Posts

137 startups são aprovadas para participar do InovAtiva Brasil 2020.1

Dentre as 694 inscrições realizadas por startups dos 27 estados brasileiros, o Programa de Aceleração InovAtiva Brasil selecionou 137 delas para participar do ciclo 2020.1. Elas são de 21 estados e estão localizadas, principalmente, nas regiões sul (38,7%) e sudeste (38%) do país.

Com faturamento anual bruto de até R$ 50 mil (40,9%), essas empresas atuam com modelo de negócio SaaS (44,5%) no ramo de serviços (13%). Elas possuem de um a quatro colaboradores fulltime (62,8%) e 73 delas já receberam aportes financeiros, oriundos, principalmente, de Investidores Anjos (53,7%).

No entanto, as startups ainda não tiveram oportunidade de se aproximar de nenhuma grande empresa (48,9%), nem passaram por programas de aceleração (64,2%) e não contam com negócios no exterior (89,8%), mas durante o ciclo do InovAtiva Brasil receberão informação e incentivo para mudar esse cenário.

Comparativo com o primeiro ciclo de 2019

Tanto no ciclo 2019.1 como no 2020.1, o estado com o maior número de startups selecionadas para participar do programa foi São Paulo, com 16 soluções no último ano e 35 este ano. E, assim como a região paulista, dois outros estados apresentaram grande crescimento no número de selecionadas: Santa Catarina (que foi de oito para 21) e Bahia (que passou de uma para cinco startups).

Além disso, neste ciclo a região sul ultrapassou a região sudeste em quantidade de selecionadas. A participação de startups do Paraná, de Santa Catarina e do Rio Grande subiu de 35 para 38,7%. 

Para saber mais informações sobre as startups selecionadas para compor o time de aceleradas InovAtiva Brasil, acesse: https://www.inovativabrasil.com.br/perfil-inscritos-aprovados/

160 startups são pré-aprovadas para participar do InovAtiva Brasil 2020.1

Foram quase 700 startups de todo o Brasil inscritas para participar do ciclo InovAtiva Brasil 2020.1. Depois de uma intensa e rigorosa triagem, realizada por avaliadores experientes, foram pré-selecionadas 160 soluções para ingressar no próximo ciclo do programa.

“As startups pré-selecionadas passam por uma entrevista com um gestor de relacionamento, para garantir que ela se enquadra mesmo no público do programa e no tipo de startup que estamos buscando. É uma forma de termos certeza de que o conteúdo que será disponibilizado durante o ciclo de aceleração se enquadra no que as startups estão procurando”, comenta Arthur Coelho, da Coordenação de Startups do Sebrae Nacional e avaliador do InovAtiva Brasil.

Giovana Della Pasqua, Diretora da VLSUL, também atua com a triagem das startups que participam do programa. Segundo ela, em três anos como avaliadora, já teve a oportunidade de conhecer mais de 80 projetos e sempre se coloca à disposição para avaliar novas ideias, seja na primeira ou na segunda fase.

“O programa é de grande valia às empresas, com mentores experientes, dinâmicas atuais e gratuito aos participantes. É incrível para aqueles que talvez não tenham tanta familiaridade com inovação, gestão, comercialização, escala e marketing. Estes pontos são prioritários para o negócio ganhar tração e o InovAtiva atende muito bem estes pontos”, afirma Giovana.

Agora, entre os dias 6 e 24 de abril, essas empresas terão que realizar um curso preparatório para empreendedores e, em seguida, serão entrevistadas, de forma online, pelos gestores de relacionamento do InovAtiva Brasil. Até o dia 27 de abril, será divulgada a lista final das startups que irão participar da primeira edição de 2020 do maior programa de aceleração de startups da América Latina.

“Durante o ciclo de aceleração, as startups selecionadas devem participar de algumas atividades obrigatórias, como as mentorias e a oficina de pitch. Ao final do programa, aquelas que tiverem realizado todas as atividades serão convidadas a participar do InovAtiva Experience, um evento presencial que acontece em São Paulo e que conta com participação de mentores, investidores e representantes de grandes empresas, num momento que promove muita conexão. As startups terão, ainda, a oportunidade de apresentar o seu pitch para uma banca de investidores”, completa Arthur Coelho.

