Destaque Demoday InovAtiva: startup Viajay aposta no segmento LGBT

Eleita como uma das 14 startups mais atraentes da segunda edição do Demoday InovAtiva 2016, a Viajay é uma plataforma similar a uma rede social de turismo e entretenimento para o público LGBT. Ao organizar e concentrar informações, a startup busca atrair não só o público local, como também o estrangeiro. Por isso, lançou recentemente o serviço em inglês, a recém-lançada Visitay.

Para Fernando Sandes, CEO e fundador da Viajay, a empresa surge em um momento de avanço da inovação e incentiva a criação de produtos segmentados para o público LGBT. “Foi analisando o cenário que decidi montar a empresa. Com o crescimento do turismo LGBT, vi que existia um potencial muito grande neste mercado. Além disso, temos uma iniciativa privada querendo se comunicar cada vez mais com o público e oferecer produtos e serviços de qualidade”, comenta.

Já estão disponíveis na plataforma dicas para capitais brasileiras, como Belo Horizonte, Fortaleza, Recife, Salvador, Curitiba, São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília, além de destinos internacionais como Estocolmo, Roma, Tel Aviv, Madri e Cuba. Para cada local há um guia completo do que fazer, onde fazer e, principalmente, a receptividade para o público LGBT nesses lugares.

O ano de 2016 foi de grande crescimento para a empresa que foi considerada uma das mais atraentes no último Demoday do ano. “A coroação no final do programa nos serviu como combustível para que o trabalho seja continuado e aumentado”, pondera.

INOVATIVA 2017 – As inscrições para o próximo ciclo de aceleração do InovAtiva encerram em 2o de fevereiro. Participe!

Segundo o fundador, participar do programa foi excelente, principalmente no quesito das mentorias. “Foi o InovAtiva que mudou bastante a nossa forma de ver o negócio, e, principalmente, a nossa comunicação. Por meio do programa, conseguimos adquirir esses conhecimentos e sair mais preparados para o mercado”, encerra.

E no final de 2016, lançaram uma nova plataforma em inglês, a Visitay, destinada ao público estrangeiro que deseja visitar o Brasil, com todo o conteúdo já disponível. Em breve, a empresa também irá lançar guias de intercâmbio, no qual pacotes friendly serão disponibilizados para cidades reconhecidas mundialmente pela aceitação LGBT. Isso tudo para oferecer uma experiência confortável e segura ao público.

Para conferir as novidades e os guias de viagens disponíveis na plataforma, basta acessar o site http://viajay.com.br/. Já para roteiros em inglês, para amigos no exterior, o endereço é http://visitay.com/.

Case InovAtiva: startup Biz.u é selecionada para programa de aceleração na França

Uma empresa que seleciona pessoas para vagas de empregos e que tem um diferencial: levar em conta não apenas a experiência profissional do candidato, mas também valores, propósitos individuais e vivências. Essa é a Biz.u, acelerada pelo InovAtiva Brasil no Ciclo 2016.2. Fundada no Rio de Janeiro (RJ), a empresa foi selecionada para programa French Tech Ticket, que começa este mês de janeiro na França. O objetivo principal do programa é fazer com que as startups em fase de criação possam alcançar investidores. Além disso, vai oferecer € 45 mil em financiamentos e direcionar as equipes vencedoras a mais de 40 incubadoras.

Criado há 3 anos pelo governo francês, o French Tech Ticket oferece condições para startups com o objetivo de impulsionar o crescimento e fazer com que essas marcas se tornem globais tendo a França como base para isso. O programa selecionou 50 empresas de todo o mundo e a Biz.u é uma das brasileiras escolhidas. Fillipe Bazilio, CEO da empresa, revela que o sonho de internacionalização está cada vez mais próximo. “Assim que saímos do Bootcamp final do InovAtiva, recebemos a notícia que tínhamos sido aprovados no French. Sempre tivemos o sonho de tornar nossa empresa conhecida fora do país e agora estamos com a oportunidade em nossas mãos”, afirma.

