Posts

InovAtiva Brasil divulga a lista das startups pré-aprovadas para o ciclo 2020.2

Dentre 473 inscrições, o InovAtiva Brasil selecionou 127 startups para participar da segunda etapa de triagem para escolha das soluções que passarão pelo processo de aceleração do programa. De 04 a 14 de agosto, cada uma das empresas inscritas foi analisada por três avaliadores com base nos seguintes critérios:

    1. Estágio de operação:  A startup possui registro CNPJ, desenvolve soluções inovadoras em produtos ou serviços e tem as primeiras vendas já realizadas ou uma base crescente de usuários?
    2. Faturamento: A empresa teve faturamento inferior a R$ 4,8 milhões no último ano contábil?
    3. Formulário de inscrição: As informações disponibilizadas apresentavam aspectos gerais do negócio proposto e da equipe participante? Estavam em português?
    4. Grau de Inovação: A solução e/ou modelo de negócios é disruptiva, altamente inovadora ou difícil de ser copiada?
    5. Potencial de Mercado: A empresa possui gestão profissionalizada e base crescente de clientes pagantes, com previsibilidade de vendas futuras?
    6. Maturidade da Solução: O modelo de negócios está consolidado? Há quanto tempo está no mercado?
    7. Equipe: Por quem a empresa é formada? Quais são suas expertises?

Agora, as 127 pré-selecionadas passarão, até o dia 11 de setembro, por mais um processo de avaliação que será composto pela etapa de entrevistas onlines com um gestor de relacionamento. Depois disso, o Comitê Gestor (composto por integrantes das entidades realizadoras e executora do programa) terá até o dia 14 de setembro para divulgar a lista final das startups aprovadas para participarem do Ciclo 2020.2.

Para saber quais foram as startups aprovadas na primeira parte da triagem, acesse: https://www.inovativabrasil.com.br/startups-pre-aprovadas-ciclo-2020-2/

Gomining é destaque na categoria saúde e educação do InovAtiva Brasil 2020.1

A Gomining, localizada em Caxias do Sul (RS), é uma startup focada na análise e avaliação automática de textos. Em julho de 2020, ela apresentou seu pitch para a maior banca de investidores do país durante o InovAtiva Experience, onde conquistou público e foi eleita como destaque na categoria Saúde e Educação.

Segundo Daniel Epstein, CTO da empresa, o Experience, evento de conclusão do ciclo de aceleração, foi uma excelente oportunidade para realizar networking e aprimorar seu pitch, com base nos feedbacks recebidos dos mentores e investidores que assistiram sua apresentação no Demolation.

“Nos inscrevemos no InovAtiva para tentar entender melhor o mundo empresarial e podermos tomar decisões relacionadas aos produtos e à empresa com mais embasamento. O programa estava muito bem organizado e executado. Todo o suporte foi excelente”, comenta Epstein.

Sobre a Gomining

A ideia surgiu durante o estudo para o doutorado. Ao final de cada semestre, Epstein e seus sócios (assim como praticamente todos os professores EaD do país) se viam diante de uma quantidade gigantesca de redações para corrigir. Essa atividade se tornou um fardo, visto que era impossível fornecer comentários personalizados quando se tinha milhares de textos para revisar em poucos dias.

“Pensamos que deveria ter uma forma de avaliar os estudantes de maneira automática, para de fato fornecer um feedback personalizado e ajudar aqueles que precisavam. Com isso, surgiu a pesquisa inicial na área de mineração de textos e análise de conteúdo, o que futuramente foi desenvolvido como uma solução de negócio escalável e fácil de integrar em qualquer ambiente virtual de aprendizagem”, relembra o empreendedor.

Após identificar o problema, um time interdisciplinar altamente qualificado desenvolveu algoritmos de mineração de texto e inteligência artificial. Esses especialistas, dois Doutores na área de Informática na Educação pela UFRGS e uma Mestra em Marketing, tornaram-se os sócios fundadores da Gomining, startup que analisa redações de estudantes e fornece feedback personalizado, ao mesmo tempo que disponibiliza dados e métricas para sinalizar às instituições de ensino e professores quais são os alunos que apresentam maiores dificuldades.

As possibilidades de aplicações da tecnologia são inúmeras, desde correção de vestibulares e ENEM até internacionalização do produto. Porém, como a nossa equipe ainda tem uma forte raiz de pesquisa e docência e pouca experiência na área de gestão e financeira, não sabíamos ao certo como proceder ou escolher a melhor forma para a empresa crescer. O InovAtiva nos ajudou a dar uma direção para a startup”, finaliza o CTO.