Critérios de avaliação

Para fazer parte do ciclo de aceleração do InovAtiva Brasil, as startups devem estar em estágio de operação e tração, desenvolverem soluções com modelo de negócios inovadores e/ou escalável, estar constituída como empresa, possuir clientes pagantes ou base crescente de usuários e atuar em um mercado de tamanho representativo.

Para que a seleção seja realizada de forma justa, é criado um formato prioritariamente por membros das equipes de coordenação e execução do programa InovAtiva Brasil e, em determinados casos, por avaliadores externos experientes e com comprovada experiência em avaliação.

Cada startup é avaliada por três membros deste comitê. A distribuição é feita por meio de um algoritmo que não permite que eles atuem em conjunto mais de uma vez. Para que a triagem seja efetiva e rápida, os avaliadores recebem uma planilha online que permite o preenchimento apenas das startups a ele designadas.

Finalizadas as análises, o comitê se reúne para discutir e determinar quais empresas passarão para a próxima fase. De acordo com Giovana, para ser selecionada para o InovAtiva Brasil, a startup deve apresentar um diferencial, se destacar frente às demais inscritas.

“Basicamente, o negócio precisa estar operando, ter clientes e faturar e apresentar uma novidade, seja por meio de algum nicho, tecnologia ou até mesmo questões do negócio. O intuito é que os empreendedores, dentro da sua experiência ou área de atuação, absorvam algo do programa, então o ideal é que eles também estejam dispostos a abrir seus negócios”, finaliza a avaliadora.

InovAtiva Brasil recebe inscrições de todos os estados brasileiros para o Ciclo 2020.1

O InovAtiva Brasil recebeu inscrições de startups de todos os estados do país para o primeiro ciclo de 2020. Ao todo, 694 negócios se mostraram interessados em participar do programa, sendo 276 da região sudeste (40%), 218 da região sul (31%), 114 da região nordeste (16%), 48 da região centro-oeste (7%) e 38 da região norte (5%).

Divididas em mais de 25 ramos, elas atuam, principalmente, com serviços (14%), educação (9%) e saúde (8%). Voltadas para o público B2B (46%), possuem modelo de negócio SaaS (27%) ou marketplace (25%) e já conquistaram os primeiros clientes/usuários (77%).

Fundadas entre 2018 e 2019 (70%), essas empresas têm registro de patente tecnológica (84%), mas sua solução ainda está em fase de teste (32%). Como suas equipes são formadas apenas pelos sócios (57%), as startups ainda não se consideram bem estruturadas (70%), por isso estão formalizando seus processos internos, como os departamentos de compras, finanças, comercial e recursos humanos.

Com faturamento de até R$ 10 mil nos últimos 12 meses (57%), as inscritas ainda não captaram nenhum tipo de investimento (84%) nem passaram por processos de aceleração (79%), incubação ou outros programas para startups (67%). Por isso, com o InovAtiva Brasil, desejam encontrar oportunidades de aportes financeiros (30%), mentoria especializada (28%) e conexão com grandes empresas (26%).

Se você se inscreveu no InovAtiva Brasil, fique atento ao nosso site que, em breve, divulgaremos as selecionadas para o ciclo 2020.1. Caso não tenha conseguido se candidatar, não se preocupe! Vamos abrir inscrições para o InovAtiva de Impacto e para o ciclo 2020.2 nos próximos meses.

Dicas: Como inscrever sua startup no InovAtiva Brasil

Se você está buscando conexão com o mercado e investidores, participar de um programa de aceleração de startups pode ser a solução para que a sua empresa conquiste visibilidade e suba de patamar com o amparo de especialistas de renome do ecossistema.

No InovAtiva Brasil, por exemplo, os empreendedores recebem gratuitamente mentorias online e presenciais, individuais e coletivas. Eles também têm a oportunidade de treinar o pitch (discurso de venda da solução) e apresentá-lo à maior banca de investidores do país.

Mas ser selecionado para um programa como esse não é uma tarefa simples. Por isso, separamos algumas dicas para te ajudar a fazer a sua inscrição:

1. Veja se o seu negócio está realmente preparado para participar do programa

O InovAtiva Brasil tem duração de quatro meses e requer atenção e dedicação por parte do empreendedor. Por isso, é destinado a empresas estabelecidas (com registro CNPJ), que estejam desenvolvendo soluções inovadoras em produtos ou serviços, em estágio de operação e tração, com as primeiras vendas já realizadas, ou uma crescente base de usuários. Além disso, o faturamento deve ser inferior a R$ 4,8 milhões por ano contábil.

