Pessoas: a razão do sucesso ou do fracasso das empresas

Ter uma tecnologia inovadora e um mercado inexplorado não é garantia de prosperidade para seu negócio. O sucesso de uma startup vai depender sempre de uma boa gestão de pessoas!

*Por Nicholas Dannias

Frequentemente ouvimos ou lemos posts nas mídias sociais sobre a importância das pessoas nos resultados das organizações. Todavia, pouquíssimos possuem uma vertente forte para trabalhar pessoas, a teoria e a prática divergem neste ponto. Isso ocorre devido ao tempo que é necessário para motivar e desenvolver pessoas. Porém, não investir este tempo pode significar o fracasso de uma grande ideia, de um projeto ou até mesmo de uma empresa. Ao ocupar um cargo de liderança numa empresa ou ao abrir seu próprio negócio, trabalhar com pessoas passará a ser parte fundamental das suas tarefas diárias.

Tudo começa na seleção

A tarefa de desenvolver pessoas se torna mais fácil a medida que se seleciona corretamente, por isso é muito importante contratar de forma adequada. Atrair talentos se torna uma etapa fundamental para o sucesso de uma empresa. A busca pelos melhores talentos para a sua empresa se tornou mais difícil, uma vez que hoje, muitos estão buscando qualidade de vida, trabalhando de forma remota e flexível, optando por trabalhar num modelo de Freelancer, por exemplo.

Visando atrair talentos, precisa oferecer benefícios além do salário, focados na qualidade de vida, tais como: horário flexível, short Friday, dias de home office, etc. Agora que se ofereceu vantagens almejadas pelos futuros talentos, é de suma importância analisar as características adequadas dos candidatos para selecionar corretamente. A melhor dica que existe é “contrate caráter, treine habilidades”.

Durante uma entrevista, muitos ficam preocupados com as habilidades dos candidatos e é claro que ter domínio do pacote Office, ter técnicas de vendas e oratória, saber negociar, etc. são importantes e ajudam a empresa a alcançar seus objetivos, mas lembre-se: habilidades podem ser ensinadas e treinadas. Todavia, por outro lado, caráter, valores e o famoso “brilho nos olhos”, não.

Sendo assim, o primeiro passo, antes de começar a contratar, é estabelecer quais são os valores da sua empresa e que tipo de pessoas deseja ter nesta “família”. Se todos da organização tiverem os mesmos valores, a empresa terá muito mais chance de prosperar no médio e no longo prazo. A empresa terá mais sucesso se contratar um funcionário com valores e caráter forte, alinhados com a empresa e treinar as habilidades do que contratar alguém com habilidades, porém sem os valores adequados.

Manter a motivação

Comumente é dito que a motivação vem de dentro de cada um e isso está correto, por isso a importância de uma boa seleção. Entretanto, os líderes da empresa ou o dono (empreendedor) podem contribuir e muito para aumentar a motivação ou reduzi-la, influenciando diretamente na produtividade do time e nos resultados da empresa. Existe uma história de uma conversa entre um CFO e um CEO, na qual o CFO pergunta ao CEO: “E se nós investirmos nos funcionários e eles forem embora?”. O CEO responde: “E se não investirmos e eles ficarem?”. Acredito que a visão do CEO é muito boa e ilustra a importância das pessoas numa organização. As pessoas devem ser vistas como um investimento que influenciam diretamente nos resultados das empresas e não podem ser vistas como custos.

Para reter talentos é importante investir no treinamento deles, oferecer um bom ambiente de trabalho, despertar o espírito “intraempreendedor”, reconhecer as conquistas, dar feedback e mostrar a importância dele e do trabalho dele para a empresa. O “intraempreendedorismo” é o modo da empresa em incentivar o espírito empreendedor nos funcionários. Quando a empresa incorpora o espírito “intraempreendedor”, ela incentiva a inovação e com isso, aumenta a produtividade, a eficiência e reduz o turnover dos colaboradores.

Outro ponto importante é incentivar a comunicação transparente e constante, numa via de mão dupla entre os diretores ou proprietário e os funcionários, demonstrando o papel e objetivos da empresa e como ele, o empregado, é peça fundamental para atingir estes objetivos, tendo em vista que as pessoas são o ativo mais importante de qualquer empresa.

Capital intelectual e a valorização do individuo

A cada dia percebe-se mais a importância do capital intelectual e a valorização do indivíduo como parte de uma organização de sucesso. Inclusive, alguns autores afirmam que a empresa é como um órgão vivo, pois possuem forte influência e dependência das pessoas.

Neste contexto, gerenciar as pessoas significa proporcionar as melhores condições de trabalho para cada serviço e funcionário, objetivando alcançar as metas em um determinado projeto ou nas metas da empresa como um todo. O papel do líder ou do empreendedor é extremamente importante para incentivar e engajar os funcionários num objetivo comum.

Para ter resultados acima das expectativas e fora dos padrões, é preciso investir além dos padrões, focando no principal ingrediente de um negócio de sucesso: as pessoas. O sucesso da empresa deve seguir junto ao sucesso da equipe. Por isso, lembre-se sempre: as pessoas são os pilares das organizações bem-sucedidas.



Sobre o Autor: Nicholas Ghiraldini Dannias
Gerente de Produtos no Aché Laboratórios Farmacêuticos S.A., Bacharel em Economia pela FAAP e possui MBA Executivo Internacional pela EADA Business School e ESPM. Acumula vivência em Consultoria e Agência de Publicidade. Com mais de 11 anos de atuação no segmento farmacêutico, acumulando experiência em diversas áreas, tais como: Eventos, Inteligência de Mercado, Produtividade, Comercial, Treinamento e Desenvolvimento, Propagandista/ Vendedor, Assistente de Marketing e Gerente de Produtos. Atua como Mentor da Inovativa Brasil.

Compartilhar