Com as oportunidades que o French Tech vai trazer, a Biz.u pretende explorar o mercado francês. “Nosso principal objetivo, além de consolidar nossa marca no Brasil, é estudar o funcionamento do empreendedorismo na França. Vai ser muito importante desenvolver ainda mais nosso produto. Depois de ter um melhor entendimento de mercado, tentaremos migrar para outras plataformas, e claro, abrir mercado na França”, declara Fellipe.

INOVATIVA 2017 – Inscrições até 20/02 – CLIQUE AQUI

A startup carioca surgiu a partir de um curso dentro de uma aceleradora no Rio de Janeiro e recebeu investimentos de R$ 300 mil para colocar o projeto em prática. Um dos diferenciais para quem se cadastra no site é o acesso a maior descrição sobre as empresas, além de vídeos mostrando o ambiente de trabalho e depoimentos de funcionários. Durante sua passagem pelo programa InovAtiva Brasil, a empresa pôde receber orientações de mentores conceituados e despertar interesses em possíveis investidores.

Para o ano de 2017 a startup também quer estruturar melhor o trabalho que realiza no Brasil e aproveitar os frutos que a participação no InovAtiva Brasil trouxe, como novos investidores e parcerias e tornar a plataforma mais conhecida nacionalmente. “Participar de um programa como o InovAtiva nos preparou e deu todo o suporte que precisávamos para nosso desenvolvimento como empresa e negócio. Surgiram novos investidores e parceiros e queremos que o trabalhos que realizamos continue sendo de qualidade. Depois de toda essa preparação que recebemos, acredito que estamos prontos enfrentar os desafios que iremos encontrar na França e no mundo”, finaliza.

Para saber sobre a Biz.u:

Facebook

Instagram

Site

Conheça o French Tech Ticket

Demoday InovAtiva: Plataforma para diagnósticos rápido de doenças

Eleita como o negócio de saúde mais atrativo aos olhos dos investidores no Demoday InovAtiva Brasil 2016.1, a empresa cearense Taquion Healthcare trabalha no desenvolvimento de dispositivos médico para diagnóstico rápido. Destaque nacional na categoria Saúde, Biotecnologia, Química e Agronegócio, a startup aposta em um biossensor que detecta doenças em um curto período de tempo através de uma única gota de sangue capilar.

Criada em 2012, a Taquion trabalha com uma plataforma flexível para exames oferecendo segurança, precisão de resultados e capacitação de profissionais da área de saúde, como afirma Gisele Antenor, co-fundadora da empresa. “Através de uma gota de sangue conseguimos diagnosticar doenças como Dengue, Zika, Hepatite B e C, Infarto, Viroses e outros. Um dos fatores importantes desse projeto é que o valor é bem mais em conta. Se um exame que fica pronto em dez custa R$400, na Taquion o mesmo exame sai em até 10 minutos ao custo de R$ 50,00. É uma economia de 87,5%”, explica.

O reconhecimento pelo trabalho desenvolvido veio durante a participação no programa InovAtiva Brasil, em que os empreendedores tiveram a oportunidade de apresentar o projeto aos investidores e saíram felizes com os resultados. Das 125 startups selecionadas para a segunda etapa, a Taquion ficou entre as 12 startups brasileiras mais atraentes para investimentos. “Participar do InovAtiva foi enriquecedor e mudou nossa visão de mercado. Nós apresentamos nosso projeto para os investidores e isso rendeu experiências incríveis. Ficar entre as 12 não é uma conquista só nossa. Quem ganha é a sociedade, pois queremos ajudar a solucionar uma lacuna antigo da área da saúde brasileira, comemora Gisele.

