Informações quentes que você não pode perder

12 startups inovadoras se destacam no demoday InovAtiva

Com o objetivo de fomentar o ecossistema brasileiro de startups, o InovAtiva Brasil, programa gratuito de aceleração para negócios inovadores de qualquer setor e região do país, realizou o Bootcamp Nacional e o Demoday InovAtiva 2018.2 durante os dias 08 e 10 de dezembro. Nesta edição, estiveram presentes mais de 300 pessoas. Destas, cerca de 100 eram investidores e 110 mentores de organizações como GvAngels, Harvard Angels, Anjos do Brasil, Derraik & Menezes, Mentores do Brasil e Redpoint eventures.

Nos dois primeiros dias, as startups puderam receber mentorias para prepararem um pitch do seu negócio, que foi apresentado durante a Conferência Nacional de Investimento Anjo, no dia 10, para uma banca qualificada de investidores e/ou potenciais clientes.

“Nessa edição, fizemos uma parceria com a Câmara dos Deputados. Eles estão fazendo um projeto para atender algumas startups que ofereçam soluções para a nossa comunidade, então tivemos três startups que se apresentaram aqui no chamado InovAtiva Cívico. Foi um projeto piloto e a intenção é dar continuidade a ele nos próximos Demodays”, comenta Rafael Wandrey, Coordenador de Empreendedorismo Inovador do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços.

Diante das mais de 80 empresas, as startups que se destacaram foram:

Banca 1: Tecnologia da Informação e Comunicação: Big Data e Soluções B2B – Niduu, solução para nivelar e incrementar o desempenho organizacional de forma automática e personalizada e Polen, marketplace B2B que conecta geradores de resíduos com empresas que utilizam estes resíduos como matéria-prima;

Banca 2: Produtos e soluções B2C, Serviços e Games – Gamer Trials, startup que alia os esforços e interesses dos diferentes pólos de desenvolvimento de games no país e We Fix, primeira plataforma do Brasil a conectar técnicos de smatphone, clientes e fornecedores;

Banca 3: Varejo, Comércio Eletrônico, Bens de consumo não duráveis e Serviços – O Polen, estratégia de aumento de conversão de vendas e Vida Pet, criadora de um sapato para cães de pequeno porte que vivem dentro de casa;

Banca 4: Educação, Saúde e Setor Financeiro – EasyThings, monitora e avisa o usuário de uma possível crise de hipoglicemia e SaveLivez, serviço de captação de doadores de sangue sob demanda;

Banca 5: Soluções para a Indústria, Infraestrutura e Construção Civil, Telecomunicações, Energia, Mineração e metalurgia – Nanogreen, desenvolve nanopartículas customizadas para os diversos segmentos do mercado e Sociente Inteligência Geográfica, auxilia nos estudos geológicos para o avanço da metalogenia;

Banca 6: Negócios de Impacto Sócio Ambiental – OLIPLANET, oferece um dispositivo para a separação do óleo de cozinha usado e SaveLivez, serviço de captação de doadores de sangue sob demanda.

“Em 2019 nós estamos planejando muita coisa diferente que vai servir para empreendedores. A intenção é gerar muito mais conexão com o mercado e criar oportunidades para as startups continuarem fazendo esse networking que a gente proporcionou durante esse final de semana. Em fevereiro do ano que vem, vamos abrir as inscrições para o próximo ciclo. A ideia é que agora, não só quem estiver naquele ciclo de aceleração seja beneficiado, mas também quem participou anteriormente”, finaliza Natália Bertussi, coordenadora de startups no Sebrae Nacional.

InovAtiva marca presença na 5° edição da CASE

O número de startups vem crescendo a cada ano. Cada vez mais brasileiros têm deixado carreiras tradicionais de lado para investir em negócios inovadores. De acordo com a Associação Brasileira de Startups (ABStartups), em 2012 haviam 2.519 empresas cadastradas na Associação. Em 2017, esse número subiu para 5.147.

Para fomentar o setor, nos dias 29 e 30 de novembro será realizada a Conferência Anual de Startups e Empreendedorismo (CASE), maior evento latino-americano do setor. Nesta edição, o InovAtiva Brasil terá uma participação especial.

No primeiro dia, três empreendedores do setor de Tecnologias da Informação e Comunicação terão oportunidade de conversar com dois mentores no palco Sebrae Like a Boss, das 13h às 14h.

