Posts

Conheça a Teoria de Mudança e como implementá-la em seu negócio de impacto

Negócios de impacto são idealizados para solucionar problemas do âmbito socioambiental, em busca de um papel ativo no desenvolvimento sustentável das  nações. Entretanto, eles não deixam de ser empreendimentos e, em sua fase de projeto, devem ser tratados como tal.

A Teoria de Mudança nada mais é do que um conjunto de ferramentas que auxilia no planejamento de qualquer tipo de iniciativa social ou ambiental – como um projeto, política pública ou um empreendimento/startup de impacto. Ele ajuda a definir e explicitar os objetivos de longo prazo, ao mesmo tempo em que permite identificar as pequenas metas ao longo do caminho.

Esta é a definição utilizada por Mark Udler, mentor do hub InovAtiva e especialista no assunto. “A Teoria de Mudança, basicamente, ajuda a entender os objetivos de longo prazo e como trabalhar em cima deles”, sintetiza.

Implementação da Teoria de Mudança

O profissional elenca quatro passos na implementação da Teoria de Mudança que atuam em conjunto. “À medida que você caminha por esses passos, você nota que em algum momento se depara com os anteriores”, diz. Os quadrantes apresentados por ele são:

  1. Envolva os diversos stakeholders no processo
  2. Conheça profundamente o problema que está resolvendo
  3. Defina os objetivos de longo prazo desejados
  4. Monte a estrutura da Teoria de Mudança

Estrutura da Teoria de Mudança

Mark compara a estrutura da Teoria de Mudança com o conhecido 5W2H, ferramenta de gestão inventada no Japão para facilitar o planejamento de qualquer atividade: What (o que); Why (por que); Where (onde); When (quando); Who (quem); How (como); How Much (quanto).

Essencialmente, no planejamento de um negócio de impacto, os empreendedores devem responder estas sete perguntas:

  1. Qual o resultado de longo prazo que queremos alcançar?
  2. Quais  problemas queremos resolver?
  3. Quem são as pessoas envolvidas?
  4. Por quais canais vamos chegar a elas?
  5. O que faremos, de fato?
  6. Qual será o efeito mensurável disso?
  7. Quais os benefícios percebidos desse trabalho?

Contudo, o profissional alerta que essas questões devem ser respondidas de forma recorrente, não só no início do empreendimento, porque a situação pode mudar e novos planos são implementados no processo.

Métricas e ESG Enablers

“O negócio de impacto funciona quando você está gerando lucro e, ao mesmo tempo, impacto no ambiente e nas pessoas. Quando você consegue demonstrar essas duas métricas, afina seu negócio para que os resultados sejam embasados na sua entregas de impacto, mas seu financeiro também te ajuda”, Mark explica.

Utilizar métricas adequadas a este tipo específico de empreendimento é essencial para conseguir investidores do nicho. O especialista menciona investidores-anjo, mas também os novos fundos de investimento de impacto.

“Muitos fundos de investimentos e governos começaram a exigir que grandes empresas – principalmente as listadas na bolsa de valores – sigam as exigências ESG”, sigla que remete a um conjunto de políticas de Governança Ambiental, Social e Corporativa.

“O problema é que, em muitas dessas empresas, o processo de transformação é muito lento. Levar a cultura de foco em meio ambiente, na sociedade e na governança leva tempo e você tem que mudar a cultura de uma organização de grande porte”, diz.

Neste contexto, surgiram as ESG Enablers: “São startups que oferecem tecnologias para auxiliar no cumprimento das práticas ESG. Por meio das métricas e KPIs (indicadores-chave de desempenho), elas conseguem demonstrar a grandes organizações as oportunidades e a relevância de se concentrar na questão.”

“A pandemia trouxe muitas coisas ruins, mas ao mesmo tempo um processo de transformação muito grande. A geração Y é considerada hoje a mais prejudicada financeiramente de toda a história em comparação a geração anterior. Temos uma grande responsabilidade em reverter este processo aproveitando as oportunidades que nos são oferecidas”, conclui.

O texto foi escrito a partir da mentoria coletiva “Negócios de Impacto e Teoria da Mudança”, realizada no Ciclo 2021 do programa InovAtiva de Impacto. Você também pode assistir a apresentação do mentor clicando aqui.

Descubra como a Teoria da Mudança pode ajudar a sua empresa

Você já ouviu falar sobre Teoria da Mudança? Trata-se de um conjunto de ferramentas que auxilia no planejamento de iniciativas sociais. Esse conceito norte-americano surgiu na metade dos anos 90 e logo se difundiu entre organizações e empreendedores focados em negócios de impacto socioambiental.

Sua função é avaliar, monitorar e definir a direção tomada por uma empresa. Isso se dá por meio da tradução, organização ou estruturação das mudanças pretendidas pela corporação. Para isso, deve estar atrelada a “métricas de impacto” e “visão de longo prazo”.

Na prática, a Teoria da Mudança permite que uma organização analise se o impacto socioambiental esperado está sendo alcançado e verifique se está seguindo o caminho traçado, documentando as lições aprendidas e mantendo a transparência do negócio.

Para implementar este conceito, é preciso:

  • Conhecer o problema da empresa;
  • Identificar os objetivos de longo prazo do negócio;
  • Mapear e concretizar os quesitos necessários para alcançá-los;
  • Desenvolver indicadores para medir os resultados e avaliar o desempenho de acordo com esses objetivos;
  • Detalhar a iniciativa.

Ao final, a empresa terá um planejamento mais robusto das atividades a serem executadas, uma visão objetiva sobre quais tarefas são necessárias para atingir quais resultados, facilidade no processo de acompanhamento e monitoramento da evolução do negócio e evitará o desperdício de tempo e dinheiro com ações pouco relevantes.

inovativa@inovativabrasil.com.br