Agora, o objetivo da empresa é que o biossensor fique disponível para uso público em maio de 2018. Após todo o processo de aprendizado adquirido no InovAtiva, a startup começou a realizar algumas melhorias nos projetos, como os testes com a ANVISA, para adquirir o registro e colocar o produto no mercado. A medida que o produto for aceito, a Taquion quer também expandir o serviço para auxiliar no diagnóstico de outras doenças de interesse clínico e hospitalar. Nossa plataforma já está em seu quinto protótipo e todos os testes pré-clínicos foram realizados. Os próximos passos são melhorias no produto, estruturação na linha de fabricação e os testes clínicos para garantir o registro. Vai ser uma grande ajuda para a saúde do nosso país”, finaliza Gisele.

Case InovAtiva: Soluções no setor biotecnológico com a Kopp Technologies

Desenvolver e vender soluções para a purificação de produtos biotecnológicos é o objetivo da Koop Technologies. A empresa que segue em fase de operacionalização, com a montagem de laboratórios para iniciar suas vendas no segundo semestre de 2017, é a primeira da América Latina a nacionalizar a tecnologia de purificação, sendo que apenas 6 países produzem este tipo de insumo. Recentemente ganharam um projeto no PIPE – FAPESP, que apoia a execução de pesquisa científica e agora estão montando uma estrutura própria com o P&D da empresa.

Lançada há um ano, a Koop nasceu da ideia de um dos 3 sócios da empresa, que durante o desenvolvimento de tese de doutorado percebeu uma lacuna no setor de biotecnologia brasileiro para a purificação de produtos na Indústria Farmacêutica, Química Fina e Biotecnológica. “Até então era preciso importar a tecnologia dos Estados Unidos e da Europa e além de demorar meses para chegar ao Brasil, gerava altos custos. Foi aí que detectamos a falha no mercado para obtenção deste produto’’, comenta Willian Kopp, Diretor de Operações da Koop.

Trabalhando no mercado de produtos biotecnológicos, com soluções para os segmentos humanos, animal e vegetal, a Koop foi participante do programa InovAtiva Brasil no ciclo de aceleração 2015 e teve destaque por ser a primeira empresa brasileira a nacionalizar este tipo de tecnologia e ficou entre as 92 Startups mais inovadoras do Brasil. Segundo Vilabruna, a participação da startup foi fundamental para a consolidação da empresa no mercado. “O InovAtiva foi o grande divisor de águas pois tivemos acesso ao mercado e conseguimos transformar nossa proposta teórica em um produto aplicável e vendável”.

Para ele, a Koop não conseguiria estar tão próxima do mercado e trabalhando na prospecção de clientes. “A partir de nossa participação e da mentoria de grandes profissionais, conseguimos adequar nossa startup ao viés mercadológico e já pensamos em, posteriormente, exportar nossas soluções”, finaliza o Diretor.

KlipBox recebe investimento de um dos anjos mais reconhecidos do mercado

O investidor-anjo João Kepler participou do Demoday InovAtiva do primeiro Ciclo de Aceleração de 2016, realizado em agosto, onde teve a oportunidade de assistir ao pitch de dezenas de startups em busca uma parceria para impulsionar os negócios. Na ocasião, conheceu os fundadores da KlipBox , uma empresa de monitoramento de notícias online. A conversa começou no evento e terminou em um investimento pela Bossa Nova Investimentos, empresa da qual Kepler está à frente atualmente. “Os empreendedores participaram do curso de modelagem financeira que eu ministrei e a partir daí começou a conversa que resultou em investimento e o início de uma parceria que com certeza renderá muitos bons frutos”, pontua Kepler.