Um pouco mais tarde, às 16h, João Kepler, sócio na Bossa Nova Investimentos, foi convidado pelo InovAtiva para falar sobre Smart Money e Investimento Anjo.

Já no dia 30, também no palco Sebrae Like a Boss, no mesmo horário, outras três startups receberão mentorias de dois especialistas.

Das 16h às 17h do mesmo dia, o palco contará com a presença dos criadores da Mogai e TiFlux que irão debater sobre investimento com Maycon Stahelin, Coordenador do InovAtiva Brasil e Analista de Comércio Exterior no Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC); Natália Lorena Bertussi, Coordenadora Nacional de Startups no Sebrae Nacional e Fábio Dias, Diretor Fundador na BornGlobal Partners.

Além disso, nos dois dias, o programa marcará presença com mentorias gratuitas de cerca de 40 minutos cada no stand do Sebrae. As startups participantes foram selecionadas antecipadamente pela rede InovAtiva.

Para Maycon Stahelin, coordenador do InovAtiva Brasil pelo MDIC, o evento será uma excelente oportunidade para mostrar a importância de um programa de aceleração para startups. “Cerca de 740 startups de todas as regiões do Brasil foram aceleradas pelo InovAtiva de 2013 até hoje. Ele ajuda a agilizar o processo para que startups ganhem mercado, utilizando mentoria, capacitação, conexão com o mercado e vivência experimental, além de proporcionar acesso a investimentos e recursos”, finaliza Stahelin.

Empresa acelerada pelo InovAtiva desenvolve repelente de insetos para roupas

Tudo começou em 2008, quando Fernanda Checchinato recebeu do dono da metalúrgica onde trabalhava uma bandana repelente de insetos como presente. Como é muito alérgica a picadas de insetos, a Engenheira Química se interessou por pesquisar o que tinha naquele tecido. “Quando eu achei que eu tinha descoberto o que tinha lá, eu fiz uns experimentos em caráter pessoal, saí da empresa e resolvi montar a Aya Tech”, conta ela.

Focada no conforto, qualidade e bem-estar da sociedade, não medindo esforços para o desenvolvimento sustentável de produtos que não agridam o meio ambiente, em 2010, junto com Daniela Checchinato, sua sócia na época, desenvolveu camisetas repelente de insetos.

A empresa começou a investir forte e de forma contínua em pesquisa e desenvolvimento de tecnologias inovadoras que atendam a necessidade de diversos segmentos. Entretanto, as empreendedoras desejavam fabricar a tecnologia que iria na roupa e não fazer a confecção da mesma.

Com isso, associado a demanda do mercado por outras peças, como meias, macacão, roupa de bebê e lençol, Fernanda iniciou o desenvolvimento de galão para aplicar na máquina de lavar roupa e, em seguida, um spray aerossol para ser aplicado sobre a vestimenta.

Infelizmente, como o retorno financeiro vem com a maturidade da empresa, Daniela acabou desistindo e a empresa ficou inteiramente nas mãos da idealizadora dos produtos.

Buscando internacionalização, a jundiaiense se inscreveu para o StartOut Brasil ciclo Paris e foi contemplada. Durante sua imersão na capital francesa, conheceu outras startups que estavam no InovAtiva e descobriu o programa.
“Eu acho que deveria ter participado antes do InovAtiva Brasil, pois este te dá muito embasamento teórico e preparação para quando a empresa está muito crua e não tem nada. Aí você fica apto a participar de outros programas. Porém fiz o contrário, cheguei ao StartOut Paris sem saber o que era pitch”, comenta a empreendedora.
Por esse motivo, antes de se inscrever para o ciclo Miami, Fernanda decidiu inscrever a Aya Tech no InovAtiva Brasil 2018.1, no qual a startup foi escolhida como uma das 12 destaques da edição.

Hoje, com oito anos de mercado, a empresa já fornece produtos para a Decathlon e é fornecedora exclusiva da 5àSec.

Mentores e Startups do InovAtiva Brasil estão entre os finalistas do Startup Awards

A 5ª edição do Startup Awards, maior premiação para o ecossistema de inovação e startups do Brasil, vai destacar profissionais e negócios indicados nas categorias Investidor Anjo, Profissional de Imprensa, Universidade, Coworking / Hub de Inovação, Aceleradora, Impacto Social, Mentor, Corporate, Herói/Heroína, Startup do Ano e Comunidade.

