Posts

Conheça as startups que foram destaques do programa InovAtiva de Impacto

O programa InovAtiva de Impacto foi criado em 2016 como uma vertente diferenciada do InovAtiva Brasil para fomentar o ecossistema dos negócios de impacto social e ambiental no país. Ao todo, 66 startups foram aceleradas e, dessas, 11 estiveram entre os destaques das edições que participaram. Conheça quais são elas:

2016

  • Sumá – Aplicativo que conecta agricultores familiares com compradores regulares de alimentos. A iniciativa também ajuda agricultores familiares a se qualificarem e se inserirem no mercado, além de proporcionar uma modernização gerencial nas propriedades agrícolas de pequeno porte;
  • EPHealth – Idealizada para otimizar o dia a dia dos profissionais da saúde, a plataforma oferece às prefeituras uma solução inteligente para que haja maior assertividade na coleta, análise e gestão de dados extraídos da população; 

2017

  • ARIA Moda Inclusiva – Com o objetivo de trabalhar a inclusão por meio da moda, a startup desenvolve roupas do tamanho PP ao G4 e oferece praticidade, conforto, funcionalidade e estilo para o público jovem-adulto com algum tipo de deficiência física e/ou mobilidade reduzida;
  • Destine Já – Desenvolvedora de soluções para gestão sustentável de empresas geradoras de resíduos sólidos em todo o Brasil, a empresa utilizou tecnologia e inovação para criar uma plataforma para destinar resíduos com segurança e economia;
  • Herself – Pensado no bem-estar e autoestima das mulheres, a startup desenvolveu as primeiras calcinhas menstruais 100% nacionais e o primeiro biquíni e maiô menstrual do Brasil;
  • Portal SuperAção – Instituto sem fins lucrativos que disponibiliza ferramentas online para levar apoio emocional e qualidade de vida, de forma gratuita e inclusiva, para pessoas no tratamento do câncer;

2018

  • Biosolvit – Empresa de biotecnologia aplicada ao desenvolvimento de novos materiais. Dividida em duas áreas, a startup cuida de pesquisa e desenvolvimento de produtos para preservação da flora, como o Xaxim de Palmeira, e para a preservação da água, como o Absorvedor Natural de petróleo e derivados;
  • Oliplanet – Programa de logística reversa de óleo de cozinha usado que busca fechar a cadeia de reciclagem entre consumidor, pontos de coleta e recicladoras. A empresa também promove ações socioambientais e de marketing verde que auxiliam as pessoas a darem a destinação correta ao produto;
  • SaveLivez – Com o propósito de ajudar a salvar vidas, a startup utiliza Data Science para prever a demanda e oferta de doação de sangue, otimizar os processos e melhorar a comunicação. Com isso, gera economia ao sistema de saúde e evita a falta e o desperdício de sangue em bancos de sangue e a demora nos atendimentos na fila de pacientes do SUS;

 

 

 

2019

  • Coletando Soluções – Primeira fintech do país a disponibilizar pontos de coleta que trocam lixo por dinheiro em comunidades vulneráveis, promovendo assim uma economia circular ecológica;
  • Cycor Cibernética – Desenvolvedora do primeiro exoesqueleto do Brasil, que pode ser usado por pessoas paraplégicas totais e tetraplégicas parciais.

Fique atento ao nosso site para saber quais serão as startups destaques de 2020!

Conheça algumas soluções contra a Covid-19 desenvolvidas por startups que passaram pelo InovAtiva de Impacto

Nos últimos 20 anos, o Brasil tem mostrado um grande interesse por negócios de impacto socioambiental, abrigando mais de mil startups com foco neste segmento, segundo dados do 2º Mapa de Negócios de Impacto, realizado pela Pipe Social.

Estas iniciativas complementam as políticas públicas já existentes para a resolução dos problemas sociais e ambientais e para o cumprimento de objetivos traçados pela Organização das Nações Unidas (ONU) com o intuito de contribuir para que o planeta se torne um lugar mais próspero a todos os seus habitantes.

Tendo em vista esse propósito, em um contexto de pandemia, as startups de impacto se mobilizaram para o desenvolvimento de soluções que ajudassem a conter a propagação da COVID-19. Abaixo listamos algumas delas, desenvolvidas por empresas aceleradas pelo InovAtiva de Impacto:

Destine Já – A startup especializada na destinação de resíduos tem intensificado seu trabalho para atender as demandas de prédios, condomínios e casas. Para que os coletores e separadores de lixo não se contaminem, a Destine Já disponibiliza roupas apropriadas aos seus colaboradores como máscara, luvas, frascos de álcool em gel ou qualquer outro item que seja referente à saúde, e outros itens de saúde e higiene que evitam que os garis se exponham ao vírus e possam realizar a correta destinação dos materiais.

