Posts

InovAtiva Brasil fica em primeiro lugar no Ranking 100 Open Startups

Realizado desde 2016, o Ranking 100 Open Startups é publicado anualmente destacando as startups que implementam soluções inovadoras em conjunto com grandes empresas. Em 2019, a publicação incluiu, pela primeira vez, o ranking de iniciativas fomentadoras do ecossistema de startups, categoria na qual o InovAtiva Brasil ficou em primeiro lugar.

Além disso, o programa acelerou 50 das startups listadas no Ranking. Dentre as 100 startups que mais se destacaram, 29 participaram do InovAtiva e, das 10 primeiras colocadas, 40% passaram por ele. Além disso, nos rankings setoriais, 21 negócios acelerados pelo programa também foram reconhecidos.

Veja abaixo as startups que passaram pelo InovAtiva Brasil e marcaram presença na publicação:

Entre as Top 10 startups mais atraentes de 2019

  • Comprovei
  • Pix Force
  • Pris Software
  • Simplifica Fretes

Entre as Top 100 Open Startups 2019

  • Comprovei
  • Pix Force
  • Pris Software
  • Simplifica Fretes
  • STANDOUT
  • UBIVIS
  • Happmobi
  • JUSTTO
  • Postmetria
  • Intelup
  • PROSUMIR Aproveitamento Energético
  • Mereo
  • BITi9
  • LogPyx
  • Vidya Techology
  • MOLEGOLAR
  • BYOND
  • Vibbra!
  • Forebrain
  • Regenera Biotecnologia LTDA.
  • Biosolvit
  • Engage
  • Proj4me
  • KEMIA Tratamento de Efluentes
  • Nama
  • Sentimonitor
  • Tarvos
  • CUBi Energia
  • Beenoculus

Entre as Top 10 Human Resources

  • Pris Software
  • Mereo

Entre as Top 10 Productivity

  • BITi9
  • Proj4me
  • BirminD Automação e Serviços

Entre as Top 10 Marketing

  • Postmetria
  • Forebrain
  • Sentimonitor

Entre as Top 10 Industry

  • UBIVIS
  • Intelup
  • Tau Flow

Entre as Top 10 Transport & Logistics

  • Comprovei
  • Bynd

Entre as Top 10 Computer Vision

  • Shelfpix
  • Meerkat

Entre as Top 10 Education

  • Happmobi
  • Engage

Entre as Top 10 Marketplace

  • Simplifica Fretes
  • Vibbra!

Entre as Top 10 Environment

  • Biosolvit
  • KEMIA Tratamento de Efluentes
  • NETResiduos
  • Polen – Solução e Valoração de Resíduos

Entre as Top 10 Retail

  • STANDOUT
  • Reduza

Entre as Top 10 IoT

  • LogPyx

Entre as Top 10 Big Data

  • KCollector
  • EEmovel

Entre as Top 10 Customer Service

  • Nama

Entre as Top 10 Agriculture

  • Tarvos
  • Horus Aeronaves
  • Sensix

Entre as Top 10 Legal

  • JUSTTO
  • Incentiv

Entre as Top 10 Financial Services

  • Boletão
  • Meu Câmbio

Entre as Top 10 Construction

  • MOLEGOLAR

Entre as Top 10 Healthcare

  • HTX Systems

Entre as Top 10 Energy

  • PROSUMIR
  • CUBi Energia
  • Delfos
  • Enercred

Entre as Top 10 Biotech

  • Regenera Biotecnologia LTDA.
  • PluriCell Biotech
  • Pickcells
  • Sugarzyme

Cultura das startups: entenda o que há por trás

Cada empresa tem a sua própria cultura organizacional. Ela gera um senso de identidade entre os empregados, garante que todos sigam a mesma direção, moldam os valores, missão e visão da organização e permite que a companhia se adapte rapidamente as mudanças que ocorrem no ecossistema em que está inserida.

Nas startups isso não é diferente. Porém, ao contrário das grandes corporações, em que os processos são altamente burocráticos, elas já nasceram inseridas no mundo digital. Por isso, essas empresas tecnológicas têm uma cultura organizacional mais branda, com regras maleáveis e metodologias baseadas nos conceitos de inovação, produtividade, agilidade e economia.