Em cada uma delas foram selecionadas 10 indicações, que agora serão avaliadas pela Academia ABStartups (Associação Brasileira de Startups). Entre os indicados estão profissionais que atuam ou já atuaram no InovAtiva Brasil – Luiz Candreva (mentor); Wagner Mancini (mentor); Theo Orosco (mentor); Edson Mackeenzy (mentor); Alexandre Mosquim (herói/heroína); e Luciano Avallone Bueno (herói/heroína). Além disso, há também na lista uma startup acelerada pelo programa em 2016 e que participou do StartOut Brasil ciclo Buenos Aires – a Estante Mágica.

Esta primeira fase contou com um total de 22 mil indicações. Para Alexandre Mosquim, Consultor de Arquitetura e Soluções Globais em Tecnologia na Votorantim Cimentos e indicado ao prêmio, “Essa indicação serviu para trazer à tona aquela parte invisível do trabalho, aquele ‘efeito borboleta’ que reverbera em todo o ecossistema e nunca temos a real dimensão do impacto desse trabalho. É um sentimento indescritível, de ‘missão cumprida’, de termos sido um instrumento para podermos tocar diversas pessoas e inspirá-las à transformação e essa é uma sensação incrível!”.

Três finalistas de cada categoria serão anunciados dia 16 de novembro. Os vencedores serão nomeados durante o CASE, evento voltado para troca de experiência, networking e negócios relacionados a transformação digital, inovação, big data e startups, que acontece nos dias 29 e 30 de novembro, em São Paulo.

47% das startups escolhidas para receber investimento da Finep foram aceleradas pelo InovAtiva Brasil

Recentemente, a Financiadora de Inovação e Pesquisa (Finep) anunciou os 15 negócios inovadores que irão receber investimentos na segunda rodada do programa Finep Startup, que tem como objetivo apoiar empresas nascentes por meio de recursos financeiros para execução de seus planos de crescimento. A iniciativa, inédita no país, compartilha com o empreendedor o risco inerente aos estágios iniciais de desenvolvimento.

Das selecionadas, sete (47%) passaram pelo InovAtiva Brasil nos anos de 2016 e 2017 e foram escolhidas dentre 366 negócios inovadores que já atendam a uma demanda real de mercado e possuam um modelo de negócios viável e escalável. As startups receberão, em média, R$ 966 mil cada. O investimento será realizado em duas partes que vão ser liberadas após análise jurídica e assinatura do contrato.

Os empreendedores ainda terão a oportunidade de receber um novo aporte caso apresentem resultados promissores nos próximos anos.

Conheça abaixo as aceleradas pelo InovAtiva Brasil que foram escolhidas pelo Finep Startups:

ePHealth: A startup de Florianópolis (SC) do ramo healthtech criou um aplicativo para simplificar o atendimento de agentes municipais de saúde e gerar relatórios sobre as condições da população. A ePHealth pretende automatizar todos os municípios do Brasil, melhorando a eficiência e servindo de modelo para o setor privado e outros países.

Integra Bioprocessos: A empresa de biotecnologia sediada em Brasília (DF) oferece soluções biotecnológicas por meio de bioprocessos proprietários ambientalmente recomendáveis, que transformam resíduos agroindustriais em produtos de alto valor agregado para as indústrias alimentícias, de suplementos alimentares e cosméticas.

NanoScoping: Especializada em nanotecnologia, a startup de Florianópolis atua no desenvolvimento de insumos biocompatíveis e biodegradáveis altamente tecnológicos que permitem melhorar a performance do produto dos clientes do setor veterinário, que pode ser adicionada aos produtos de higiene e embelezamento veterinários.

PickCells: Desenvolvedora de uma plataforma baseada em visão computacional, que permite o diagnóstico automatizado, mais rápido, preciso e eficiente de doenças infecciosas, em tempo real e com baixo custo, a empresa de Recife (PE) atua no segmento de healthtech utilizando Inteligência Artificial (IA).

ProtMat Materiais Avançados: A startup de nanotecnologia sediada em Juiz de Fora (MG) produz cerâmicas para uso em sistemas CAD/CAM e MAD/MAM, assegurando que as próteses e infraestruturas fabricadas com nossos blocos de zircônia apresentem alta qualidade, reprodutibilidade e perfeita adaptação.

