Posts

Como as startups estão se adaptando ao cenário de coronavírus

Com a propagação mundial do novo coronavírus, muitas mudanças foram necessárias na rotina dos brasileiros para se adaptarem ao isolamento social e atenderem as medidas de contenção e combate ao do vírus. Além da suspensão de atividades coletivas, estudos passaram a funcionar de forma online e o trabalho começou a ser realizado de casa, em sistema de home office. 

Nesse cenário, as startups também precisaram adaptar seus modelos de negócios para continuar funcionando e ajudando a população. Abaixo listamos alguns exemplos de medidas que estão sendo realizadas durante este período:

  • Disponibilização de serviços delivery

Com as recomendações de distanciamento social, startups que trabalham com o desenvolvimento ou distribuição de produtos passaram a oferecer também o serviço de delivery, para evitar que seus clientes tenham contato físico com outras pessoas.

  • Promoção de produtos e serviços

Para auxiliar aqueles que precisam realizar reuniões, ferramentas de plataformas de webconferências, antes pagas, estão oferecendo descontos expressivos ou até mesmo disponibilizando o serviço de forma gratuita para seus usuários.

  • Criação de ferramentas específicas para o COVID-19

Diversas healthtechs disponibilizaram ferramentas com informações sobre a doença para conscientizar a população a respeito da contaminação pelo novo coronavírus. Algumas das startups também desenvolveram plataformas que colaboram com o diagnóstico de pessoas que apresentam sintomas, com o objetivo de não sobrecarregar o sistema de saúde.

  • Migração do serviço físico para o digital

Para se adaptar às mudanças das atividades cotidianas, as startups que ofereciam soluções presenciais tiveram que ajustar seus produtos ou serviços para o formato digital. Esse é o caso, por exemplo, de empresas que auxiliam na correção de avaliações escolares. Como as aulas estão sendo à distância, as provas também passaram a funcionar dessa forma.

  • Utilização de serviços de streaming e transmissão ao vivo

Ferramentas de streaming e de transmissão ao vivo se popularizaram muito nesse período! O seu diferencial é a capacidade de deixar a experiência virtual mais real e aproximar quem está distante, mantendo relacionamentos como se as pessoas estivessem cara-a-cara.

Aya Tech e EMBRAPII falam sobre startups e soluções para combater o COVID-19

O segundo Webinar do mês, realizado na última quinta-feira (09/04), contou com a participação de José Menezes, que atua como assessor da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (EMBRAPII), e Fernanda Chechinato, Fundadora da Aya Tech – acelerada do programa InovAtiva Brasil e participante de 3 ciclos do StartOut Brasil.

Com intermediação de Rhafaella Karla, Agente do InovAtiva Brasil em Alagoas, os dois participantes abordaram temas como a importância da atuação de empresas, instituições e outras organizações na contenção do coronavírus e o papel dos negócios inovadores no atual contexto.

A Aya Tech é a detentora da patente do GY, antisséptico sem álcool para as mãos. Às startups que também trabalham com produtos físicos, Fernanda deu dicas do que está fazendo para manter a produção.

Menezes explicou que a Embrapii vai destinar, em parceria com o Sebrae, R$ 2 milhões para o desenvolvimento de soluções tecnológicas para auxiliar o país a enfrentar o avanço do COVID-19 em território nacional.

Além disso, os convidados do webinar também comentaram sobre ações que podem fortalecer o ecossistema de startups neste momento e deram dicas e orientações sobre como os empreendedores podem minimizar o impacto do COVID-19 em seus negócios.

No final, foi disponibilizado ao público um espaço para perguntas, que foram esclarecidas com desenvoltura e maestria pelos convidados. 

Caso não tenha conseguido assistir ao segundo webinar de abril, disponibilizamos o link do evento na nossa página do Youtube: https://www.youtube.com/watch?v=evKtDKmZaSc

inovativa@inovativabrasil.com.br