Mesmo diante de um cenário de incertezas, elas conseguem manter seus funcionários motivados e engajados, pois lhes dão autonomia para executar projetos e demonstram que confiam em seu trabalho. Essa segurança, somada a possibilidade de experimentar sem medo de errar, faz com que as ideias fluam e que as soluções sejam criadas mais rapidamente.

Nas startups, as equipes são enxutas e formadas por pessoas de diferentes realidades. Porém, apesar de terem variadas vivências, formações e gêneros, todas elas têm uma característica em comum: o conhecimento em diversos assuntos, podendo exercer várias funções, mas com especialização em uma área, sendo reconhecido como “expert” em determinado tema.

Além disso, o clima organizacional fora do convencional também é um fator que chama a atenção nessas empresas emergentes. Na Solides, acelerada InovAtiva, por exemplo, existe um espaço para fazer churrasco, os funcionários não têm barreiras que os separam um dos outros, uma banda toca na hora do almoço e, na época do carnaval, um bloco formado pelos colaboradores desfila por Belo Horizonte (MG), onde a startup está localizada.

Outras iniciativas que podem ser encontradas nessas empresas tecnológicas são salas de descontração, com pufes, vídeo game, cadeira de massagem, mesas de ping pong e de pebolim e até mesmo espaço de beleza. Lá, os funcionários podem relaxar na hora do almoço para voltar renovado ao trabalho.

Para incentivar o networking, muitas delas estão alocadas em coworkings, ambientes inspiradores que contam conta a infraestrutura necessária para que empresas se juntem e desenvolvam seus negócios, fazendo com que este cresça de forma rápida e colaborativa. Nesses recintos, os integrantes de uma equipe trocam experiências com empreendedores desenvolvedores de soluções semelhantes à sua, criando assim uma forte rede de contatos.

Hoje, grandes corporações estão adotando o estilo startup de ser para atrair e motivar seus funcionários, além de garantir que seu negócio não se torne obsoleto com o passar do tempo. Essa é uma tendência de mercado influência que promete se solidificar daqui para frente.

Para saber mais sobre startups e seu ecossistema inovador, acompanhe as matérias que publicamos semanalmente no blog de InovAtiva!

Perfil das aprovadas para InovAtiva de Impacto 2019

Entre abril e maio, estiveram abertas as inscrições para o programa InovAtiva de Impacto. Ao todo, tivemos 261 inscrições completas. Destas, foram selecionadas 36 startups para participar do ciclo de 2019. Elas estão concentradas, majoritariamente, nos estados de São Paulo (25%) e Santa Catarina (14%). As demais são do Rio de Janeiro, Paraná, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Ceará.

Essas empresas estão são focadas no setor B2B (42,9%) e atuam, principalmente, com saúde e bem-estar (19,44%); crescimento econômico (16,67%); cidadania (13,89%) e consumo, cultura, lazer e produção responsável (11,11%).

Com faturamento de até R$ 50 mil (51,43%) e passagem por aceleradoras (58,3%), essas empresas estão desenvolvendo projetos de impacto há, pelo menos, um ano (82,9%). Além disso, as startups utilizam métricas de impacto social ou ambiental (55,83%) sobretudo para o controle dos beneficiários diretos e indiretos.

InovAtiva de Impacto

Criado em 2016 para fomentar o ecossistema dos negócios de impacto social e ambiental no país, o InovAtiva de Impacto é destinado a negócios inovadores que possuam o potencial de gerar lucro e, ao mesmo tempo, resolvam um problema social ou ambiental. Para participar, as startups precisam ser formalizadas como empresas, ter base tecnológica ou um modelo inovador, ter como missão gerar impacto social ou ambiental positivo e possuir alto potencial de escalabilidade.

Com o objetivo de preparar as startups para se conectarem com investidores, grandes empresas e outros especialistas do ecossistema de empreendedorismo, o programa oferece oito mentorias individuais e 14 coletivas. Os empreendedores também têm a oportunidade de participar de eventos, fazer networking e realizar cursos gratuitos de empreendedorismo de alto nível, com um módulo focado em negócios de impacto socioambiental.