Se a sua startup ainda não está neste estágio, não se preocupe. O programa acontece duas vezes por ano, então fique pronto para a próxima edição!

2. Preencha o formulário com calma e sinceridade

Para participar da seleção a uma vaga no ciclo de aceleração, os empreendedores devem preencher e enviar um formulário, disponível no website www.inovativabrasil.com.br, apresentando dados da startup (local onde está sediada, razão social, faturamento, etc.), descrição do negócio e a equipe por trás da solução.

3. Menos é mais! Inscreva uma startup por vez e apenas uma vez

Fazer a inscrição da sua solução mais de uma vez não aumentará as chances de ela ser selecionada. Muito pelo contrário! Dados duplicados são invalidados. Por isso, converse com o seu sócio e decida quem vai inscrever a startup no programa.

Além disso, é vedada a inscrição de mais de um projeto do mesmo empreendedor. Caso isto ocorra, será considerado o último negócio submetido.

4. O programa é destinado a maiores de idades que não estejam envolvidos com a execução deste

É vedada a participação de pessoas físicas menores de idade ou incapazes, pessoas envolvidas na organização do programa e funcionários do Ministério da Economia, Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e Fundação CERTI.

5. Fique atento aos prazos

Só serão aceitas as candidaturas enviadas dentro do período previamente estipulado pelo programa. Informações acrescidas após a data de término das inscrições serão desconsideradas.

Agora que já tem as diretrizes para fazer a sua inscrição, fique atento ao nosso site e se candidate para o nosso próximo ciclo! Mais informações sobre o processo de seleção podem ser encontradas no regulamento do programa.

Está com dúvidas na hora inscrição? Acesse nossa página com todas as dicas para te ajudar!

InovAtiva Brasil recebe 95 pontos em pesquisa de NPS

Buscando sempre melhorar nossos programas, ouvimos você e pedimos para que nos avaliasse em uma pesquisa de NPS (Net Promoter Score). A partir dela, pudemos calcular o grau de satisfação e fidelidade dos empreendedores que participaram do InovAtiva Brasil. Com felicidade, agradecemos vocês pelos 95 pontos instituídos a nós.

A mensuração foi realizada com base na resposta de 81 startups aceleradas sobre a seguinte pergunta: “Com base no que você já vivenciou até o momento no InovAtiva Brasil, qual a probabilidade de você recomendar o programa para outra startup?” – 95% dos entrevistados responderam nove ou 10 para essa questão, sendo 10 o valor máximo.

Os entrevistados também elegeram as atividades que foram essenciais para quem participou do programa. A que mais se destacou foi a “Mentoria Individual à Distância”, com 54,3% dos votos. Para 65,4% dos empreendedores, tal processo foi de essencial importância para o desenvolvimento da startup. Esse mesmo percentual de entrevistados avaliou como excelente a combinação entre mentor e mentorado.

Bootcamp Nacional e Demoday InovAtiva Brasil 2019.1

Da mesma forma, fizemos uma pesquisa durante o Bootcamp Nacional e Demoday InovAtiva Brasil 2019.1 para saber o que os participantes estavam achando dos eventos. Tivemos um total de 782 avaliações sobre as palestras realizadas, as salas especializadas disponíveis e as atividades de mentoria.

Nesta análise, os empreendedores avaliaram o programa em 4,75 em uma escala de um a cinco. As mentorias foram novamente as atividades que se sobressaíram aos entrevistados, mas a palestra de Gestão de Pessoas e a sala especializada de Pitch Help também despertaram a atenção dos presentes.

Todas essas informações são de extrema importância para o InovAtiva Brasil. Com base nelas, vamos aprimorar os próximos ciclos para satisfazê-los cada vez mais. Agradecemos a sua colaboração e esperamos continuar atendendo as necessidades da sua startup!

 

Conheça as 112 startups que vão participar do Ciclo 2019.2

Após 585 inscrições e um criterioso processo de avaliação, 112 startups foram selecionadas para participar do programa InovAtiva Brasil – Ciclo 2019.2. Representantes de todas as regiões do país, as aprovadas são provenientes de metade dos estados brasileiros.