Sumá: Localizada em Balneário Camvoriú (SC), a empresa agritech desenvolveu uma solução online que conecta agricultores familiares e compradores de alimentos. A empresa também atua na capacitação do agricultor familiar, apoiando o seu desenvolvimento e o alinhando às exigências dos compradores regulares de alimentos.

Zaruc: Compromissada em desenvolver soluções especificas de maneira moderna e eficiente, a startup de Serra (ES) desenvolveu um sistema de comunicação sem fio que garante precisão e facilita a leitura de dados nas unidades de consumo, eliminando erros que geralmente causam atrasos na emissão das faturas e prejuízos às empresas de energia elétrica.

Startups aprovadas Etapa Mercado e InovAtiva de Impacto

Na última segunda-feira divulgamos as startups que ingressaram na Etapa Mercado do programa e as startups de Impacto Social. Todas elas participam do Demoday InovAtiva em dezembro.

Confira nessa news as chamadas e oportunidades para negócios inovadores da semana. Tem prêmio de 120 mil reais, tem oportunidade para startups de agronegócio, tecnologias emergentes, IoT e mais segmentos.

Startups do InovAtiva Brasil se apresentam para investidores da GV Angels

Empreendedores de quinze startups aceleradas pelo InovAtiva Brasil apresentaram, nesta semana, seus negócios para um grupo de investidores da GV Angels, fundo de investimento formado por ex-alunos da Fundação Getúlio Vargas. O encontro GV Angels Day foi promovido pelo MDIC e Sebrae, realizadores do InovAtiva.

Cada empreendedor teve cinco minutos para fazer o pitch, como são chamadas as apresentações de negócio das startups, e foram avaliados por dez investidores do grupo. As startups VetPix e Meu Câmbio foram escolhidas para participar do Fórum de Investimentos Anjo da GV Angels, onde terão a oportunidade de se aproximar de potenciais investidores do grupo. O evento acontecerá em agosto em São Paulo.

Como explica o secretário de Inovação e Novos Negócios do MDIC, Rafael Moreira, o InovAtiva Brasil tem se posicionado, cada vez mais, como um articulador do ecossistema de empreendedorismo do país. “Conseguimos articular uma rede de parceiros, que incluem aceleradoras privadas, fundos de investimento e programas regionais de fomento a novos negócios, para que as startups possam acessar investimentos e clientes mais facilmente”, disse.

Para Wlado Teixeira, investidor da GV Angels e mentor do InovAtiva, a parceria com o programa tem ajudado a GV a conectar-se com negócios inovadores. De acordo com ele, as startups participantes do evento eram de alta qualidade e os empreendedores têm habilidade e competência para realizar, nos próximos meses, possíveis negócios com os investidores.

Jefferson Araújo, CEO da startup Showcase, destacou que o InovAtiva tem sido chave na trajetória da empresa, pois, além do apoio oferecido durante a aceleração, o programa continua apresentado oportunidades de negócio. “Foi uma excelente oportunidade para startups como a nossa, que veio de João Pessoa para apresentar a um grupo grande de investidores.

Conexão com investidores

O GV Angels Day é uma das iniciativas executadas pelo programa InovAtiva Brasil para aumentar a conexão entre as startups aceleradas, investidores e grandes empresas do país. Neste ano, serão realizados outros eventos de pitch para conectar as startups do programa a diversos atores do ecossistema de inovação.

Empresas participantes do InovAtiva e StartOut Brasil se destacam na lista 100 Open Startups

Vinte e nove empresas participantes do InovAtiva e StartOut Brasil se destacaram no ranking 100 Open Startups, divulgado nessa quarta-feira (4/7). A publicação é usada como como referência por grandes corporações e investidores para identificar as startups mais atraentes para o mercado corporativo.

Do total, 24 passaram pelo programa de aceleração InovAtiva Brasil, realizado pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) e Sebrae, com execução da Fundação CERTI. Duas empresas participaram de missões de internacionalização do StartOut Brasil, realizado pelo MDIC, Ministério das Relações Exteriores (MRE), Apex-Brasil, Sebrae e Anprotec. Outras três startups passaram pelos dois programas.

Na avaliação do secretário de Inovação e Novos Negócios do MDIC, Rafael Moreira, esse resultado comprova a importância dos programas no ecossistema brasileiro. “As startups do InovAtiva e StartOut recebem mentoriais e consultorias de alta qualidade, participam de cursos e webinars de capacitação online, apresentam em bancas de pitch extremamente qualificadas e participam de missões internacionais em importantes cenários de inovação. Com isso, é natural e recorrente que elas se destaquem em outros programas e rankings de mercado como esse”, destacou.