A KlipBox é uma ferramenta de monitoramento de notícias online que ajuda seus clientes a se manterem atualizados sobre tudo o que está sendo dito online sobre sua empresa, seu mercado, concorrentes e/ou clientes importantes. A empresa realiza o monitoramento de mais de 20 mil fontes do mundo para que seus clientes fiquem sempre sabendo o que está acontecendo e sendo dito no Brasil e no mundo. Dante Sarmento, sócio-fundador da KlipBox, conta que o próximo passo é adotar ações para atração de mais leads e, consequentemente, que eles se convertam em novos clientes. A expectativa é, em seis meses, aumentar em dez vezes o valuation da startup. “O InovAtiva foi um passo muito importante pois tivemos a chance de validar muitas das nossas decisões e implementar melhorias. Isso só foi possível ao passar pela aceleração, sempre se dedicando muito a ela. O investimento acabou como uma consequência disso”, afirmou.

João Kepler destacou a importância do InovAtiva Brasil na conexão de startups com investidores. “Este é o resultado de iniciativas assim, é necessário promover encontros entre investidores e startups para que o ecossistema empreendedor se desenvolva com bases sólidas e de forma constante. Este ano o InovAtiva recebeu o dobro do número de inscrições de startups em relação a 2015, o que demonstra que os empreendedores já perceberam que eventos assim são uma excelente oportunidade para apresentar seus negócios e buscar novos parceiros e investidores”, explica Kepler. “Os números do negócio são bem expressivos: mais de 80 milhões de notícias indexadas, mais de 1.500 usuários e eles têm mais de 20 mil fontes de notícias. Além disso, a startup tem abrangência internacional, inteligência de mercado, análise de mídia e monitoramento em tempo real”, conclui o investidor.

Demoday InovAtiva: Incubadora de talentos universitários

Para apoiar estudantes universitários no momento de ingressar no mercado de trabalho e para ajudar no direcionamento profissional, a empresa Voopyn trabalha para integrar estudantes a empresas através de uma plataforma online e totalmente gratuita. A startup foi participante do programa InovAtiva Brasil no ciclo de aceleração 2016.1 e é a primeira incubadora virtual de talentos universitários no Brasil. A Voopyn não só foi eleita como uma das empresas mais bem preparadas do programa, como também foi selecionada para receber os benefícios do programa Fb Start, programa de aceleração do Facebook.

Em uma espécie de rede social, universitários, recém-formados ou pós-graduandos se cadastram na Voopyn e tem acesso a desafios sugeridos por algumas empresas. Eles são instigados a realizar tarefas relacionadas ao mercado de trabalho e todas as empresas que fazem parte da plataforma têm acesso aos desempenhos de cada usuário. Isso faz com que sejam identificadas as afinidades dos candidatos com as área disponíveis e que os melhores talentos sejam mapeados.

Desde que foi lançada, em Abril de 2016, a Voopyn já possui mais de 800 pessoas cadastradas e 20 empresas parceiras, que variam entre pequeno e grande porte. Franciele Gabardo, CEO da Voopyn, destaca o diferencial da empresa. “O nosso ideal é ir além dos desafios impostos e oferecer uma oportunidade para os jovens se destacarem. Certa vez um estudante de engenharia participou de um desafio de uma empresa multinacional, concorrendo com mais 35 candidatos. Ele ficou entre os dez melhores escolhidos pelo gestor e eu tenho certeza de que essa foi uma ótima oportunidade na vida dele”, ressalta.  

A Voopyn >surgiu quando Franciele fazia MBA em gestão de pessoas. O que parecia ser um simples projeto acabou se tornando uma fábrica de aprimoramento profissional que ajuda muitos talentos e vem ganhando espaço fora do Brasil. ”Neste ano contratamos dois jovens estudantes, um da Espanha e outro da Colômbia, e oferecemos a oportunidade de terem sua primeira experiência profissional. Através disso, algumas universidades de Medellín nos procuraram e se mostraram interessadas no nosso projeto”, comenta a CEO.

Agora quanto ao crescimento empresarial, a startup passou recentemente por uma grande experiência que foi a participação no programa InovAtiva Brasil. “Participar do InovAtiva, para nós, foi extremamente importante. Os cursos e as mentorias nos fizeram repensar e aprimorar muitas coisas. Mantemos contato com nosso mentor até hoje e estamos conversando com investidores que se interessaram pela startup quando passamos pelo InovAtiva”, afirma Franciele.