Ao final do ciclo, 20 startups serão selecionadas para participar do Bootcamp Nacional InovAtiva Brasil 2019.2 e do Demoday. Neste evento presencial, realizado de 30 de novembro a 02 de dezembro, elas participarão de capacitações e mentorias presenciais para desenvolver seu negócio. No último dia, se apresentarão para uma banca de investidores, representantes de aceleradoras e de outras instituições ligadas ao tema.

Para saber mais, acesse a página.

Quem são os mentores do InovAtiva Brasil?

O mentor é um dos agentes mais importantes para o desenvolvimento de uma startup. Ele é capaz de avaliar o estágio atual de um negócio, fornecer dicas e conselhos para o mentorado dar um passo adiante. Esse profissional conta com uma ampla bagagem de conhecimento e experiência, e está disposto a compartilhá-los com pessoas que estão iniciando sua jornada como empreendedor.

No InovAtiva Brasil, essa função é exercida voluntariamente por executivos que desempenham cargos de liderança em grandes organizações, heads de aceleradoras e incubadoras, investidores e até mesmo empreendedores experientes de negócios ligados a tecnologia.

Para integrar o programa, eles passam por um rigoroso processo de seleção, que envolve a análise do seu histórico profissional e uma entrevista com a equipe InovAtiva para alinhamento das expectativas e esclarecimento de possíveis questionamentos que possam surgir.

Após aprovação, cabe ao mentor disponibilizar de quatro a seis horas mensais para realizar mentorias quinzenais por um período de quatro meses. Durante essa fase, ele desafiará o empreendedor destinado a ele por meio de um algoritmo que combina as habilidades do mentor com as dificuldades da startup.

Assim, ele fará com que o mentorado reflita e descubra alternativas para aprimorar seu negócio. É importante ressaltar que o mentor irá tirar os empreendedores de sua zona de conforto, propondo desafios reais ou hipotéticos, fazendo comparações com outros negócios e provocando-os a criar caminhos e ideias alternativas.

Essa relação também envolve o compartilhamento de experiências que podem servir de exemplo para que o empreendedor não cometa os mesmos erros que o especialista que o está lhe orientando precisou enfrentar durante sua jornada profissional.

Contudo, cabe ao mentorado extrair o máximo do que o seu mentor pode passar. É comum que, durante o processo de mentoria, surjam oportunidades de investimento, parcerias comerciais ou a conquista de um cliente ou fornecedor. Por isso, recomendamos que o empreendedor esteja aberto a críticas e sugestões.

Ao final do ciclo, o mentor será avaliado com base em seu engajamento, participação nas atividades, feedbacks passados, entre outros quesitos importantes para definir sua continuidade ou não no programa.

 

Com plataforma online, Inovativa Brasil oferece capacitação gratuita e conexão com ecossistema empreendedor

Entre 2013 e 2018, mais de 2000 empresas tecnológicas inovadoras, de todas as regiões do país, participaram do InovAtiva Brasil, o maior programa de aceleração de startups da América Latina. Dentre elas, 840 chegaram à fase de apresentar suas soluções para bancas presenciais com investidores.

Isso se deve ao fato de a maior parte do programa ser realizada de forma online gratuitamente, visto que as facilidades virtuais garantem o máximo aproveitamento aos empreendedores. Além disso, por meio da internet, o InovAtiva consegue se conectar com startups de todo o Brasil, mesmo aquelas que estão fora dos grandes centros urbanos.

Já no processo seletivo, as startups pré-aprovadas passam por uma entrevista individual e online com um dos gestores de relacionamento do programa. Quando selecionadas, são oferecidos a elas cursos de capacitação, oficinas, webinars de conteúdo e mentorias individuais e coletivas realizadas por meio de uma plataforma alocada no site do programa.

Essa ferramenta exclusiva permite que o mentor e o mentorado mantenham o histórico de suas sessões e atividades em um único lugar. Com ela, o empreendedor e seu instrutor podem compartilhar reflexões, metas, dúvidas e sugestões de forma rápida e segura.