Top 10

Cinco das 29 empresas participantes de programa do MDIC e Sebrae estão entre as 10 primeiras do 100 Open Startups: Comprovei, Prosumir, Intelup, Forebrain e Pris Software.

Para Bruno Belanda, fundador da Intelup, startup que identifica desvios operacionais em processos produtivos de fábricas, o InovAtiva e o StartOut Brasil prestaram um apoio importante para o amadurecimento da sua startup.

“Participamos do InovAtiva pouco depois da fundação da Intelup, em 2015. O programa nos ajudou a entrar em contato com o ecossistema de inovação, a ter acesso a mentores de alto nível e a estruturar a empresa para recebermos investimentos”, disse Belanda.

“Já o StartOut nos ajudou a olhar além do mercado brasileiro. Estivemos em maio deste ano em Berlim, no berço da indústria 4.0, e isso foi muito especial para a gente. Conseguimos fazer um benchmarking do mercado e observar que estamos no caminho certo”, completou

Confira a lista das 29 empresas selecionadas no ranking 100 Open Startups:

InovAtiva Brasil e StartOut Brasil

Intelup (8º lugar); Molegolar; e Birmind.

InovAtiva Brasil

Comprovei (6º); Prosumir (7º); Forebrain (9º); Pris Software (10º); Justto; Postmetria; Nama; Standout; Aquarela; Vibbra; Cubi Energia; Eruga; Vidya; Ubivis; Tau Flow; LogPyx; Cosol; 99labs; mLearn Mobile Education; Meu Câmbio; Kcollector; Meerkat; Eirene Solutions; O Polen; e, Incentiv-me.

StartOut Brasil

Pipefy e TNS Tecnologia.

Destaques por categoria

Além da lista principal, o 100 Open Startups destacou empresas em rankings por setor de atuação. Outras três empresas participantes de missões do StartOut Brasil aparecem nessas listas: Pluricell Biotech (Top 10 Healthcare), VM9 (Top 5 Big Data) e Biosolvit (Top 5 Materials).

Confira a participação de empresas do StartOut Brasil nos rankings por categoria

# Top 10 Healthcare: PluriCell Biotech (ciclo Berlim)

# Top 10 Industry: Intelup (Berlim) e BirminD (Paris e Berlim).

# Top 5 Construction: Molegolar (Paris)

# Top 5 Big Data: VM9 (Berlim)

# Top 5 Materials: TNS (Berlim) e Biosolvit (Paris)

# Top 10 Productivity: Pipefy (Berlim)

Sobre o InovAtiva

Lançado em 2013, o InovAtiva Brasil é um programa gratuito de aceleração de startups. Podem participar empresas em estágio de validação, operação e tração. O programa conta com mais de 700 mentores voluntários, com representantes de grandes empresas como Google, Microsoft, Samsung, Siemens e Embraer. Mais de 640 startups já foram aceleradas pelo InovAtiva. A edição 2018 do InovAtiva está em andamento. Dois grupos de 100 startups cada apresentarão seus negócios a investidores, aceleradoras privadas e grandes empresas nos Demodays InovAtiva, que serão realizados em agosto e dezembro em São Paulo.

StartOut Brasil

O StartOut Brasil é um programa de internacionalização de startups realizado pelo MDIC, MRE, Apex-Brasil, Sebrae e Anprotec. São selecionadas, por ciclo de imersão, até 15 startups com potencial de internacionalização para participar de uma etapa de capacitação seguida de missões de imersão no exterior.

As empresas têm acesso à consultoria especializada em internacionalização, mentoria com especialistas no mercado de destino e treinamento de pitch. Além disso, durante a missão, cumprem agenda de trabalho montada para promover a prospecção de clientes e investidores e a conexão a ambientes de inovação. Nos últimos dias da missão, é realizado um demoday para investidores.

Quando retornam ao Brasil, as empresas têm apoio para definir sua estratégia de internacionalização e realizar a efetiva instalação no mercado-alvo (softlanding).

Neste ano, serão realizadas duas missões de internacionalização. Em setembro, as startups brasileiras selecionadas pelo programa irão conhecer o ambiente de inovação de Miami (Estados Unidos) e, em dezembro, de Lisboa.