Para o período de férias, a equipe criou um programa de estágio de verão. São vagas de experiências disponíveis na plataforma, em que os universitários poderão trabalhar em empresas no período de dez semanas, com a possibilidade de contratação no final do estágio. As vagas estão disponíveis para alunos dos cursos de engenharia, recursos humanos, administração e design.

Redes Sociais:

Facebook – https://www.facebook.com/voopyn/

Twitter – https://twitter.com/VoopynCtba

Destaque Demoday InovAtiva: JáTá Chegando é destaque no setor de serviços de entregas

Com sede em Campinas/SP, a startup JáTá Chegando trabalha para resolver os problemas de entregas delivery. Através de um sistema de gerenciamento e rastreamento, a startup oferece a assertividade das entregas, diminuindo o custo do frete e permitindo que o consumidor tenha o acompanhamento dos pedidos em tempo real. Participante do ciclo de aceleração 2016.1 do InovAtiva, a empresa foi premiada com o FBStart do Facebook, além de ganhar visibilidade no mercado empreendedor.

A empresa que promete a precisão dos horários das entregas, certifica que os produtos ou serviços chegarão corretamente ao seu destino. Ao calcular o deslocamento do entregador através do GPS do celular, faz com que o consumidor receba um link no celular para acompanhar o trajeto.

Após três anos no mercado, os empreendedores perceberam que havia a necessidade de reestruturação da empresa. E foi aí que a participação no InovAtiva Brasil fez diferença para a startup. Ivan Bonomi, um dos fundadores do JáTá Chegando, comenta que ouviu de um dos mentores que se a empresa não estivesse totalmente alinhada com as demandas do mercado, eles não conseguiriam atender os possíveis clientes. “Quando fomos selecionados para participar ficamos muito felizes. Na medida que passamos de fase percebemos que o InovAtiva ia além do que pensávamos. Toda a estrutura, as mentorias, o pitch, tudo influenciou para a revisão dos conceitos da empresa para tornar a empresa no que ela é hoje’’, comenta.

Depois de entender quem é o cliente e qual é o problema que ele tem, os empresários puderam analisar melhor a proposta de valor do produto. “Fomos instigados a revisar uma série de conceitos da empresa. Focamos nas dores do clientes e nas propostas de valor do nosso produto, assim como nos canais de acesso na distribuição. Aprendemos a conversar com o cliente para entender o contexto no qual o produto está inserido. Após a preparação da planilha com as projeções financeiras, chegamos a um valor de investimento de R$ 300 mil. As conversas com os mentores foram importantes para planejamento do nosso pitch”, explica Ivan.

A startup vem numa crescente com relação aos clientes. No início, o JáTá Chegando atendia apenas cinco empresas e após participar do InovAtiva Brasil, a empresa já atende mais de 25 clientes em diversos lugares do Brasil e atua em quatro segmentos: alimentação, farmácias de manipulação, serviços de courier e transportadoras de cargas fracionadas. “Atualmente, depois de toda a exposição que o programa nos trouxe, grandes empresas nos procuraram e estamos em negociação. Graças ao nosso trabalho e ao InovAtiva iremos colher bons frutos”, finaliza Ivan Bonomi.