Em comparação com o ciclo 2019.1, as startups da região sudeste do país aumentaram sua presença em 18 pontos percentuais, sendo que o estado de São Paulo permaneceu na liderança, com 34 empresas aprovadas.

Perfil das startups aprovadas

Formalizadas como empresas, as startups selecionadas estão em estágio de operação (69,64%) ou tração (30,36%). Delas, 70 estão com uma base crescente de clientes e faturamento anual de mais de R$ 360 mil (26%). Elas são voltadas com para o público B2B (59,82%) e possuem vínculo com grandes empresas (53%).

Além disso, essas startups atuam, prioritariamente, nos segmentos de serviços, saúde e educação. Com modelo de negócios SaaS (51,8%), 108 das empresas possuem funcionários full time e 57% delas estão contratando. O InovAtiva será a primeira experiência de aceleração da maioria das startups, já que 71% delas nunca passou por uma aceleradora e 60% nunca esteve em uma incubadora.

Das aprovadas, 33 empresas já captaram algum investimento, sendo 51,52% provenientes de Investidores Anjo. O valor do aporte de 76% destas foi superior a R$ 100 mil. Mesmo assim, o objetivo de 56% das startups é ter a oportunidade de conquistar investimento e se conectar com grandes empresas.

Veja a lista completa.

Inovativa Brasil recebe 585 inscrições para Ciclo 2019.2

De 17 de junho a 29 de julho, o programa InovAtiva Brasil esteve com inscrições abertas para o seu segundo ciclo do ano. Ao todo, tivemos 585 startups interessadas oriundas de 25 estados brasileiros. As regiões campeãs de número de engajamento foram, respectivamente, São Paulo, Minas Gerais e Paraná.

Dentre as interessadas, 191 empresas desenvolveram a própria tecnologia, que já está sendo utilizada por uma base crescente de usuários. Por outro lado, os empreendedores dessas mesmas empresas ainda estão fazendo ajustes no modelo de negócios.

A maioria dos negócios inscritos tem até três anos de existência (75%), atuam com a área de Serviços ou Educação (29%) e seus modelos de negócios estão baseados em Marketplace ou SaaS (50%). Com faturamento anual de até R$ 10 mil (55%), essas startups ainda não receberam nenhum tipo de investimento (85%).

Essas empresas são compostas por uma equipe de um a quatro funcionários (77%), estão em estágio de conquistar os primeiros clientes/usuários (36%), mas já possuem consumidores ativos (79%). Em termos de inovação, as startups contam com uma tecnologia incremental que atende necessidade relevante dos clientes (48%). Portanto, os concorrentes que desejarem copiar suas técnicas deverão dedicar tempo e esforço para tanto.

Além disso, as soluções são voltadas para o mercado B2B (45%) e ainda não participaram de nenhum programa para startups (69%), incluindo aceleração (81%). No InovAtiva Brasil, 84% das empresas buscam oportunidade de investimento, conexão com agentes do ecossistema e mentorias especializadas.

Edição 2019.2

Serão selecionados até 130 negócios, que receberão mentorias gratuitas e se conectarão aos maiores players de empreendedorismo do Brasil. Durante quatro meses, essas startups receberão mentorias gratuitas, terão acesso a cursos e conteúdos exclusivos criados para estimular o aperfeiçoamento dos negócios e poderão fazer networking com outros empreendedores. Para encerrar sua participação no programa, a empresa se apresentará para a maior banca de investidores do país.

86 empresas conquistam visibilidade e conexões no maior programa de aceleração de startups da América Latina

São Paulo, julho de 2018 – Entre os dias 20 e 22 de julho, cerca 160 investidores, representantes de aceleradoras e executivos de grandes empresas, estiveram presentes no Bootcamp Nacional e Demoday InovAtiva Brasil 2019.1, realizado na Escola de Negócios do Sebrae, em São Paulo, para conhecer e se conectar com os negócios mais inovadores do país.

Nos dois primeiros dias, as 86 startups participantes receberam mentorias, participaram de palestras, fizeram networking e apresentaram seus pitchs para mentores especializados, recebendo feedbacks e sugestões de melhores. Tudo isso serviu de preparação para o Demoday, realizado no último dia, em que essas empresas tiveram a oportunidade de mostrar suas soluções a maior banca de investidores do país.