InovAtiva Brasil recebe mais de 450 inscrições de startups para o Ciclo 2020.2

O segundo ciclo do ano do InovAtiva Brasil está em andamento. As inscrições para esta edição já estão encerradas, e em 14 de setembro serão anunciadas as próximas soluções que receberão capacitação gratuita do maior programa de aceleração de startups da América Latina.

Ao todo, 473 empresas, de 25 estados brasileiros, tiveram interesse em participar do InovAtiva Brasil. Elas são, em sua maioria, da região Sudeste do país (49%) e têm como objetivo conseguir uma oportunidade de investimento no programa (32%).

Agora, essas startups, que atuam prioritariamente nas áreas de saúde e tecnologia da informação e da comunicação (24%), para clientes B2B (43%), passarão por um rigoroso processo seletivo envolvendo avaliadores qualificados que analisarão os projetos submetidos em quatro dimensões: Grau de Inovação, Potencial de Mercado, Maturidade da Solução e Equipe.

O resultado desta primeira triagem será divulgado no site do programa no dia 24 de agosto. As soluções que estiverem nessa lista passam automaticamente para a segunda etapa de verificação, com entrevistas individuais e online. O ciclo de aceleração 2020.2 irá selecionar até 160 startups.

Perfil das inscritas

Com clientes ativos (73%), estes negócios estão em estágio de operação (42%) ou validação (36%). Eles contam com modelo de negócios SaaS (28%) e até quatro colaboradores full time (74%). Apesar de serem fundadas há no máximo um ano (60%), as empresas apresentam faturamento de até R$ 50 mil (74%).

Para saber mais sobre essas empresas, acesse este link.

O InovAtiva Brasil está com as inscrições abertas para o ciclo 2020.2

Estão abertas as inscrições para o InovAtiva Brasil 2020.2. Até o dia 3 de agosto, soluções brasileiras inovadoras de qualquer segmento e região do país que quiserem participar do próximo ciclo do maior programa de aceleração de startups da América Latina podem se cadastrar no site https://www.inovativabrasil.com.br/

Ao longo de seus sete anos de existência, o InovAtiva Brasil acelerou 1064 startups, capacitou mais de 2 mil empreendedores e conectou centenas de startupeiros a investidores que vieram a aportar seus negócios. Além disso, o networking promovido pelo programa também foi responsável pela criação de parcerias entre os próprios participantes.

Para a Simplifica Fretes, por exemplo, que participou do ciclo 2017.2, o InovAtiva Brasil gerou inúmeros benefícios. “A aceleração no InovAtiva Brasil foi fundamental para estruturamos a empresa como um todo. Por meio do programa, também desenvolvemos duas parcerias: uma com a startup Masterfreela, que participou do mesmo ciclo que a gente, e outra indicada pelo nosso mentor, Alexandre Barros, com a FIEMG”, comenta Eduardo Labre, CEO da Simplifica Fretes.

Sobre o ciclo 2020.2

Até 160 startups serão selecionadas para participar, durante quatro meses, do processo online de aceleração do InovAtiva Brasil, que inclui mentorias, treinamentos, webinars e muito mais, para capacitá-las e ajudá-las a impactar os jurados que vão avaliar seus pitches na banca final.

O tema desta edição será “Além do Vale do Silício: um Brasil que respira inovação”, mostrando que o país tem tanto a contribuir para a cultura empreendedora quanto a famosa região dos Estados Unidos que abriga desde startups iniciantes até aquelas que se desenvolveram e se tornaram grandes empresas, como o Facebook.

As startups que cumprirem todas as atividades obrigatórias, incluindo a participação no InovAtiva Experience, evento de encerramento do ciclo, serão consideradas aceleradas e passarão a ter acesso a oportunidades exclusivas, como descontos em eventos, cursos e programas de informática. Além disso, as 12 soluções que se destacarem, receberão uma placa de reconhecimento por toda a sua dedicação e esforço.

Se você ainda não se inscreveu, não perca mais tempo! Acesse https://www.inovativabrasil.com.br/ciclo20202/ e faça o seu cadastro!

Inscreva-se para o InovAtiva Brasil 2020.2

Entre 29 de junho e 03 de agosto, soluções brasileiras inovadoras de qualquer segmento e região do país podem se inscrever gratuitamente para participar da próxima edição do InovAtiva Brasil – o maior programa de aceleração de startups da América Latina. 