Facebook: https://www.facebook.com/jata.chegando/

Twitter: https://twitter.com/JaTaChegando

Linkedin: https://www.linkedin.com/company/j%C3%A1t%C3%A1-chegando

Demoday InovAtiva conecta startups com os principais investidores do país

Evento em São Paulo reúne quem quer investir com quem tem propostas interessantes de negócios inovadores

Todo mundo que tem um negócio inovador sabe a importância de uma boa preparação para ter contato com alguém que possa investir na sua iniciativa.  Essa é a realidade dos empreendedores que estão no programa InovAtiva Brasil e vão poder apresentar suas propostas para uma banca de investidores brasileiros renomados. Durante os dias 3 e 4 de dezembro, os startupeiros vão alinhar suas propostas com apoio de mentores, oficinas e simulações para que, no dia 5, os projetos sejam apresentados ao mercado no Demoday InovAtiva. O último dia do evento será realizado junto com a 5° Conferência Nacional Anjos do Brasil, garantindo a participação dos principais investidores do país para assistir o pitch das 125 finalistas desta edição do programa de aceleração.

O Secretário de Inovação e Novos Negócios do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), Marcos Vinícius de Souza, acredita que o país só tem a ganhar com o crescimento do InovAtiva Brasil. “Hoje, o InovAtiva é a maior e melhor aceleradora do país, eleita no prêmio da Associação Brasileira de Startups. Estamos não só preparando empreendedores iniciantes, mas apoiando a aceleração da economia brasileira com a expansão das startups”, reforça o secretário.

Ele destacou o grande número de negócios gerados no último evento, realizado em agosto. “Tivemos proposta de investimento já no domingo, durante uma das oficinas de preparação, e várias outras no Demoday. E além do networking com investidores e grandes empresas, é fantástico o contato gerado entre as próprias startups, teve empreendedor fechando negócio até no banheiro”, lembra Souza.

O InovAtiva, que é realizado pelo MDIC e pelo SEBRAE com execução da Fundação CERTI, completa com esse Demoday a aceleração de 425 startups em quatro anos. “A inovação é estratégia fundamental para a competitividade nos pequenos negócios. As finalistas do InovAtiva já são vencedoras, pois tiveram uma ótima preparação. Mas o caminho para o sucesso tem muitos percalços e elas podem seguir contando com o Sebrae nessa jornada”, comenta Guilherme Afif Domingos, presidente do Sebrae.

Leandro Carioni, diretor executivo do Centro de Empreendedorismo Inovador da Fundação CERTI, acredita que o contato “olho no olho” entre empreendedores e investidores só gera retornos positivos. “O InovAtiva tem esse lado de humanizar relações. Há mentores que são investidores, há empreendedores que são mentores. Essa conexão é capaz de fazer com que um entenda o universo do outro e assim, possam ser críticos e avaliadores, mas também conselheiros”.

 

Destaque Demoday InovAtiva: OncoTag quer revolucionar tratamento contra o câncer

Uma empresa de pesquisa e desenvolvimento de marcadores moleculares em oncologia feita para conectar o paciente ao método correto através da utilização de técnicas de análise molecular para tratamento de câncer. Essa é a OncoTag, uma startup brasileira que pretende, através de um time de mulheres doutoras e mestres, adotar esse modelo de inovação aberta para colaborar com médicos para o desenvolvimento da tecnologia. No primeiro ciclo de aceleração do InovAtiva Brasil deste ano, a empresa foi uma duas startups de destaque na banca de Saúde, Biotecnologia, Química e Agronegócios, na escolha dos investidores e executivos convidados.

Desde 2008, a OncoTag trabalha com marcadores genéticos capazes de influenciar na efetividade do tratamento quimioterápico. Com esses resultados, a equipe foi convidada a participar do Programa de Incentivo à Inovação (PII), do Governo de Minas Gerais e, segundo Letícia Braga, CEO da empresa, após esse encontro, elas foram encorajadas a desenvolver tecnologias de exames moleculares para avaliação do prognóstico de pacientes com câncer de ovário. ‘‘Nessa época, começamos a receber o apoio e mentoria da Fundação Biominas para estruturar nosso negócio e conseguimos captar recursos da linha SebraeTec. Tudo estava indo rápido e com a tecnologia patenteada, começamos a participar de programas de aceleração de startups e a competir em prêmios de inovação que pudessem trazer capacitação em empreendedorismo e visibilidade’’, comenta Letícia.

