Posts

Como utilizar o modelo financeiro para acelerar seu negócio

Por Marconi de Assis Silva *

Vejo muitos empreendedores se preocupando com o modelo financeiro apenas quando estão buscando obter o valor da sua empresa valuation através de investidores. Na verdade, o primeiro investidor de qualquer negócio é sempre o idealizador da ideia e, portanto, o modelo financeiro deve ser estruturado para atender às necessidades dos próprios empreendedores antes de qualquer coisa. Esta ferramenta, que na minha visão é bastante subutilizada, poderá ser extremamente útil na tomada de decisão e no planejamento do seu negócio. Aqui vão algumas dicas para que você consiga estruturar o seu modelo de forma a se beneficiar como o principal cliente desta ferramenta.

Modelo financeiro

Na estruturação de uma empresa a partir de uma ideia, várias validações são importantes. Validam-se hipóteses sobre o problema, o perfil do cliente, a solução, dentre outras. Tão importante como todas estas, é a validação se o seu modelo de negócio irá gerar resultados. A maneira menos dolorosa de fazer essa validação é através de simulações em um modelo financeiro. Use o seu modelo financeiro para verificar se o seu negócio trará de fato resultados positivos.

Alavancas que mais geram resultados

Além de permitir avaliar os resultados do seu negócio, o modelo financeiro pode ser uma importante ferramenta para se avaliar quais os meios irão te levar àqueles resultados. Faça uma boa reflexão sobre quais parâmetros precisarão ser considerados nas suas simulações e busque ligar os resultados diretamente a estes parâmetros. Desta maneira, vão ficar bastante claras quais as principais alavancas geradoras de resultado do seu negócio e ficará muito mais simples trabalhar as projeções a partir dos parâmetros. Alguns destes parâmetros deverão se tornar indicadores a serem acompanhados para verificar se a empresa está indo na direção planejada.

Diferença entre lucro e gerar caixa

Para alguns pode parecer óbvio, mas grande parte dos empreendedores não é familiarizada com os conceitos de caixa e competência, o que pode levar a algumas trapalhadas na gestão do negócio. Busque entender claramente as diferenças entre estes dois conceitos e utilize o modelo financeiro para verificar tanto se o seu negócio será capaz de gerar lucros quanto qual será a dinâmica do caixa da sua empresa.

Projete parâmetros e avalie os resultados

Um dos grandes desafios ao se fazer simulações de uma empresa startup é a alta incerteza sobre as premissas e parâmetros simulados. Ao se iniciar um negócio, principalmente algo inovador, tem se pouca ou nenhuma base histórica para ser utilizada como referência. Buscando tornar o modelo o menos impreciso possível, é fundamental que se tenha muito claro e bem documentado quais são as fontes de dados e/ou o raciocínio utilizado por trás de todas as premissas utilizadas. Mesmo com os parâmetros bem embasados, busque sempre avaliar de maneira bastante crítica se os resultados finais estão fazendo sentido e, se possível, peça alguém para lhe ajudar a criticar os números. Uma visão externa pode ajudar a encontrar algumas distorções que talvez estejam passando despercebidas.

Modelo para o dia a dia

É muito comum o modelo financeiro ser esquecido “na gaveta” após sua estruturação. O modelo financeiro deve ser uma importante ferramenta para a tomada de decisão no dia a dia do seu negócio. Utilize-o para avaliar como os resultados serão impactados pelas decisões a serem tomadas ou para simular diferentes cenários antes de definir uma direção a ser seguida. Com isto você tomará decisões mais bem embasadas e potencialmente mais assertivas. Dito isto, é fundamental manter os dados do seu modelo o mais atualizados possíveis. No começo, muitos dos parâmetros simulados ainda são incertos e à medida que a empresa vai sendo estruturada você terá mais segurança para realimentar o modelo com parâmetros mais assertivos e consequentemente aumentar a acurácia do seu modelo.

O modelo financeiro pode ser um suporte muito importante na estruturação do seu negócio. Cabe a você, empreendedor, tratá-lo apenas como uma planilha ou como uma ferramenta decisiva na tomada de decisão. Utilizar as dicas aqui propostas, empenhar-se em estruturar um bom modelo e utilizá-lo dentro da sua rotina irá tornar o caminho para o sucesso menos incerto.

* Marconi de Assis Silva é Partner na Abenten Partners e mentor do Programa Inovativa Brasil desde 2016.

InovAtiva oferece curso de modelagem financeira a empreendedores iniciantes

Quando um empreendedor deseja captar investimento para sua empresa, ele deve ter em mente que o ponto de partida para adquirir apoio financeiro é ter um plano de finanças sólido que possa garantir interesse de investidores. Pensando em apoiar e orientar startups nessa área, o programa InovAtiva Brasil oferece o curso de modelagem financeira para startups a partir do dia 24 de outubro. O conteúdo é gratuito a qualquer interessado, e as inscrições para participar já estão abertas através do site www.inovativabrasil.com.br .

A procura pelo curso gratuito cresce a cada nova edição. Em 2015, 770 pessoas se inscreveram, e no último, realizado em julho, foram mais de 1.400 participantes. Luiz Caselli, senior expert da McKinsey & Co. e especialista em finanças corporativas, está mais uma vez como coordenador do módulo e, para ele, as técnicas utilizadas no curso possibilitam que os startupeiros saibam a real precificação do serviço e qual o tipo de gerenciamento do negócio. “É necessário que o empreendedor saiba conceber uma receita capaz de cobrir os custos de estruturação do negócio e por este motivo, o curso é direcionado àqueles que já possuem proposta de valor e agora precisam precificar e definir fluxos de caixa”, ressalta.

E para transformar a experiência dos participantes em algo ainda mais real, o curso conta com a participação de empreendedores que já tiveram desafios semelhantes e que obtiveram sucesso. É o caso de Claudio Grando, sócio da Audaces, empresa do ramo de tecnologia da moda. “É preciso que você consiga entender qual é o valor da solução oferecida a seus clientes. Além disso, na interação com investidores, é essencial que você tenha testado previamente a sua proposta”, destaca Grando.

O curso acontece através de vídeos curtos e objetivos que podem ser assistidos em diversos dispositivos e em qualquer momento do dia. Além disso, materiais complementares são disponibilizados para que os interessados possam se aperfeiçoar e sanar as dúvidas. Como nas mentorias direcionadas às startups aceleradas pelo programa, o curso oferece um espaço para compartilhar opiniões e experiências entre os participantes e mentores. Ao final do curso, é entregue um certificado de conclusão àqueles que encerrarem todas as etapas.

Serviço: Curso de MODELAGEM FINANCEIRA para startups

Inscrições: www.inovativabrasil.com.br

Início: 24 de outubro de 2016

Término: 13 de novembro de 2016

inovativa@inovativabrasil.com.br