Audima – De forma gratuita, a startup está disponibilizando sua tecnologia assistiva de áudio para todo o conteúdo publicado em sites sobre o novo coronavírus e seus desdobramentos. O propósito da empresa é gerar inclusão digital com o áudio;

UPSaúde – A UPSaúde desenvolveu um sistema de monitoramento remoto por meio de um bot com inteligência artificial. Ele agenda consultas para telemedicina, realiza uma triagem virtual focada na experiência do usuário e analisa preditivamente os riscos de saúde com inteligência de dados. A startup também conta com um pacote de funções para o combate da COVID-19 que, por meio da tecnologia, evita o agravamento do estado de saúde do paciente e permite controle assíduo, sem necessidade de deslocamento;

Tra$hin – A empresa, que atua na área de gestão de resíduos e educação ambiental, tem realizado ações como reaproveitamento de tecidos para produção de máscaras. A startup repassa esses tecidos para empresas parceiras que estavam sem atividade e, após a produção, as máscaras são encaminhadas para doação em comunidades carentes. Além disso, também elaborou materiais educativos sobre o descarte correto de resíduos e disponibilizou materiais de higiene e cestas básicas para trabalhadores das cooperativas de reciclagem parceiras.

Startups de impacto socioambiental também no InovAtiva Brasil

Desde o final de 2016 o InovAtiva Brasil lançou o programa InovAtiva de Impacto, que oferece aceleração para negócios inovadores que se proponham a resolver problemas sociais e ambientais. Em parceria com o Sebrae, a novidade este ano é que as startups selecionadas entrarão no Ciclo 2017.1 desde o começo e quem passar para a segunda etapa, vai ter acesso a um curso específico de Investimento de Impacto. As selecionadas serão divulgadas no dia 20 de março.

São diversos os investidores que procuram empresas com essas propostas no Brasil. É o que afirma Marcos Vinícius de Souza, secretário de Inovação e Novos Negócios do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC). ‘‘Essa nova categoria dentro do InovAtiva Brasil é justamente para conectar os interessados em investir em projetos que priorizam a tecnologia para resolver questões socioambientais. Ao mensurar resultados e mostrar que este é um campo enorme, crescente no mundo, conectamos os empresários a quem quer investir com esta lógica de performance financeira’’, comenta Souza.

Para inscrever-se no InovAtiva acesse aqui

Celia Cruz, diretora executiva do Inovação em Cidadania Empresarial (ICE) e mentora do InovAtiva de Impacto, considera que ao trazer os negócios de impacto para a agenda, o programa dá um importante sinal aos empreendedores que buscam gerar soluções para problemas sociais e ambientais com seus negócios. ‘‘Estamos criando uma polinização entre os negócios do InovAtiva de Impacto e o InovAtiva. Acredito que os empreendedores de impacto podem contribuir com os outros empreendedores mostrando como seus negócios podem resolver problemas sociais’’, destaca Celia.

Um exemplo de startup que foi acelerada pelo InovAtiva Brasil e voltou para participar do InovAtiva de Impacto é a empresa Urbotip, que foi acelerada em 2015 e voltou ao programa em 2016 como uma startup de impacto. A empresa pretende resolver os problemas das cidades com uma ferramenta feita para que a população possa ter acesso à canais que possam divulgar essas questões. Paulo Faulstich, CEO da empresa, tem a percepção de que já é difícil ser empreendedor em modelos de negócio mais tradicionais e quando são de impacto, é um desafio maior ainda. ‘‘Na maioria das vezes, as pessoas pensam apenas em lucro e não somente no benefício que a ferramenta traz. Voltar ao InovAtiva foi uma oportunidade incrível pois é capaz de incentivar que mais empreendedores sigam por áreas diferenciais’’, diz Faulstich. Ainda para o CEO, os grande problemas que existem atualmente com relação a infraestrutura das cidades é justamente por faltar investimentos em soluções socioambientais. ‘‘Eu, particularmente, não tinha visto ainda no Brasil programas com foco em empresas de impacto social. Para mim, o Inovativa está de parabéns por oferecer essa oportunidade e trazer incentivo a empreendedores da área’’, encerra.

Para saber mais sobre negócios de impacto acesse o post Saiba o que são negócios de impacto social

inovativa@inovativabrasil.com.br