Conheça a Enercred: cooperativa mineira referência em energias sustentáveis que representa o Brasil EDP Open Innovation

A startup foi destaque do Demoday no ciclo 2017.1

Promover a energia limpa e sustentável para as próxima gerações. Esse é a principal missão da Enercred, cooperativa que tem por objetivo promover a sustentabilidade e oferecer aos cooperados créditos de energia limpa. A startup é um dos grandes destaques da edição passada do Demoday InovAtiva e representou o Brasil no EDP Open Innovation. O evento aconteceu na capital portuguesa, Lisboa, no último dia 26 de outubro.

O concurso, desenvolvido pela empresa Energias de Portugal (EDP), é uma iniciativa que impulsiona o desenvolvimento de startups que contribuam para a constante transformação e evolução do setor energético mundial. Durante todo o mês de outubro, a Enercred foi avaliada e escolhida para a grande final, que colocou o empreendimento em contato com grandes empresários e investidores do mercado europeu.

José Otávio, CEO da startup, destaca as conexões durante o evento. “Participar de um desafio de tamanha relevância para o mercado da minha startup é incrível, pois a gente sempre acaba conhecendo algo novo. Analisamos novamente a nossa estratégia e tivemos muitos contatos com empresários europeus. Estou muito contente com os resultados que o evento trouxe para a Enercred. Embora a nossa startup não ficar entre as três melhores, já saímos daqui motivados a expandir ainda mais nosso mercado no Brasil”, comenta.

Em 2015, Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou a Resolução Normativa 482/2012, que facilita a microgeração e minigeração distribuída de energia no Brasil. O texto inclui os conceitos de autoconsumo remoto e geração compartilhada. A regulamentação foi e essencial para o desenvolvimento da empresa. “Foi a partir da aprovação da Resolução que enxergamos as possibilidades em inovar no ramo de energias renováveis, pois ampliou a visão de mercado na área de locação de usinas”, observa José.

Segundo o empreendedor, os estudos começaram logo depois de uma viagem que fez aos Estados Unidos, onde conheceu o modelo de geração e compartilhamento de energias renováveis. “Uma semana depois de conhecer o sistema e entender todas as etapas de produção de energia limpa, a Aneel regularizou o serviço no Brasil e vi ali uma oportunidade de negócio rentável”, destaca.

Como reconhecimento do trabalho, a cooperativa mineira ficou em primeiro lugar no Desafio Solar para Negócios Sociais do ano de 2016, desenvolvido pelo Greenpeace. O concurso avaliou o caráter de inovação da proposta e visão de mercado, além da democratização do acesso às energias renováveis em todo o Brasil.

A empresa participou do ciclo 2017.1 e foi destaque nas categorias Soluções para indústria, infraestrutura e construção civil, energia, telecomunicações e automotivo e InovAtiva de Impacto. Para José Otávio, a relação com os mentores foi significante no direcionamento do negócio. “Foram eles que me colocaram no caminho e me passaram os conhecimentos e clareza da minha abordagem, do acesso ao mercado e nos motivaram a crescer. Começamos com apenas 25 cooperados/clientes e hoje já nos planejamos para aumentar potencialmente a nossa rede”, evidencia.

Objetivo de Desenvolvimento Sustentável da ONU

A Enercred segue a agenda das Organizações das Nações Unidas (ONU), em que são elencados os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), uma série de metas e compromissos para um mundo mais justo e menos desigual. O trabalho da Enercred é aderente ao ODS 7, na qual fica estabelecido que até 2030 seja assegurado o acesso confiável, sustentável, moderno e com preços acessíveis à energia para todos e todas.

Compartilhar