O tema escolhido para representar o Ciclo 2020.2 do programa foi “Além do Vale do Silício: um Brasil que respira inovação”. A partir da análise da grandeza dos produtos e serviços oferecidos pelas startups nacionais, fica perceptível que o Vale do Silício pode até ser considerado o berço da tecnologia, mas o Brasil não fica para trás.

Afinal, segundo a Associação Brasileira de Startups, o país conta com um ecossistema formado por mais de 12 mil startups, 75 comunidades e centenas de agentes dispostos a contribuir com o empreendedorismo, como aceleradoras, investidores, grandes empresas e o governo. O InovAtiva Brasil faz parte desse cenário.

As empresas que se inscreverem no segundo ciclo de 2020 do Programa vão passar por uma rigorosa seleção e até 160 delas serão escolhidas para ter acesso, durante quatro meses, a um conteúdo online, que inclui mentorias, treinamentos, webinars e muito mais. Na banca final, terão seus pitches avaliados pelos jurados do programa.

As 12 startups que se destacarem nessa apresentação irão receber uma placa em reconhecimento à dedicação em realizar as atividades propostas pelo InovAtiva Brasil. Além disso, serão disponibilizados benefícios exclusivos para todos aqueles que cumprirem com o cronograma total de atividades oferecidas durante o ciclo.

E aí? O que está se esperando para se inscrever? Acesse https://www.inovativabrasil.com.br/ciclo20202/ e faça já o seu cadastro!

No ciclo 2020.2, InovAtiva Brasil mostra que o país respira inovação e seu empreendedorismo vai além do Vale do Silício

Com sete anos de existência, mais de 10 mil projetos submetidos, 1064 startups aceleradas e mais de 30 mil empreendedores impactados, o InovAtiva Brasil, maior programa de aceleração de startups da América Latina, chega a sua segunda edição de 2020.

De 29 de junho a 3 de agosto, startups de todo o Brasil, que atuam com qualquer segmento, poderão se inscrever para o ciclo 2020.2 pelo site do programa. Até 160 startups serão selecionadas para receber mentorias, fazer treinamentos de pitches e se apresentar para a maior banca de investidores, grandes empresas e parceiros do país.

Nesta edição, o programa terá como tema “Além do Vale do Silício: um Brasil que respira inovação” e pretende mostrar como as 75 comunidades de startups existentes no país promovem um lugar favorável para o desenvolvimento de novas tecnologias e soluções para problemas nacionais.

Em meio a mais de 12 mil startups, segundo a Associação Brasileira de Startups (Abstartups), 13 negócios unicórnios e milhares de pessoas comprometidas em entregar produtos e serviços com soluções eficientes, o InovAtiva Brasil se revela como uma importante ferramenta para a construção de um país onde o empreendedorismo tem papel fundamental para a sociedade e economia. 

Até o momento, o programa já realizou mais de 80 eventos e treinou cerca de 2 mil startups para conexão com seus públicos de interesse. Para saber mais sobre a oportunidade de participar do InovAtiva Brasil 2020.2, fique atento ao nosso site: https://www.inovativabrasil.com.br/ciclo20202/

Accelerate2030 Brasil 2019 seleciona 10 startups dos programas InovAtiva Brasil e StartOut Brasil

Com o intuito de escalar globalmente negócios que estejam em fase de crescimento e alinhados com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), o programa global Accelerate2030, co-iniciado pelo Impact Hub e pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), selecionou 33 empresas de 12 estados para participar da sua etapa nacional.

Entre as selecionadas, estão cinco empresas aceleradas pelo InovAtiva Brasil (Pickcells, TecZelt, Herself, ePHealth Primary Care Solution e Redação Online), uma que passou pelo InovAtiva de Impacto (CogniSigns) e quatro que participaram de missões do StartOut Brasil (Portal Telemedicina, PlataformaVerde, TiX Tecnologia Assistiva e VG Resíduos).

Ao todo, elas contemplam prioritariamente 13 dos ODS, conjunto de metas, ambiciosas e transformadoras cobrindo uma ampla gama de questões interligadas, do crescimento econômico sustentável, para as questões sociais, de bens públicos mundiais.