“Mudamos o formato do programa para que as startups que chegassem aqui já estivessem maduras e vendendo. Nesse primeiro ciclo de 2019, foram 732 projetos inscritos, 122 selecionados e fechamos esta edição com 86 empresas se apresentando para uma banca com mais investidores do que startups”, afirma Igor Nazareth, Subsecretário de Inovação do Ministério da Economia.

As empresas foram divididas em seis bancas de acordo com o seu ramo de atuação. Elas tiveram cinco minutos para apresentar seus pitchs e mais três minutos para responder as perguntas dos avaliadores. Ao final, foram escolhidas duas startups de cada banca como destaques do programa:

  • Banca 1: Educação, Indústria e Setor Financeiro – OrçaFascio, software de orçamento de obras do Amapá e Smart-Tech Controle e Automação, empresa do Paraná focada no desenvolvimento de produtos para a indústria;
  • Banca 2: Sistemas de Gestão – Meu Crediário, plataforma SaaS de gestão, análise de crédito e cobrança para varejistas alocada em Santa Catarina e MOB, solução de São Paulo para coleta e análise de dados online;
  • Banca 3: Entretenimento, Comunicações, Marketing e Mídia – LeadFinder, plataforma do Paraná que conecta empresas e seus prospects e Widgrid, plataforma para construção ágil e diagramação de múltiplos sites de qualquer porte no mesmo ambiente situada em São Paulo;
  • Banca 4: Saúde, Agronegócio e Energia – Cycor Cibernética, startup de saúde localizada no Paraná que desenvolve tecnologias para reabilitação com foco industrial e Prevention Adam Robo, empresa do Paraná que criou um aparelho e hardware que descobre problemas visuais refrativos em apenas cinco minutos;
  • Banca 5: Serviços de Logística, Comércio Eletrônico e Marketplace – Cheap2ship, plataforma de Santa Catarina que centraliza todas as cotações de frete em um único lugar e Prepi, startup de Pernambuco que oferece um serviço de e-commerce atrelado ao Instagram;
  • Banca 6: Cyber Security, IoT, Inteligência Artificial, Big Data e Chatbot – NoLeak Segurança da Informação, plataforma de autenticação contínua para evitar fraudes online com sede em São Paulo e Previsiown, plataforma digital do Rio de Janeiro desenvolvida para a coleta e análise de dados de veículos automotores.

De acordo com Michele de Souza, CEO da Cycor Cibernética, startup destaque na Banca 4, todo o processo do InovAtiva Brasil foi extremamente enriquecedor. “Nos dois primeiros dias de evento, conseguimos atingir o objetivo que queríamos, que era encontrar um parceiro para nos ajudar a resolver um problema de regulamentação com a Anvisa a respeito da licença do nosso equipamento. Então, ganhar o reconhecimento de destaque no programa foi muito além das minhas expectativas. Só tenho a agradecer ao InovAtiva”, comenta Michele.

Próxima edição

As empresas interessadas na próxima edição podem se inscrever no site do programa até o dia 29 de julho. Para participar é necessário que a startup esteja no estágio de operação ou tração e desenvolva soluções inovadoras e tecnológicas. Serão selecionados até 130 negócios, que receberão mentorias gratuitas e se conectarão aos maiores players de empreendedorismo do Brasil.

Sobre o InovAtiva Brasil

O InovAtiva Brasil é um programa gratuito de conexão e aceleração de negócios inovadores de qualquer setor e região do Brasil, realizado pelo Ministério da Economia e pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), com execução da Fundação Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras (CERTI). O programa oferece mentorias, visibilidade às startups e conexão com investidores, grandes empresas e parceiros. Entre 2013 e 2018, mais de 2000 startups participaram do programa e cerca de 930 delas chegaram à fase de apresentar suas startups em bancas presenciais com investidores.

Com plataforma online, Inovativa Brasil oferece capacitação gratuita e conexão com ecossistema empreendedor

Entre 2013 e 2018, mais de 2000 empresas tecnológicas inovadoras, de todas as regiões do país, participaram do InovAtiva Brasil, o maior programa de aceleração de startups da América Latina. Dentre elas, 840 chegaram à fase de apresentar suas soluções para bancas presenciais com investidores.