Sabendo que o desenvolvimento da startup depende do contato com outros agentes do ecossistema, o InovAtiva Brasil possui uma metodologia que permite a construção conjunta das tarefas entre os participantes. O programa também disponibiliza um fórum de discussões para que a comunidade empreendedora compartilhe informações e dicas relevantes, e ajude a solucionar dúvidas de outros usuários.

Desta maneira, o InovAtiva estimula a troca de conhecimentos, facilita o aprendizado e faz com que o usuário absorva o conhecimento de forma orgânica. Essa diversificação é um dos maiores trunfos do programa, pois abre portas para futuras histórias de sucesso do empreendedorismo inovador.

Glossário de tecnologias utilizadas por startups

Virar empreendedor implica em uma série de mudanças, inclusive no vocabulário. Para te ajudar nessa adaptação, preparamos um glossário com alguns dos termos mais utilizados no universo das startups. Organizamos por categorias, em ordem alfabética, para ficar mais fácil de encontrar o significado da expressão procurada.

Neste primeiro material da série, separamos as definições das tecnologias que estão revolucionando a forma de fazer negócios.

    • Big Data: Grande volume de dados variados, gerados em alta velocidade;
    • Biohacking: Técnica de hackear o corpo humano para fazê-lo desenvolver habilidades que não possuía;
    • Biometria Facial: Ferramenta que permite a identificação de pessoas por meio das características genéticas presentes em seu rosto;
    • Biotecnologia: Conjunto de técnicas para manipular organismos vivos e, assim, modificar seus produtos;
    • Blockchain: Banco de dados online, público, descentralizado, transparente e confiável que não necessita de um agente externo para validar o processo;
    • Chatbot: Software programado para responder perguntas usuais;
    • Computação Cognitiva: Método para fazer os computadores pensarem como seres humanos;
    • Data Analytics: Técnica de utilizar algoritmos para examinar dados brutos a fim de encontrar padrões e tirar conclusões sobre essa informação;
    • Inteligência Artificial: Ferramentas tecnológicas que se assemelham ao raciocínio humano;
    • IoT (Internet of Thing): Traduzido como “Internet das coisas” para o português, essa tecnologia permite o monitoramento e gerenciamento de operações remotas;
    • Machine Learning: Método em que as máquinas aprendem com os dados a elas apresentados;
    • Nanotecnologia: Técnica que utiliza partículas atômicas para construir estruturas mais estáveis e aprimorar materiais;
    • Realidade Aumentada: Ferramenta que possibilita a interação entre os ambientes real e virtual em três dimensões;
    • Realidade Virtual: Projeção em tempo real de elementos concretos em um ambiente virtual.

 

 

Como utilizar Growth Hacking na conquista de clientes

Um dos maiores desafios de uma startup é a conquista de clientes. Seja na busca por construir uma base sólida de usuários em volume ou no trabalho de conquistar uma grande conta corporativa, usar de instrumentos e ferramentas de marketing é fundamental para se conquistar novos espaços. Uma das mais conhecidas da atualidade é o Growth Hacking.

O grande foco em números e em hacks dentro de canais digitais que gerem ganhos de curto prazo para negócios fazem das técnicas de growth armas importantes para a validação, o crescimento e a escala de startups. É importante, porém, tomarmos alguns cuidados na hora de construir e implementar estratégias de growth para o seu projeto. Aqui vão algumas dicas:

 

1. Antes de começar, entenda em que estágio sua startup está.

Parece óbvio, mas, quando começamos a entender o poder que o growth hacking tem, começamos a pensar nas infinitas possibilidades de geração de resultados e nos potenciais números que podem ser gerados a partir de alguns hacks – alguns de fácil execução. Porém, se seu negócio está em uma fase embrionária, em um primeiro MVP, por exemplo, não é interessante impactar muitas pessoas e trazer um volume expressivo de usuários para dentro da sua base, visto que isso pode gerar problemas técnicos, frustrar pessoas que não têm perfis de early adoption e minar o seu produto no médio ou longo prazos.

Reconhecer em que estágio você está é crucial para que você desenhe a melhor estratégia para o seu contexto. Lembre-se sempre que não existe fórmula mágica ou processo padrão. Quanto menos pensarmos dessa forma, mas eficientes tendemos a ser na hora de desenhar nossas estratégias de growth.