Durante o primeiro programa de aceleração de Startups que a empresa participou, o BioStartup Lab da Fundação Biominas, conheceram o InovAtiva Brasil. Letícia acredita que a experiência de participar do Programa foi um divisor de águas no negócio. ‘‘Por ser um programa de aceleração em larga escala, tivemos capacitação de nível mundial em empreendedorismo inovador, por meio de cursos gratuitos e acesso a mentores com grande expertise, o que permitiu que saíssemos do programa com um modelo de negócio mais lógico e preparado para o mercado’’. A CEO completa que o programa rendeu a conexão com possíveis investidores e que isso pode possibilitar a comercialização do produto.

Contemplada com a menção honrosa de 2º lugar no prêmio de Inovação do Fleury, atualmente a empresa busca investimentos para dar continuidade ao desenvolvimento da tecnologia, validação do produto e comercialização. ‘‘As conexões com possíveis parceiros e investidores conectados através do InovAtiva continuam em andamento e se mostram bem promissoras até o momento’’, reforça Letícia. Além da busca por capital de risco, a OncoTag tem submetido projeto para agências de fomento, Fapemig e Finep, e aguarda a liberação dos resultados dos editais.

Startup InovAtiva Tá.Na.Hora recebe o Prêmio Criança da Fundação Abrinq

Desde 1989 a Fundação Abrinq valoriza iniciativas inovadoras em todo o Brasil voltadas à primeira infância (da gestação até os seis anos de idade) por meio do Prêmio Criança. Este ano, a startup Tá.Na.Hora Saúde Digital, participante do InovAtiva Brasil em 2015, foi umas das empresas reconhecidas pelo projeto “Programa SMS Bebê: do início da gestação até mil dias do bebê”. Com o objetivo de orientar, monitorar e acompanhar, o programa mantém conversas interativas, informais, educativas e amigáveis via SMS ou WhatsApp com gestantes, mães, pais e cuidadores durante e após o pré-natal.

Realizada em São Paulo, a cerimônia reuniu representantes dos projetos que receberam troféu e placa comemorativa em homenagem à 21ª edição do prêmio. O intuito é reconhecer boas práticas que asseguram um bom começo de vida às crianças. Todos os premiados foram recepcionados pelo presidente da Fundação Abrinq pelos Direitos da Criança e do Adolescente, Carlos Tilkian e demais representantes da Organização Social.

“Receber o prêmio da Fundação Abrinq foi sensacional. Essa e outras certificações foram possíveis depois de uma ampla auditoria em campo que foi feita conosco. Isso aumenta o nosso entusiasmo para seguirmos adiante. É uma confirmação de que estamos no caminho certo”, relata Juliano Froehner, CEO da Tá.na.Hora.

Atuando nos municípios de Rio Negrinho (SC) Palmeira dos Índios e Igaci (AL), a startup acumula alguns prêmios e apoio de grandes empresas. Em 2016, recebeu prêmio Empresa Cidadã, na categoria Participação Comunitária. A startup também vai receber apoio do Google, por meio programa Desafio de Impacto Social, que desenvolve um programa comportamental voltado a crianças com Síndrome de Down que funciona via mensagens de celular ou WhatsApp.

A participação no programa InovAtiva Brasil serviu de preparação para a atuação da empresa no mercado empreendedor. “Passar pela aceleração em 2015 foi uma das melhores experiências que tivemos. A partir disso passamos a preparar nossa plataforma para novas e importantes aplicações: atuar rapidamente contra dengue, zika e chikungunya, o que hoje é feito com muito sucesso nas cidades de Palmeira dos Índios e Igaci, em Alagoas; e também, em parceria com o Google, empoderar os pais das pessoas com Síndrome de Down, de modo que esse estímulo extra potencialize as chances de inclusão no mercado de trabalho”, finaliza Juliano.

inovativa@inovativabrasil.com.br