Empresas e startups terão R$ 53,6 milhões do SENAI, do Sebrae e do SESI para investir em inovação

Startups aceleradas pelo InovAtiva Brasil mantém a bonificação de 10% na avaliação de projetos no novo Edital de Inovação para a Indústria

Projetos inovadores terão incentivo de mais de R$ 53,6 milhões neste ano para serem desenvolvidos e chegarem ao mercado. Desde segunda-feira (20/03), o novo Edital de Inovação para a Indústria, resultado da união entre o Edital SENAI SESI de Inovação e o Edital SEBRAE de Inovação, está recebendo inscrições de empresas de todos os portes e startups interessadas em financiar ideias de produtos e processos inovadores. O lançamento da iniciativa foi feita pelo presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Braga de Andrade, e pelo presidente do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Guilherme Afif Domingos, na última sexta-feira (17), durante reunião da Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI), grupo coordenado pela CNI, que reúne executivos das 200 maiores empresas brasileiras.

Destinado a promover a cultura de inovação e aumentar a produtividade das indústrias, o Edital conta com investimento de R$ 30 milhões do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), R$ 20 milhões do Sebrae e R$ 3,6 milhões do Serviço Social da Indústria (SESI). Neste ano, a meta é financiar 285 projetos com custo individual de R$ 75 mil a R$ 400 mil. Duas novas categorias foram criadas: Inovação Tecnológica para Micro e Pequenas Empresas Industriais, MEI e Startups e Empreendedorismo Industrial. O objetivo é incentivar a conexão entre grandes empresas e startups de base tecnológica e o investimento em inovação nos micro e pequenos negócios. Desde a primeira edição, o Edital SENAI SESI de Inovação já mobilizou R$ 380 milhões em aproximadamente 700 projetos inovadores de 600 empresas. Entre os selecionados, 76% foram apresentados por pequenas empresas e startups de base tecnológica.

Startups aceleradas no InovAtiva tem vantagens para concorrer aos recursos

Desde 2015, o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) tem um Acordo de Cooperação com a CNI e o SENAI que previa uma bonificação no Edital de 10% na pontuação dos projetos de startups aceleradas pelo programa InovAtiva Brasil. A mesma bonificação foi aplicada no Edital SEBRAE de Inovação, em 2016, e continua válida nesse novo Edital de Inovação para a Indústria. O Secretário de Inovação e Novos Negócios do MDIC, Marcos Vinícius de Souza, destacou a excelente performance das startups InovAtiva: nos três últimos ciclos do Edital SENAI SESI, foram concedidos recursos para 20 empresas aceleradas pelo programa do MDIC, 21% do total de projetos selecionados no período. No Edital SEBRAE, 10% das empresas 189 selecionadas vieram do InovAtiva. “Esses editais de fomento e subvenção, especialmente os promovidos por parceiros como SENAI, SESI e SEBRAE, são muito concorridos e por isso a bonificação. Aliada a toda a preparação oferecida pelo InovAtiva, são diferenciais importantes para que as startups obtenham os recursos”, afirmou.

“Investir em inovação é um caminho para a indústria se tornar mais competitiva e sair fortalecida deste momento de dificuldades econômicas. Com novos parceiros e maior volume de recursos, o novo Edital de Inovação da Indústria será instrumento decisivo no fomento à inovação no Brasil”, afirma o presidente da CNI, Robson Braga de Andrade. “O estímulo à conexão entre grandes indústrias e criativos empreendedores de startups também é iniciativa que vai oxigenar o ambiente de negócios brasileiro. Ganham as empresas já estabelecidas, que aprendem a inovar não apenas em tecnologia como em modelos de negócios, e ganham as startups, que se inserem em cadeias produtivas que podem determinar seu sucesso”, completa.

A expectativa é beneficiar, já em 2017, projetos de inovação oriundos de 150 a 200 pequenos negócios. Segundo o presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos, a iniciativa tem o objetivo de estimular as pequenas indústrias e micro e pequenas empresas de base tecnológica a apresentarem projetos inovadores com aplicação na indústria. “A inovação é fundamental para o desenvolvimento dos pequenos negócios, que hoje representam um universo de 98% das empresas brasileiras. A entrada do Sebrae neste Edital vai permitir a integração das MPE à lógica das grandes empresas, gerando oportunidades e novos negócios. As categorias do edital inovação tecnológica e empreendedorismo digital irão conectar jovens empreendedores a empresas já estabelecidas”, afirma Afif.

Além do fomento, o SENAI e o SESI oferecem apoio na forma de infraestrutura. Uma rede nacional com 25 Institutos de Inovação realiza pesquisa tecnológica e desenvolve novos produtos e soluções diretamente com empresas de todos os portes. O SENAI conta ainda com 57 Institutos de Tecnologia com 1,2 mil especialistas que prestam serviços em áreas como metrologia, testes de qualidade, consultoria em processos produtivos específicos de diferentes setores, entre outros. Parcerias com Institutos de Ciência e Tecnologia, a maioria presentes em universidades públicas, também ajudam a concretizar as ideias selecionadas.

Veja mais detalhes sobre o edital clicando aqui.

Conheça todas as regras e submeta seu projeto para o Edital de Inovação para a Indústria em www.editaldeinovacao.com.br.

Compartilhar