2. Conheça a sua audiência.

Quem é seu target? Como ele se comporta e em que canais ele está? Saber disso é importante para que você possa canalizar seus esforços em canais e em técnicas que gerem impacto para o seu público alvo de verdade. Não adianta levantar por aí uma série de técnicas de growth em diferentes plataformas, se você não sabe quem é e onde está seu público.

O cultivo da audiência pode ser feito, inclusive, por meio da construção e da gestão de comunidades dentro de redes sociais como os grupos do Facebook e do Linkedin que funcionam numa lógica de fórum, e que podem gerar uma série de benefícios para você e para o seu projeto.

3. Seja seletivo na hora de pensar em canais.

O seu tempo como empreendedor é limitado, e seus recursos também. Você não precisa entender e aplicar 100% das técnicas de growth existentes no mercado. É importante entender o que faz sentido para o seu projeto e que pode levar a sua startup ao próximo estágio. Portanto, concentre esforço e recursos nos lugares certos.

Parte da capacidade de ser seletivo está na rotina de testar, validar e aprender de forma rápida e constante. Muitas vezes, não temos todas as informações necessárias para afirmarmos qual o melhor canal, ou onde nosso público alvo tende ter maior propensão à conversão. Nesses casos, precisamos usar a tecnologia a nosso favor. Rodar testes rápidos, com baixo investimento, pode nos dizer se um canal é estratégico ou não para sua estratégia de growth. Teste muito e teste rápido para entender que canais e formatos de copy funcionam melhor para seu projeto.

4. Uma vez selecionada a plataforma, aprofunde-se nela.

Entender os hacks específicos de uma plataforma como quais as formas utilizadas pelos algoritmos de determinado canal para aumentar ou reduzir o alcance de uma publicação, como criar conteúdos mais engajadores e relevantes dentro de uma determinada rede e como segmentar anúncios de forma efetiva devem ser algo constantemente perseguido por você e pelo seu time.

5. Esteja sempre antenado.

As técnicas de growth são aprimoradas constantemente e de forma muito rápida. É importante termos consciência disso para não nos acomodarmos com os trabalhos que estamos fazendo. Acompanhar resultados, entender mudanças de mercado e fazer constantes ajustes em estratégias e execuções táticas e operacionais é importante para garantir a constância no crescimento dos seus resultados.

Ignorar essas mudanças pode fazer com que, rapidamente, você seja ultrapassado por concorrentes ou deixe de ser considerado como uma solução interessante para seu público alvo.

Com essas técnicas você será capaz de usar os principais canais digitais de forma muito mais efetiva e trazer resultados expressivos para o crescimento da sua startup. Essas são técnicas inteligentes e, muitas vezes, de baixo custo, que podem alavancar a sua startup.

Dia dos Namorados: encontre o presente perfeito pelo menor preço!

O Dia dos Namorados chegou e você ainda não garantiu o presente do seu amor? Então essa matéria é para você! Preparamos uma lista de startups aceleradas pelo programa InovAtiva Brasil que oferecem produtos e serviços que podem te ajudar a escolher o que dar ao seu(sua) parceiro(a) e, claro, por um valor que cabe no seu bolso.

Sugestões de Presentes

Para esportistas

Seu parceiro(a) é ativo, gosta de praticar esportes e está preocupado com a sustentabilidade? Então a Astan Bike é o presente perfeito para ele(a)! A bicicleta é uma das mais leves e resistentes do mercado, oferece conforto para percorrer grandes distâncias e tem o conceito de sustentabilidade intrínseco, desde sua concepção até o descarte.

Para amantes de bebidas

Se o(a) seu(sua) companheiro(a) curte um happy hour e gosta de experimentar diferentes bebidas, nossa dica é usar o UMABIRA na hora de escolher o presente. O aplicativo permite que o usuário compartilhe as promoções de cerveja.

Agora, se a ideia é dar uma cerveja artesanal, o marketplace Bebedores de Cerveja é a melhor alternativa. Ele conecta cervejarias artesanais com os apreciadores de uma boa cerveja.