* Com informações do Open Startups

InovAtiva Brasil divulga lista de startups selecionadas para o Bootcamp final e Demoday

O InovAtiva Brasil, maior programa de aceleração de startups do país, divulgou, nessa terça-feira (3/7), a lista das 100 empresas selecionadas para participar do Bootcamp final e Demoday, que irão acontecer de 18 a 20 de agosto, em São Paulo.

Confira aqui as empresas finalistas.

Os representantes dessas startups avançam para a “Etapa Mercado” do programa, quando terão a oportunidade de aprofundar a sua preparação para a conexão com investidores, clientes e parceiros com uma nova rodada de cursos de capacitação online, webinars temáticos e mentorias individuais com especialistas de mercado. Esse processo culmina no Demoday InovAtiva de agosto mas tem continuidade após o evento, com a prospecção contínua, por parte do InovAtiva Brasil, de oportunidades de conexão das startups aceleradas com investidores, aceleradoras privadas, grandes empresas e outros programas de governo.

O InovAtiva também divulgou as empresas selecionadas pelo “Fast track”. Trata-se de uma novidade do ciclo de 2018: 62 startups foram indicadas por unidades estaduais do Sebrae, aceleradoras privadas e outros parceiros do InovAtiva para entrar diretamente no programa no segundo semestre.

Elas irão se juntar às outras 200 empresas selecionadas para o InovAtiva em março deste ano e participam, nos próximos quatro meses, da “Etapa Desenvolvimento” do programa. Nesse período, essas 262 startups terão mentorias individuais, cursos de capacitação online e participam de um evento de mentoria e treinamento em até 10 capitais brasileiras no fim de setembro. Desse grupo, serão selecionadas até o dia 22 de outubro mais 100 empresas que participarão da 2ª edição do Bootcamp final e Demoday InovAtiva, que acontecerá de 8 a 10 de dezembro, também em São Paulo.

Como explica o secretário de Inovação e Novos Negócios do MDIC, Rafael Moreira, o InovAtiva busca, neste ano, fortalecer a conexão das startups aceleradas com potenciais investidores, clientes e também com outros programas de governo para esse público.

“Vários órgãos e agências de governo têm iniciativas para apoiar startups em diferentes estágios. Já estamos trabalhando para uma melhor articulação e coordenação desses programas para dar um suporte completo em todo o ciclo de desenvolvimento dessas pequenas empresas inovadoras, para que cresçam e gerem empregos de qualidade em todas as regiões do país”, disse.

InovAtiva de Impacto Socioambiental

Outras trinta empresas foram selecionadas para participar do InovAtiva de Impacto Socioambiental, ciclo de aceleração voltado exclusivamente para startups que possuam o potencial de gerar lucro e, ao mesmo tempo, resolvam um problema social ou ambiental.

Além da capacitação, mentoria e conexão com investidores oferecidos a todas startups do InovAtiva, as empresas participantes do InovAtiva de Impacto Socioambiental terão acesso a módulos extras de conteúdo relacionados à realidade dos negócios de impacto e receberão mentoria especial de profissionais e especialistas do setor de negócios e investimentos de impacto.

Os empreendedores também terão a oportunidade de se apresentar para duas bancas de investidores: uma relacionada à área de atuação da startup e outra formada apenas por investidores de impacto.

Sobre o InovAtiva Brasil

Lançado em 2013, o InovAtiva Brasil conta com mais de 700 mentores voluntários, com representantes de grandes empresas como Google, Samsung, Siemens, Bosch, Braskem e Embraer. No ano passado, o programa foi escolhido pela OCDE como um benchmark internacional de inovação no setor público e, em 2016, o InovAtiva foi eleito a Melhor Aceleradora do país em premiação da Associação Brasileira de Startup.

O programa é realizado pelo MDIC e Sebrae, com execução pela Fundação CERTI.

Calendário InovAtiva Brasil 2018

1ª edição do Bootcamp final e Demoday

18 a 20 de agosto, em São Paulo

Divulgação das empresas selecionadas para a 2ª edição do Bootcamp final e Demoday

22 de outubro

2ª edição do Bootcam final e Demoday

De 8 a 10 de dezembro, em São Paulo

Leia mais:

Trinta empresas aceleradas por programas do MDIC são destaque no ranking 100 Startups to Watch

InovAtiva Brasil foi escolhido pela OCDE como exemplo mundial de inovação no setor público

Startups passam para novas etapas de aceleração do InovAtiva Brasil

O InovAtiva Brasil é um programa que possui 3 frentes de aceleração de negócios inovadores e que ocorrem simultaneamente. Cada uma dessas frentes atua em uma necessidade específica das startups, de acordo com a maturidade e estratégias do negócio.