Accelerate2030

Buscando dar uma visão mais abrangente, acessível e democrática aos desafios da humanidade, o Accelerate2030 permite impulsionar negócios sociais e catalisar mercados ávidos por inovações que possuam, não somente a necessidade de sobrevivência mercadológica, mas que primordialmente tenham em sua essência o senso de solidariedade e compromisso com a constituição de um mundo mais equilibrado, saudável e justo.

O programa, com duração de seis meses, será realizado em 16 países em desenvolvimento. A etapa nacional do Programa no Brasil será realizada pelas unidades do Impact Hub em Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Florianópolis, Manaus e São Paulo.

As empresas selecionadas vão receber auxílio de consultores experientes, especialistas do setor e parceiros-chave para moldar e implementar uma estratégia de escala global, receber investimentos, mensurar o seu impacto e alcançar novos mercados.

O anúncio das selecionadas para a etapa internacional será realizado em outubro. Para saber mais, acesse o site.

Maio Amarelo: como startup acelerada pelo InovAtiva incentiva a segurança no trânsito

Em 11 de maio de 2011, a ONU decretou a Década de Ação para Segurança no Trânsito. Com isso, o mês de maio se tornou referência mundial para balanço das ações de conscientização no trânsito. Com a intenção de agregar mais pessoas a causa, como órgãos governamentais, empresas, entidades de classe, associações, federações e a sociedade civil, criou-se o Movimento Maio Amarelo,

A cor foi escolhida por simbolizar atenção, casando perfeitamente com o propósito do movimento internacional. O intuito é chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito e assim conscientizar as pessoas para a redução desses números.

“As mortes por acidentes de trânsito no país estão em queda, mas a meta estabelecida para 2020 está longe de ser alcançada. Cerca de 95% dos acidentes são causados por falha humana ou mecânica (por falta de manutenção). Isso nos indica que a conscientização da sociedade é fundamental”, afirma Ricardo Bernardes – Founder & CEO da Onsurance, startup pioneira no mundo em Seguro On Demand.

A Onsurance 

A startup acelerada e escolhida como destaque no programa InovAtiva Brasil 2018.1 é apoiadora oficial do Movimento Maio Amarelo. Além da discussão sobre a importância de se ter motoristas com direção defensiva, através de seu produto a empresa também colabora com um trânsito melhor e menos agressivo,

De acordo com Bernardes, a ação é de extrema importância para a diminuição de mortes em acidentes automotivos. “Para estimular nossos usuários a conduzirem seus veículos de forma mais segura, oferecemos uma redução nos valores pagos por minuto para aqueles que dirigem de forma consciente”, comenta ele.

Isso é possível graças ao dispositivo Onsurance Onboard, em que a empresa realiza o monitoramento do perfil de condução do motorista em tempo real (drive behavior) por meio de um hardware conectado ao carro do condutor. Com isso, hoje, apenas 3% dos seus clientes acionam a seguradora por acidentes no trânsito. Ou seja, através da leitura do comportamento dos seus clientes a empresa contribui para um trânsito mais seguro.

Para conhecer mais da Onsurance, acesse: https://onsurance.me/

Destaque InovAtiva: projeto da Easythings garante o bem-estar de quem sofre com a hipoglicimia

Tranquilidade para quem convive com a hipoglicemia. É isso que a EasyThings, startup que desenvolve e comercializa soluções que facilitam o dia-a-dia das pessoas, promete. Para garantir esse bem-estar de pacientes que sofrem com a doença, a empresa criou o EasyGlic, aparelho similar a um smartwatch que detecta reduções repentinas nos níveis de glicose no sistema sanguíneo e alerta o usuário sobre possíveis sinais desse estado de saúde.

Ficou curioso para saber mais sobre essa tecnologia? Nós também! Por isso, entrevistamos Egmar Rocha, CEO da empresa. Veja abaixo o que ele nos contou:

1- Conte sobre a trajetória da sua empresa. Quando vocês começaram?

Ativa desde março de 2015, a EasyThings iniciou sua trajetória na Universidade de Brasília, onde ficou incubada até 2017. No ano seguinte, foi selecionada para compor o Parque Tecnológico de Brasília, onde está até o momento.

2- O que faz a EasyThings? Qual é o diferencial da startup?

A EasyThings tem sua filosofia em seu próprio nome, ou seja, a empresa foi criada para buscar soluções que facilitem o dia-a-dia das pessoas. Como primeiro produto, foi desenvolvido um bracelete, batizado de EasyGlic, capaz de monitorar e detectar alterações corporais compatíveis com crises de hipoglicemia. O dispositivo emite um alerta antes que a crise se instale e, em casos de emergência (perda de consciência), dispara um aviso remoto para contatos escolhidos pelo usuário.