Porém, se o seu(sua) amado(a) prefere um vinho, o Eu Sommelier deve ser a sua fonte de busca. O aplicativo faz indicações de rótulos com ótimo custo-benefício em estabelecimentos como restaurantes, lojas e supermercados.

Para viajantes

Quer surpreender e dar uma viagem de presente de Dia dos Namorados? Comece pelo buscador de passagens aéreas Mevow, que apresenta os destinos possíveis, organizados por preço, de acordo com a origem do usuário.

Com a passagem comprada, é preciso reservar hospedagem. Nesse momento, o TripRadar é essencial. Nele, são oferecidas opções de pacotes, possibilitando que o comprador encontre um preço justo com vantagens exclusivas para se hospedar em lugares incríveis.

Para homens que querem ter novas experiências

A sua intenção é sair do comum e dar um presente inovador para o seu namorado? Então veja as opções que o Original Men possui. Você pode escolher entre aula de drinks com café, um workshop de caipirinhas, dirigir uma Ferrari, pilotar um avião, levar seu amado até um parque de diversões com 22 máquinas de Pinball e arcades clássicos, curso de mecânica de bikes, sessão de flutuação e muito mais!

Para quem gosta de cosméticos

Contudo, se maquiagem ou cuidar da aparência for uma paixão do(a) seu(sua) parceiro(a), você não pode deixar de consultar o Cosmético Já. O marketplace online conecta as empresas produtoras de cosméticos com os consumidores.

Por fim, não deixe de economizar!

Agora que você já tem uma ideia do que vai dar de presente, chegou a hora de comparar os preços. Afinal não é preciso gastar muito para dar um bom presente, não é? Conheça as ferramentas que você pode utilizar para isso:

  • Reduza – plataforma que automatiza o processo da busca por descontos na internet de modo a facilitar a vida dos consumidores online, economizando tempo e dinheiro;
  • ComOferta.com – aplicativo que disponibiliza ofertas mostrando fotos e prazo de validade;
  • WeWaant.com – plataforma para negocia com o fornecedor pelo cliente, garantindo o menor preço com a mesma segurança.

Com todas essas dicas, não tem como não agradar seu amor!

O que o InovAtiva tem de diferente dos demais programas de aceleração?

O maior programa de aceleração de startups da América Latina oferece, gratuitamente, mentoria para empreendedores de todo Brasil que atuam com tecnologias inovadoras para qualquer segmento. Além disso, no InovAtiva Brasil, as startups têm a oportunidade de se conectar com investidores, grandes empresas, aceleradoras e participar de programas e eventos de empreendedorismo. Mas não é só isso que torna o programa especial.

Visibilidade

De acordo com Elber Fabrício Laranja e Thiago Critter Chiliatto, fundadores da Antecipa Fácil, que já participaram de outros programas de aceleração, o InovAtiva é o que mais gerou visibilidade para a startup. “No quesito alcance de mercado, sem dúvida, esse programa é diferenciado. Por ele circulam pessoas influentes e com conexões que podem mudar os rumos de uma empresa que está iniciando suas atividades, como a nossa. O fato de ficarmos entre as 12 empresas destaque do programa também contribuiu muito, dado que isso gerou para nós um grande espaço na mídia espontânea”, afirma Laranja.

Esse também foi o aspecto que mais chamou a atenção de Egmar Rocha, CEO da EasyThings. Para ele, o alcance e divulgação alcançados foram elementos que só o InovAtiva lhe proporcionou. Contudo, outra característica do programa também foi de extrema importância para ele: as sessões de mentoria.

Aprendizado

“Me inscrevi no InovAtiva com o objetivo principal de obter mais conhecimento e expor a solução para um maior número de pessoas. Não foi difícil atingi-lo e superá-lo. Nos foram apresentados mentores de altíssima qualidade e com uma ampla experiência. As informações que recebi estão sendo fundamentais para a atualização do modelo de negócio”, comenta Rocha.

“Participamos do InovAtiva em 2017 e foi um programa muito interessante para a abertura de novos contatos, fazer o networking e conhecer possíveis investidores para quando estivéssemos maduros o suficiente com a solução.  Toda a parte de mentoria e know-how que foi prestado para que pudéssemos nos desenvolver como profissionais, gestores da empresa e conseguir tocar o nosso negócio também foi fundamental”, reitera Caroline Dellacorte, cofundadora da PackID, startup acelerada pelo programa.

