47% das startups escolhidas para receber investimento da Finep foram aceleradas pelo InovAtiva Brasil

Seleção mostra que as startups aceleradas no programa tem um diferencial em termos de qualidade

Recentemente, a Financiadora de Inovação e Pesquisa (Finep) anunciou os 15 negócios inovadores que irão receber investimentos na segunda rodada do programa Finep Startup, que tem como objetivo apoiar empresas nascentes por meio de recursos financeiros para execução de seus planos de crescimento. A iniciativa, inédita no país, compartilha com o empreendedor o risco inerente aos estágios iniciais de desenvolvimento.

Das selecionadas, sete (47%) passaram pelo InovAtiva Brasil nos anos de 2016 e 2017 e foram escolhidas dentre 366 negócios inovadores que já atendam a uma demanda real de mercado e possuam um modelo de negócios viável e escalável. As startups receberão, em média, R$ 966 mil cada. O investimento será realizado em duas partes que vão ser liberadas após análise jurídica e assinatura do contrato.

Os empreendedores ainda terão a oportunidade de receber um novo aporte caso apresentem resultados promissores nos próximos anos.

Conheça abaixo as aceleradas pelo InovAtiva Brasil que foram escolhidas pelo Finep Startups:

ePHealth: A startup de Florianópolis (SC) do ramo healthtech criou um aplicativo para simplificar o atendimento de agentes municipais de saúde e gerar relatórios sobre as condições da população. A ePHealth pretende automatizar todos os municípios do Brasil, melhorando a eficiência e servindo de modelo para o setor privado e outros países.

Integra Bioprocessos: A empresa de biotecnologia sediada em Brasília (DF) oferece soluções biotecnológicas por meio de bioprocessos proprietários ambientalmente recomendáveis, que transformam resíduos agroindustriais em produtos de alto valor agregado para as indústrias alimentícias, de suplementos alimentares e cosméticas.

NanoScoping: Especializada em nanotecnologia, a startup de Florianópolis atua no desenvolvimento de insumos biocompatíveis e biodegradáveis altamente tecnológicos que permitem melhorar a performance do produto dos clientes do setor veterinário, que pode ser adicionada aos produtos de higiene e embelezamento veterinários.

PickCells: Desenvolvedora de uma plataforma baseada em visão computacional, que permite o diagnóstico automatizado, mais rápido, preciso e eficiente de doenças infecciosas, em tempo real e com baixo custo, a empresa de Recife (PE) atua no segmento de healthtech utilizando Inteligência Artificial (IA).

ProtMat Materiais Avançados: A startup de nanotecnologia sediada em Juiz de Fora (MG) produz cerâmicas para uso em sistemas CAD/CAM e MAD/MAM, assegurando que as próteses e infraestruturas fabricadas com nossos blocos de zircônia apresentem alta qualidade, reprodutibilidade e perfeita adaptação.

Sumá: Localizada em Balneário Camvoriú (SC), a empresa agritech desenvolveu uma solução online que conecta agricultores familiares e compradores de alimentos. A empresa também atua na capacitação do agricultor familiar, apoiando o seu desenvolvimento e o alinhando às exigências dos compradores regulares de alimentos.

Zaruc: Compromissada em desenvolver soluções especificas de maneira moderna e eficiente, a startup de Serra (ES) desenvolveu um sistema de comunicação sem fio que garante precisão e facilita a leitura de dados nas unidades de consumo, eliminando erros que geralmente causam atrasos na emissão das faturas e prejuízos às empresas de energia elétrica.

Compartilhar