Atualmente estamos trabalhando em parceria com a Universidade de Brasília no desenvolvimento de um dispositivo voltado à aceleração da cicatrização de úlceras provocadas pela diabetes.

3- Quantos clientes possui atualmente? Tem algum case de sucesso?

Realizamos uma pré-venda de 135 unidades do EasyGlic como ensaio, para testar alguns parâmetros da comercialização. Tivemos alguns problemas na produção, o que atrasou consideravelmente a entrega desses dois primeiros lotes. Esta situação estará normalizada em breve. Agora estamos com mais de 2.500 pessoas na fila de espera.

4- O que você almeja para o futuro da sua startup?

Vamos acrescentar uma nova funcionalidade ao EasyGlic: um detector de queda que trará maior agilidade para os alertas remotos. Além disso, em um futuro não muito distante, almejamos internacionalizar a empresa e colocar nossos produtos para comercialização em escala global.

5- Quando você participou do InovAtiva Brasil? O que isso agregou para a sua empresa?

Participamos no ciclo 2018.2. As mentorias foram muito bem aproveitadas e estamos utilizando muito do conhecimento repassado para a atualização do modelo de negócio.

6- Com que objetivo você se inscreveu no programa? Conseguiu atingi-lo?

O objetivo principal foi a obtenção de mais conhecimento por meio das mentorias e aconselhamentos, fazer contato e expor nossa solução para um maior número de pessoas. Esses quesitos foram facilmente atendidos com os profissionais de altíssima qualidade com quem conversamos. Além disso, conquistamos algo que nem esperávamos: ficar entre os 12 destaques dentre 82 startups.

7- Você já passou por outros programas de aceleração? Em caso positivo, o que você destaca do InovAtiva em relação aos demais?

Sim. De dezembro de 2016 a setembro de 2017 participamos do Creative Startups e de abril a junho de 2017 estivemos no COTIDIANO Aceleradora. O que destaco no InovAtiva é a qualidade e experiência dos mentores, além do alcance e divulgação alcançados.

Destaque InovAtiva: Sociente Inteligência Geográfica traz soluções inteligentes para mineração

“Foi a melhor experiência profissional que tive nos últimos anos”

Destaque no programa InovAtiva Brasil 2018.2, a Sociente Inteligência Geográfica é uma startup que proporciona soluções inteligentes para diversas atividades, como mineração, agricultura, agronegócio e saúde. Com uma metodologia única, a Metodologia de Exploração em Geociência (MEG), a empresa interpreta informações com base em dados espectrais provenientes de imagens orbitais (satélites) ou aéreas (drones). Além disso, por meio de algoritmos é capaz de obter os inputs necessários para o desenvolvimento sustentável, reduzindo risco, custo e o tempo em vários ramos de serviços.

A empresa foi criada com o intuito de resolver as dores das mineradoras, que gastavam muito e não tinham o retorno esperado. “Percebi que eu era capaz de mudar esse paradigma e, no segundo semestre de 2017, entrei em contato com uma incubadora da Universidade Federal de Goiás para ter um local de trabalho específico e entender como funcionava este processo. Foi quando descobri que minha ideia tinha nome: Startup. Desde então, busquei conteúdos sobre este assunto e em 2018 me reuni com algumas pessoas de confiança para dar início a Sociente”, comenta Alexandre Henrique do Vale, Fundador e CEO da empresa.

Neste mesmo ano, visando compreender mais a fundo o universo de empreendedorismo e divulgar a Sociente para empresas do ramo minerário, o executivo se inscreveu no InovAtiva Brasil. Apesar de não ter passado por outros ciclos de aceleração, conversando com colegas que também estavam participando da edição 2018.2 do programa, entendeu o quão grandioso é todo o processo.

“Foi a melhor experiência profissional que tive nos últimos anos. Com o InovAtiva entendi o que é empreendedorismo, organizei minhas ideias de negócio e produtos e tive a oportunidade de fazer networking com grandes empresas, fundamentais para a Sociente. Só tenho a agradecer ao programa pelos mentores e pelas oportunidades de grandes negócios”, afirma Vale.

Agora, a startup pretende se tornar referência em soluções na pesquisa e exploração mineral, auxiliar nas pesquisas médicas e, futuramente, internacionalizar sua metodologia.

inovativa@inovativabrasil.com.br