Experiência

Com intensas atividades online e presenciais, os empreendedores aprendem a elaborar pitchs e apresentam seus projetos aos maiores investidores e mentores do país. Essa empreitada já proporcionou bons resultados para diversas startups que foram aceleradas pelo programa.

Quer fazer parte dessa história?

E também agregar valor à sua startup, se conectar com os principais players do ecossistema e trocar experiência com outros empreendedores? Fique atento ao nosso site e redes sociais.

As inscrições para o próximo ciclo InovAtiva Brasil começam em breve!

24 das 100 startups mais promissoras do Brasil passaram pelo InovAtiva Brasil, InovAtiva de Impacto ou Startout Brasil

No início do mês, a revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios divulgou a lista das 100 Startups para ficar de olho em 2019, com a pretensão de contribuir para um ecossistema cada dia mais competitivo. Elas foram escolhidas dentre 2.200 empresas por um grupo de 80 consultores, especialistas e investidores das consultorias EloGroup e Corp.vc e dos veículos PEGN e Época NEGÓCIOS.

Quesitos usados na avaliação

  1. Potencial para transformar mercados e impactar consumidores;
  2. Dificuldade para que concorrentes repliquem a solução;
  3. Tamanho do mercado, aderência e tendências de consumo, acesso a público-alvo e facilidade de entrada no mercado;
  4. Capacidade de expandir a operação com velocidade, ganhar capilaridade e acessar recursos financeiros;
  5. Experiência prévia dos fundadores na área de atuação da empresa;
  6. Qualificação técnica da equipe;
  7. Relação entre a maturidade da operação e os resultados alcançados (protótipo, validação, MVP, tração e escala).

As startups que se destacaram entre as milhares de empresas nascentes no país demonstram potencial para transformar mercados, impactar consumidores e revirar indústrias. Além disso, seus produtos e serviços têm capacidade de escala e de atrair os investimentos corretos para o seu crescimento.

Desses negócios, quase ¼ passou pelo programa InovAtiva Brasil, InovAtiva de Impacto e/ou StartOut Brasil. Confira abaixo essas startups que se destacaram na segunda edição do “100 Startups to Watch”:

  • Agronegócio: Grão Direto (InovAtiva Brasil 2017.1); Jetbov (InovAtiva Brasil 2015); Olho do Dono (InovAtiva Brasil 2016.2); e Safetrace (InovAtiva Brasil 2017.1)
  • Educação: Redação Online (InovAtiva Brasil 2017.1)
  • Gestão: Biz.u (InovAtiva Brasil 2016.2); Checklist Fácil (StartOut Lisboa e Santiago); Niduu (InovAtiva Brasil 2018.2); e Rocket.Chat (StartOut Berlim e Lisboa)
  • Impacto: Biosolvit (InovAtiva 2018.1, InovAtiva de Impacto 2018.2 e StartOut Paris, Lisboa e Santiago); Sumá (InovAtiva de Impacto 2016.2), key2enable (StartOut Santiago e Toronto); e O Polen (InovAtiva Brasil 2018.2)
  • Indústria: BirminD (InovAtiva Brasil 2017.1 e StartOut Paris e Berlim); e I.Systems (StartOut Miami e Santiago)
  • Marketing e Vendas: Lett (InovAtiva Brasil 2014 e StartOut Buenos Aires); Postmetria (InovAtiva Brasil 2015); Shelfpix (InovAtiva Brasil 2018.1 e StartOut Berlim, Lisboa e Toronto); Squid (InovAtiva Brasil 2013); e Standout (InovAtiva Brasil 2017.1)
  • Saúde e Bem-Estar: Ephealth (InovAtiva Brasil 2016.1)
  • Serviços: Justto (InovAtiva Brasil 2016.2); e Midhaz (InovAtiva Brasil 2018.2)
  • Tecnologia da Informação: Nama (InovAtiva Brasil 2016.1)

inovativa@inovativabrasil.com.br