A Etapa Desenvolvimento é a porta de entrada para qualquer startup participar do programa, a chamada aberta para esta etapa foi realizada em fevereiro e entraram 300 startups de todo o Brasil, agora novas startups entram por meio de um fast track de parceiros do InovAtiva.

A Etapa Mercado é destinada às 100 startups mais preparadas que passaram pela Etapa Desenvolvimento. Já o InovAtiva de Impacto Socioambiental é voltado para startups que tenham como propósito a resolução de problemas socioambientais, podendo ser tanto da Etapa Desenvolvimento, aceleradas em ciclos anteriores do InovAtiva ou de outras aceleradoras e incubadoras.

O InovAtiva selecionou as melhores startups para acessar essas 3 frentes do programa, confira abaixo cada uma das etapas.

62 startups selecionadas por Fast Track para Etapa Desenvolvimento

O Fast Track é um mecanismo para conexão direta do InovAtiva com startups que estão em programas de aceleração parceiros e aceleradoras privadas. As startups acessam agora em julho a Etapa Desenvolvimento do programa, por meio desse mecanismo de articulação com o ecossistema.

As startups do Fast Track foram indicadas pelos seguintes parceiros do InovAtiva: ACE, Techmall, Sai do Papel, Ventiur, Cotidiano, Sinapse da Inovação, Founder Institute, Wow, Rede+ e Sebrae, além dos Gestores de Relacionamento InovAtiva, que são voluntários dos ecossistemas regionais e atuam na conexão das startups com o programa.

A Etapa Desenvolvimento tem como objetivo a validação do negócio, do ponto de vista do mercado, desenvolvimento da gestão operacional e estratégias de crescimento. Para que esses negócios se desenvolvam as startups recebem capacitação e mentoria com executivos e especialistas em negócios. Essa etapa ocorre de forma contínua durante o programa de aceleração e agora novas startups entram para somar a essa turma.

Conheça as startups selecionadas pelo Fast Track da Etapa Desenvolvimento.


100 startups selecionadas para Etapa Mercado

A Etapa Mercado é destinada às startups que ingressaram na Etapa Desenvolvimento e conseguiram desenvolver um elevado grau de maturidade do negócio no período de aceleração. Essas startups estão operacionais e com modelos de negócios validados, por isso estão em um momento ideal para conexão com investidores, grandes empresas, aceleradoras e fundos de investimentos.

A Etapa Mercado tem como objetivo preparar as startups para conectarem-se com investidores, grandes empresas e potenciais clientes ou parceiros. Para isso são disponibilizados conteúdos e mentorias visando a capacitação em temáticas específicas ao desafio de acessar mercado.

As startups que acessam a Etapa Mercado começam capacitações em: projeções financeiras, valuation, questões jurídicas e legais para startups, negociação com investidores, lideranças e construção de equipes, e diversas outras temáticas.

A Etapa Mercado inicia dia 03/07 e tem duração até Dezembro de 2018. No dia 18, 19 e 20 de agosto serão realizados os eventos Bootcamp Final e Demoday, para capacitação e apresentação das startups para o mercado. Após o Bootcamp e Demoday as startups serão convidadas para eventos de conexão com investidores, clientes e parceiros do InovAtiva.




Conheça as startups selecionadas para Etapa Mercado.

InovAtiva de Impacto seleciona 30 startups de impacto socioambiental

O InovAtiva de Impacto socioambiental é uma temática do InovAtiva, voltado exclusivamente para negócios inovadores que possuam o potencial de gerar lucro e, ao mesmo tempo, resolver um problema social ou ambiental. Foram 109 startups inscritas para 30 vagas na aceleração de impacto.

As startups selecionadas acessam todo conteúdo da Etapa Desenvolvimento e ainda contam com capacitações em negócios de impacto social e ambiental, mentorias com profissionais do segmento e participação de uma banca exclusiva para investidores de negócios de impacto social, no Demoday InovAtiva.

Conheça as startups selecionadas para o InovAtiva de Impacto.


Faça download do relatório de estatísticas das 3 seleções


inovativa@inovativabrasil.com.br