Isso se deve ao fato de a maior parte do programa ser realizada de forma online gratuitamente, visto que as facilidades virtuais garantem o máximo aproveitamento aos empreendedores. Além disso, por meio da internet, o InovAtiva consegue se conectar com startups de todo o Brasil, mesmo aquelas que estão fora dos grandes centros urbanos.

Já no processo seletivo, as startups pré-aprovadas passam por uma entrevista individual e online com um dos gestores de relacionamento do programa. Quando selecionadas, são oferecidos a elas cursos de capacitação, oficinas, webinars de conteúdo e mentorias individuais e coletivas realizadas por meio de uma plataforma alocada no site do programa.

Essa ferramenta exclusiva permite que o mentor e o mentorado mantenham o histórico de suas sessões e atividades em um único lugar. Com ela, o empreendedor e seu instrutor podem compartilhar reflexões, metas, dúvidas e sugestões de forma rápida e segura.

Sabendo que o desenvolvimento da startup depende do contato com outros agentes do ecossistema, o InovAtiva Brasil possui uma metodologia que permite a construção conjunta das tarefas entre os participantes. O programa também disponibiliza um fórum de discussões para que a comunidade empreendedora compartilhe informações e dicas relevantes, e ajude a solucionar dúvidas de outros usuários.

Desta maneira, o InovAtiva estimula a troca de conhecimentos, facilita o aprendizado e faz com que o usuário absorva o conhecimento de forma orgânica. Essa diversificação é um dos maiores trunfos do programa, pois abre portas para futuras histórias de sucesso do empreendedorismo inovador.

O que o InovAtiva tem de diferente dos demais programas de aceleração?

O maior programa de aceleração de startups da América Latina oferece, gratuitamente, mentoria para empreendedores de todo Brasil que atuam com tecnologias inovadoras para qualquer segmento. Além disso, no InovAtiva Brasil, as startups têm a oportunidade de se conectar com investidores, grandes empresas, aceleradoras e participar de programas e eventos de empreendedorismo. Mas não é só isso que torna o programa especial.

Visibilidade

De acordo com Elber Fabrício Laranja e Thiago Critter Chiliatto, fundadores da Antecipa Fácil, que já participaram de outros programas de aceleração, o InovAtiva é o que mais gerou visibilidade para a startup. “No quesito alcance de mercado, sem dúvida, esse programa é diferenciado. Por ele circulam pessoas influentes e com conexões que podem mudar os rumos de uma empresa que está iniciando suas atividades, como a nossa. O fato de ficarmos entre as 12 empresas destaque do programa também contribuiu muito, dado que isso gerou para nós um grande espaço na mídia espontânea”, afirma Laranja.

Esse também foi o aspecto que mais chamou a atenção de Egmar Rocha, CEO da EasyThings. Para ele, o alcance e divulgação alcançados foram elementos que só o InovAtiva lhe proporcionou. Contudo, outra característica do programa também foi de extrema importância para ele: as sessões de mentoria.

Aprendizado

“Me inscrevi no InovAtiva com o objetivo principal de obter mais conhecimento e expor a solução para um maior número de pessoas. Não foi difícil atingi-lo e superá-lo. Nos foram apresentados mentores de altíssima qualidade e com uma ampla experiência. As informações que recebi estão sendo fundamentais para a atualização do modelo de negócio”, comenta Rocha.

“Participamos do InovAtiva em 2017 e foi um programa muito interessante para a abertura de novos contatos, fazer o networking e conhecer possíveis investidores para quando estivéssemos maduros o suficiente com a solução.  Toda a parte de mentoria e know-how que foi prestado para que pudéssemos nos desenvolver como profissionais, gestores da empresa e conseguir tocar o nosso negócio também foi fundamental”, reitera Caroline Dellacorte, cofundadora da PackID, startup acelerada pelo programa.

Experiência

Com intensas atividades online e presenciais, os empreendedores aprendem a elaborar pitchs e apresentam seus projetos aos maiores investidores e mentores do país. Essa empreitada já proporcionou bons resultados para diversas startups que foram aceleradas pelo programa.

Quer fazer parte dessa história?

E também agregar valor à sua startup, se conectar com os principais players do ecossistema e trocar experiência com outros empreendedores? Fique atento ao nosso site e redes sociais.

As inscrições para o próximo ciclo InovAtiva Brasil começam em breve!

inovativa@inovativabrasil.com.br