maio se tornou referência mundial para balanço das ações de conscientização no trânsito. Com a intenção de agregar mais pessoas a causa, como órgãos governamentais, empresas, entidades de classe, associações, federações e a sociedade civil, criou-se o Movimento Maio Amarelo,

A cor foi escolhida por simbolizar atenção, casando perfeitamente com o propósito do movimento internacional. O intuito é chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito e assim conscientizar as pessoas para a redução desses números.

“As mortes por acidentes de trânsito no país estão em queda, mas a meta estabelecida para 2020 está longe de ser alcançada. Cerca de 95% dos acidentes são causados por falha humana ou mecânica (por falta de manutenção). Isso nos indica que a conscientização da sociedade é fundamental”, afirma Ricardo Bernardes – Founder & CEO da Onsurance, startup pioneira no mundo em Seguro On Demand.

A Onsurance 

A startup acelerada e escolhida como destaque no programa InovAtiva Brasil 2018.1 é apoiadora oficial do Movimento Maio Amarelo. Além da discussão sobre a importância de se ter motoristas com direção defensiva, através de seu produto a empresa também colabora com um trânsito melhor e menos agressivo,

De acordo com Bernardes, a ação é de extrema importância para a diminuição de mortes em acidentes automotivos. “Para estimular nossos usuários a conduzirem seus veículos de forma mais segura, oferecemos uma redução nos valores pagos por minuto para aqueles que dirigem de forma consciente”, comenta ele.

Isso é possível graças ao dispositivo Onsurance Onboard, em que a empresa realiza o monitoramento do perfil de condução do motorista em tempo real (drive behavior) por meio de um hardware conectado ao carro do condutor. Com isso, hoje, apenas 3% dos seus clientes acionam a seguradora por acidentes no trânsito. Ou seja, através da leitura do comportamento dos seus clientes a empresa contribui para um trânsito mais seguro.

Para conhecer mais da Onsurance, acesse: https://onsurance.me/

inovativa@inovativabrasil.com.br